Month: December 2012

Agenda cultural – Sala da Chuva – Barbican

Você pode ter pensado que temos o suficiente de tempo úmido, mas as filas de duas horas para apreciar a instalação chuvosa estão provando o contrário.

O truque, claro, é que, devido aos sensores especiais embutidos na estrutura do projeto, como a água escorre do teto no final da galeria, você pode ficar no meio da chuva e não se molhar. Na verdade você pode até sentir uma ou duas gotas, isso se os sensores detectarem rápidos movimentos, mas, essencialmente, é como estar na chuva com um guarda-chuvas invisível. Clique aqui para saber mais.

Agenda cultural – Uma questão de Cor – Somerset House

Celebrando a percepção de Henri Cartier-Bresson do “momento decisivo”, esta exposição reúne 15 fotografias do mestre, e mais 75 obras de 14 europeus e norte-americanos. “Uma questão de cor” inclui fotógrafos como Ernst Haas, Herzog Fred, Saulo Leiter, Levitt Helen Walker e Robert para ilustrar como Cartier-Bresson intuitivamente capta momentos únicos; influenciando o trabalho de gerações. Clique aqui para saber mais.

Rumores sobre ‘anistia’ para imigrantes no Reino Unido

Presidente dos Assuntos Internos, Keith Vaz,  disse que o acúmulo dos processos de imigrantes ilegais vivendo no Reino Unido é quase o equivalente a população da Islândia (320.000) pessoas. Em último relatório no final de novembro de 2012, o comitê disse que o total de atrasos na resolução dos casos, em todo o sistema de imigração, era de mais de 302 mil no final de Junho. Onde 174.000 dos casos se encaixam como  “processos de recusa”. Estas são pessoas que estão registradas como não tendo permissão para estar no Reino Unido, mas as autoridades não sabem se já saíram ou se permanecem no país. Ou ainda, se tiveram seus casos considerados através de um outro pedido. As estivamativas vieram à tona somente no início deste ano, eficaz no final de novembro.

A partir de agosto deste ano, mais de 95 mil casos se encaixavam no que o ministério de fronteiras britânico chama de “arquivos pendentes” – pilhas de aplicações não resolvidas, feitas por indivíduos com os quais as autoridades não estão mais em contato. O UKBA prometeu fechar estes arquivos pendentes até o final de 2012, mas parlamentares disseram que não estavam convencidos de que as verificações finais, para cada caso, seriam de fato feitas.

“Estamos preocupados que o fechamento dos arquivos pendentes possam resultar em um número significativo de pessoas concedidas anistia no Reino Unido, independentemente dos méritos de seu caso”, disseram os parlamentares.

Contudo, ao falar à BBC, Mark Harper,  atual ministro de Imigração disse que: “Absolutamente não haverá concessão de anistia. Imigrantes ilegais, quando detectados, serão penalizados. Também, estamos trabalhando no rastreamento desses imigrantes para tomar medidas contra os mesmos. Estamos restringindo o acesso a benefícios, saúde gratuita e produtos financeiros, como empréstimos por exemplo. Ademais, as empresas que insistirem em empregar esse imigrantes  podem ser multadas em até R $ 10.000 para cada trabalhador ilegal que empregam.”

Os parlamentares também disseram que estavam preocupados que, desde 2011, a Agência de Fronteiras do Reino Unido havia perdido quatro processos judiciais em que os juízes afirmaram que imigrantes ilegais detidos com problemas mentais, haviam sido falsamente presos e sujeitos a tratamento desumano ou degradante. Se você vive no Reino Unido ilegal, independente de qual for o seu caso, resolva sua situação agora; venha nos fazer uma visita e conheça os seus direitos sem complicações.