Month: February 2010

Perguntas sobre imigração

Olá LH4U. Meu nome é Bruno e estou indo para Londres estudar inglês em março deste ano. Porém fiquei bastante preocupado com as notícias sobre a mudança no visto de estudante. Eu fiz a minha aplicação em fevereiro e ainda estou aguardando a resposta do Home Office. Mas estava contando com as 20 horas de trabalho semanais. Não sei o que eu faço agora.

Resposta: Olá, Bruno. Primeiramente, obrigado pela pergunta. Bom, se você aplicou para o visto de estudante (Tier 4) antes do dia 03 de março de 2010, essas mudanças não se afetam o seu caso. Você vai sim poder trabalhar 20 horas semanais no Reino Unido, além de cumprir as regras atualmente vigentes. Apenas os estudantes que fizerem o pedido do visto Tier 4 ou renovação após o dia 03 de março é que estarão regido pela nova lei. Agora, se você tiver a intenção de renovar o visto posteriormente, segue um resumo das novas regras: – Redução pela metade da jornada de trabalho semanal de 20 para 10 horas, para o aluno que estuda algum curso abaixo do nível de graduação, incluindo curso de línguas; – Proibição de alunos que estudam em cursos de seis meses ou menos de trazer os seus dependentes para o Reino Unido; – Proibição de trabalho para os dependentes de estudantes no Reino Unido, a menos que a permissão seja em seu próprio direito sob o visto Tier 1 (work permit), além de atletas ou representantes de instituições religiosas; – Nível de Inglês mínimo. Mudou do A2 para B2 de acordo com o QECR (Quadro Europeu Comum de Referência). Para saber qual o seu nível atual, consulte aqui: http://www.coe.int/t/dg4/linguistic/CADRE_EN.asp O Home Office já anunciou medidas para atestar o nível de inglês dos candidatos ao visto de estudante ainda para este ano. Por enquanto, é a própria escola que define a forma de avaliação: envio de certificados, testes online ou mesmo entrevista por telefone; – As regras acima não se aplicam para os cursos chamados Foundation Degree, mesmo nível de graduação ou acima; Mas atençao, Bruno. É importante que você fique sempre atento às mudanças no visto. Estamos vivendo um período de transição na política de imigração do Reino Unido desde 2008, quando novas regras passaram a restringir a vinda de estudantes. Nomeadamente motivadas pela crise econômica européia e também pela grande quantidade de estudantes que vinham para UK com o objetivo principal de trabalhar, ao invés de se concentrar nos estudos. É isso, Bruno. Aproveite o finalzinho do verão por aí e desejamos a você uma ótima viagem. Só não se esqueça de visitar a LondonHelp4u quando você chegar e ainda fazer o nosso curso Survive, guia de sobrevivência em Londres, inteiramente gratuito. Cheers. 2- Oi. Meu nome é Isabel. Estou em Londres há 8 meses estudando inlgês e queria muito renovar o meu visto. Porém a minha escola de inglês perdeu a licença, segundo eles temporariamente. O que eu devo fazer, procurar uma outra escola ou aguardar até eles recuperarem a licença? Resposta: Olá, Isabel. Infelizmente muitas escolas têm perdido a licença nesses últimos meses por não se ajustarem às novas regras de imigração. Até mesmo escolas com anos de fundação estão tendo dificuldades na recuperação desse documento. É claro que muitas delas acabam conseguindo recuperar a licença. No entanto, é difícil prever quando isso vai acontecer. O que nós aconselhamos é que você considere fazer o seu curso de inglês em uma escola listada pelo Home Office. Assim você não corre o risco de ter o sua renovação de visto negada por esse ponto. Para conferir as Instituições de Ensino com a licença válida, entre no site: http://www.bia.homeoffice.gov.uk/studyingintheuk/adult-students/approved-education-provider/ Ou mande um e-mail para para a LH4U: info@londonhelp4u.co.uk. Boa sorte na sua nova escola, Isabel. E se você se decidir por renovar o visto, bom verão londrino.

GRANDES MUDANÇAS NO VISTO DE ESTUDANTE

Foi anunciado esta semana pelo Home Secretary, regras ainda mais restritas para a aplicação do visto de estudante, o chamado Tier 4. A nova regulamentação vai impor que os estudantes abaixo do nível de graduação tenham capacidade limitada para trabalhar no Reino Unido. Regras que incluem os populares cursos de inglês, de grande procura por brasileiros que vêm para o Reino Unido. Desde março do ano passado é que estamos presenciando grandes mudanças na política de imigração do Reino Unido.

Nomeadamente o visto de estudante, Tier 4. Este é sem dúvida um dos grandes alvos dessa nova política. Mais procurados por brasileiros que sonham vir para o Reino Unido para melhorar o inglês, o visto de estudante acaba sendo muitas vezes o grande impasse. Seja pelo nível de exigências dos critérios ou ainda pelo alto capital a ser investido para o sucesso da aplicação do visto. É claro que essas mudanças são reflexos da crise econômica que tem castigado o Reino Unido nos últimos 2 anos, causando alto nível de desemprego, especialmente entre os jovens. Leia abaixo as mudanças mais importantes que já entram em vigor a partir do dia 03 de março de 2010: – Reduziu para metade o período de trabalho semanal permitido para o aluno que estuda algum curso abaixo do nível de graduação, incluindo curso de línguas. Agora o estudante poderá trabalhar apenas 10 horas semanais durante o período letivo, não mais as 20 horas como era até então; – Proibição de alunos que estudam em cursos de seis meses ou menos de trazer os seus dependentes para o Reino Unido; – Proibição de trabalho para os dependentes de estudantes no Reino Unido, a menos que a permissão seja em seu próprio direito sob o visto Tier 1 (work permit) para imigrantes altamente qualificado, ou mesmo como profissional qualificado sob as regras do visto Tier 2, além de atletas ou representantes de instituições religiosas; – Mudança na exigência do nível mínimo de inglês para a aplicação do visto Tier 4, com respeito a cursos de línguas. A partir de 03 de março será preciso comprovar nível mínimo B2 e não mais A2, segundo o Quadro Europeu Comum de Referência (QECR); – As regras acima não se aplicam para os cursos chamados Foundation Degree, mesmo nível de graduação ou acima, e para aqueles que vem como child students por escolas independentes, excetos as crianças de 16 e 17 anos que poderiam trabalhar apenas 10 horas.

Mais novidades para o verão Ainda para este verão, o home Office anuncia novas regras de avaliação do nível mínimo de inglês exigido para a aplicação do visto Tier 4. Os estudantes terão que fazer um teste para provar a proeficiência na língua inglesa e alcançar pelo menos o nível B1 do CEFR.

Instituições estritamente confiáveis A partir de 6 de abril de 2010, somente as Instituições de Ensino consideradas “altamente confiáveis” pelo Home Office é que serão capazes de oferecer cursos no Quadro Nacional de Qualificação Nível 3 (e equivalentes), além de cursos com status abaixo de graduação. O que inclui cursos de línguas. O órgão espera que todas as universidades e colégios públicos sejam considerados altamente confiáveis. Além de prometer que esse sistema de aprovação seja rápido, porém rigoroso, para garantir que as Instituições privadas também possam ganhar esse status, o mais brevemente possível.

Política protecionista Após anos a fio se beneficiando da mão-de-obra de baixo custo provida por imigrantes do mundo inteiro, o Reino Unido vem consolidando grandes mudanças na sua política de imigração. São barreiras que se tornam cada vez mais altas para quem tem como um grande sonho falar um bom inglês nas terras da rainha.