Month: January 2010

ACIDENTE DE TRABALHO, PRECISANDO DE AJUDA?

Pode-se dizer que os trabalhadores da fábrica estão em maior risco de sofrer ferimentos, decorrentes da falta de segurança nas máquinas, negligência na manutenção dos equipamentos, vazamentos de itens, e assim por diante. Uma das primeiras coisas que você precisa fazer no caso de você sofrer uma lesão é registrar os detalhes de seu acidente no livro de acidentes. Se você não conseguir fazer isso sozinho, devido à natureza de seus ferimentos, peça a um colega de trabalho para inserir os detalhes para você. Os empregadores são obrigados a ter um livro de acidentes no local de trabalho, por isso você não deve ter dificuldades em cumprir isso. Você também deve se submeter ao tratamento médico. Ir ao hospital ou ao seu médico de clínica geral para que sejam avaliados e tratados de seus ferimentos. É sempre uma boa coisa obter fotografias do acidente, se você é capaz de fazê-lo. Se o acidente foi relatado em notícia, guarde um exemplar do jornal. Se um policial estava presente no momento do acidente, ele deve ter feito um relatório do incidente, também, pedir-lhe um relatório por escrito. Você também pode pedir a seus amigos ou colegas de trabalho que tenham testemunhado o acidente, a escrever um testemunho sobre o que exatamente aconteceu. Você também deve guardar todos os recibos de contas hospitalares e outras despesas médicas. Isso será usado quando você fizer uma reclamação para compensar sua perda de rendimento. Alguns trabalhadores estão preocupados em perder seus empregos ao apresentarem um pedido de indenização. Isso não deve ocorrem, vendo que os empregadores deveriam possuir uma apólice de seguro contra acidentes de trabalho aos seus associados. Você deve saber, no entanto, que a apresentação de um pedido de indenização não é fácil, ainda mais se você não possui o conhecimento técnico. Neste caso, você pode precisar de ajuda. Entre em contato conosco da London Help 4 U.

Português para a garotada.

PORTUGUÊS PARA A GAROTADA Projeto em Islington oferece aulas de língua portuguesa para todas as idades, mas as crianças são prioridade. Brasileiros que têm filhos em Londres ganharam mais uma opção para que as crianças mantenham os laços com o Brasil através do aprendizado e difusão da literatura, artes e língua portuguesa. É o “Light Project Internacional”, baseado na comunidade Islington, norte da capital londrina. O projeto educacional sem fins lucrativos tem razão social a eliminação das desigualdades educacionais de comunidades locais através de atividades de ensino, lazer e qualificação profissional. O novo projeto é um programa de ensino de português de de cultura brasileira para alunos de todas as faixas etárias, principalmente para os filhos de brasileiros residentes no exterior. Se você tem filhos pequenos em idade escolar e quer que eles, paralelamente ao ensino da língua inglesa, mantenhan as raízes brasileiras ou se você é professor ou educador e deseja dar a sua contribuição para o projeto, fale com o coordenador André Stefano Debiagi O Light Project Internacional, que tem o apoio da Associação Brasileira de Iniciativas Educacionais no Reino Unido (ABRIR), funciona na Orkney House, 1 andar Community Space, 195-199 Caledonian Road, N1 0AF, 10 minutos caminhando da esta”ao de King’s Cross. Informações pelo telefone: 020 7833 4009.

Fique por dentro do sistema de taxas do Reino Unido

Quem paga taxas e por quê? Quando e como é possível restituí-las? Taxa, na essência de seu significado, é uma exigência financeira que organizações governamentais ou políticas impões a pessoas privadas e jurídias, em prol da criação e manutenção de determinados serviços fundamentais para uma sociedade. Cidadãos residentes no Reino Unido estão sujeitos ao pagamento de taxas, cujo arrecadamento é destinado à melhoria do setor público, mais precisamente dos sistemas de educação e saúde, além de ruas, estradas, parques, praças e assim por diante. O HM Reveneu and Customs é o órgão britânico que, além de regulamentar o setor de taxas no País, responsabiliza-se por determinar os cidadãos que devem destinar uma porcentagem de seus rendimentos para o governo, já que nem todos contam com essa obrigatoriedade. Basicamente, um cidadão com menos de 65 anos e rendimento anual de até 6.475 libras não precisa pagar taxas, enquanto os que recebem mais do que esse valor devem destinar 20% de seus ganhos ao governo britânico – porcentagem que pode variar, no caso de pessoas com receita superior a 34.800 libras por ano. Existem, ainda, outras variações para alguns casais, pessoas com algum tipo de deficiência e maiores de 65 anos, para os quais o órgão regulamentador do setor disponibiliza informações atualizadas em sua página na internet (www.hmrc.gov.uk). Como posso saber meus ganhos anuais? Por meio do cálculo de dois documentos oficiais, aos quais todo cidadão residente no Reino Unido e portador do National Insurance Number tem direito. O P60 é o primeiro deles, que deve ser recebido no mês abril, onde constarão todas as informações relacionadas aos trabalhos realizados durante o ano fiscal, que começa em 6 de abril e termina em 5 de abril do ano seguinte. Já o P45 deve recebido, após a recisão de contrato com um empregador. Nele, estão contidas as mesmas informações disponíveis no P60, até a data de saída da empresa, que é a responsável pela emissão e entrega deste documento para o ex-funcionário. Portanto, para o cálculo do rendimento total anual é preciso calcular todos os valores dos P60 e P45, no caso de pessoas que rescindiram contratos com alguma empresa. Quais são as taxas que podem ser recebidas de volta? São as que, por algum motivo, foram cobradas erroneamente, ou em excesso. E, em casos como esse, o HM Revenue and Customs é responsável pela devolução desta diferença. É normal que, no primeiro ano de residência no Reino Unido, o montante a ser recebido de volta seja mais alto, já que algumas companhias não sabem exatamente em qual código incluir os recém-chegados que estão partindo para sua primeira experiência profissional no País. Também é usual que estudantes paguem taxas desnecessárias e, por conta disso, tenham direito a solicitar o crédito deste valor. Existe um mito de que, uma vez solicitado o retorno das taxas, não é permitido continuar trabalhando na empresa em que se está, mas isso não é verdade. O valor recebido foi pago a mais para o governo e, sendo assim, é um direito do cidadão, o que não implica em nenhum problema entre funcionário e empregador. Para saber se você está incluso no código de taxas correto e se tem alguma quantia para solicitar ao HM Reveneu and Customs, entre em contato com a LondonHelp4U que poderá ajudá-lo com este processo.

É IMPLANTADO NOVO MÉTODO DE CONTROLE EM TODAS AS FRONTEIRAS DE UK

Está cada dia mais rigoroso o controle de entrada de imigrantes no Reino Unido. Agora, a nova ferramenta utilizadas em todas as fronteiras do país será a verificação de impressões digitais. Foi no dia 30 de novembro de 2009 que o Home Office começou a introduzir em todos os aeroportos do Reino Unido e em suas fronteiras o novo método de controle de imigrantes, a verificação de impressões digitais. O processo será gradualmente introduzido em todo o país até Março de 2010. O objetivo desse controle é conferir se a pessoa que está entrando no Reino Unido é a mesma pessoa que solicitou o visto. As impressões digitais permitiram que o controle de imigrantes tenha mais segurança. O controle será aplicado para as pessoas que já fizeram o Exame Biométrico na Inglaterra, ou seja, para aquelas que ao aplicar para seu visto receberam um cartãos com seus dados pessoais e com o tipo de visto, como por exemplo os que aplicaram para o TIER 4 (visto de estudante) , TIER 1 (visto de trabalho) assim como os casados com britânicos e os que solicitaram o entry clearances. Ao chegar no Reino Unido, oficiais treinados farão uma análise comprovatória das impressões digitais em um leitor eletrônico. Na maioria dos casos, serão analisados o polegar da mão direita e o primeiro dedo. Estes serão depois comparados com as impressões digitais capturadas e armazenadas como parte do processo de pedido de visto. O objetivo do Home Office é de que o novo método de controle não tome mais tempo do que o processo anterior. Como os aparelhos são de alta tecnologia, o processo torna-se rápido. As impressões digitais serão armazenadas por um período máximo de 48 horas e não será cobrada nenhuma taxa. Crianças com idade entre 6 e 16 anos também terão de passar pelo controle de impressões digitais, no entanto um adulto responsável deverá estar presente durante o processo. Se a verificação na impressão digital revelar quaisquer dúvidas em torno da identidade do imigrante, ou em casos de o passageiro se recusar a fornecer suas impressões digitais, os mesmos serão submetidos a investigação, o que pode resultar no atraso de sua viagem, enquanto a decisão sobre sua admissão no Reino Unido seja feita.

O EXAME BIOMÉTRICO TAMBÉM SERÁ APLICADO AOS QUE SOLICITAREM O TIER2

O Regulamento aprovado pelo Home Office na segunda semana de Dezembro entra em vigor no dia 06 de Janeiro de 2010. Pelos termos do regulamento aprovado pelo Parlamento no dia 10 de dezembro de 2009, foi determinado que todas as aplicações do TIER 2, visto de trabalho, realizadas do Reino Unido a partir de 6 de Janeiro de 2010 deverão ser submetidas ao exame Biométrico. Após o recebimento do processo de solicitação do visto de trabalho o Home Office enviará uma carta ao imigrante agendando o Exame Biométrico, momento em que será realizada a captura de suas impressões digitais e uma foto atualizada. Para a otimização do processo o Home Office disponibilizará 11 centros biométrico em todo Reino Unido, além de implantar o agendamento online para o exame. Caso o processo seja aprovado o imigrante receberá um cartão de identidade, onde serão impressos seus dados pessoais, além de informações sobre seu visto.Vale lembrar que os dependentes do titular do visto de trabalho também receberão um cartão identidade. É importante ressaltar que todo o processo na solicitação do TIER 2 continua igual. Para que os candidatos obtenham sucesso em sua aplicação eles deverão somar 70 pontos, além de comprovar que a vaga de trabalho não pode ser preenchida por cidadões ingleses ou europeus. Para obter os 70 pontos o condidats devem: – comprovar que possuem recursos financeiros para estar no país sem a ajuda do governo. – possuir uma carta de patrocínio emitida pelo empregador. – Demonstrar boas qualificações e excelente nível de inglês.