Month: June 2009

Grã-Bretanha barra mais brasileiros que qualquer outra nacionalidade em 2008 e primeiro trimestre de 2009

Recentemente o Ministério do Interior da Grã-Bretanha divulgou dados que revelam que 645 brasileiros foram barrados ao tentarem entrar no país nos primeiros três meses deste ano. Estes números indicam que, em média, sete brasileiros foram impedidos de entrar todos os dias na Grã-Bretanha no primeiro trimestre de 2009.
“As novas normas, apesar de mais duras, ajudarão exatamente neste sentido, pois os brasileiros que cumprirem os requisitos básicos não terão problemas com a Imigração ao entrar no Reino Unido”, explica a diretora-executiva da Agência de Imigração e Intercâmbios LondonHelp4U, Francine Mendonça.
De acordo com um relatório divulgado pelo Ministério do Interior britânico, no total, 1.550 brasileiros foram barrados, deportados ou saíram voluntariamente do país no primeiro trimestre deste ano. Esta cifra também inclui 285 casos de deportações e de pessoas que se retiraram do país voluntariamente por meio de programas de estímulo ao retorno. Os casos de imigrantes ilegais que retornaram com a ajuda da Organização Internacional para a Imigração (OIM) foram 170 e outros 450 casos de retorno voluntário fecham a soma.
Deste total de brasileiros impedidos de entrar no país, deportados ou que se retiraram voluntariamente, a grande maioria (1.085) tinha como destino a própria Grã-Bretanha. Outros 425 seguiam para outros países da União Europeia e 35 seguiam para outros lugares ou tinham destino ignorado pelas autoridades britânicas.
Francine admite que muitos desses casos de imigração ilegal e deportações não teriam outra saída, porém a maioria dos brasileiros que foram barrados ao entrar no Reino Unido poderiam ter obtido sucesso em sua empreitada caso tivessem consultado um agente de imigração.
“As pessoas se iludem e pensam que a entrada como turista ou para aqueles que querem ficar por menos de seis meses está garantida. Se esquecem que é importante trazer todas as provas e documentos solicitados pelo Ministério do Interior da Grã-Bretanha para que não haja problemas”, lembra Francine. Ela trabalha há quase dez anos com imigração e enfatiza a importância de procurar um agente de confiança, que tenha experiência com processos de Imigração e seja licenciado pelo OISC (sigla para Office of The Immigration Services Commissioner).
Primeiro lugar O total de brasileiros barrados, deportados, ou que se retiraram voluntariamente da Grã-Bretanha nos três primeiros meses de 2009 é o maior registrado entre todas as nacionalidades no período.
O país que teve mais cidadãos barrados nas fronteiras e obrigados a se retirar em seguida, no entanto, foi o Afeganistão, com 1.160 casos registrados.
Ainda de acordo com o relatório, no final do mês de março deste ano, dez brasileiros estavam presos na Grã-Bretanha por questões relacionadas apenas à imigração.
Em 2008, 605 brasileiros obtiveram a cidadania britânica, seja por meio de casamentos ou por tempo de residência no país.
Primeiro lugar em 2008 Outros dados preliminares sobre o ano de 2008 divulgados no início deste mês apontam que, pelo quinto ano consecutivo, o Brasil ocupou o primeiro lugar na lista dos países com o maior número de cidadãos barrados na Grã-Bretanha.
De acordo com o documento, cuja versão final será divulgada em julho ou agosto de 2009, 6.395 brasileiros foram mandados de volta no ano passado.
Deste total, 1.340 foram deportados após um período na ilegalidade e 3.985 foram barrados nas fronteiras britânicas e mandados de volta em seguida. A cifra ainda inclui um número de retornos voluntários e de pedidos de asilo negados.