Month: August 2015

Os melhores food markets de Londres

Nada mais de supermercado! Que tal experimentar os melhores food markets de Londres? Eles vendem comida de todas as partes do mundo. Vale a pena visitar esses:

 

Berwick Street Market

No coração do Soho,rece um mixo de roupas e barracas de comida. Há também uma abundância de frutas frescas e vegetais.

Estação mais próxima: Oxford Circus, Tottenham Court Road e Piccadilly Circus.

Borough Market

Se você ainda não esteve no mercado de rua mais famoso de Londres, tenha certeza de ir com o estômago vazio. Sábado é o dia que fica mais cheio, mas também fica aberto na quarta-feira até sexta e apenas para almoço às segundas e terças. Queijos, frutas e vegerais, carnes, peixe, condimentos e pão estão todos à disposição.

Estação mais próxima: London Bridge.

Broadway Market

Acontece entre London Fields e o Regent´s Canal em Haggerston, em Hackney. Aberto todos os sábados, as barraquinhas vendem tudo desde bagels com carne até wrap de falafel e tortellini artesanal. Para tortas tradicionais, F Cooke´s é famosa em Londres e uma “instituição” no assunto.

Estação mais próxima: London Fields e Cambridge Heath Overground.

Dalston Yard Street Feast

Aberto toda sexta-feira e sábado entre 5pm e meia-noite até 26 de setembro, é um dos melhores food markets noturnos. São cerca de 20 barracas que vendem comidas deliciosas, como cookies, burgers e carnes de costela para lamber os dedos. Tudo muito gostoso e um clima jovial e underground.

Estação mais próxima: Dalston Junction.

Brockley Market

Oferece um ótimo mix de comida de rua e produtos locais e, inclusive, cestas de picnic para take away. Está aberto todo sábado das 10am até 2pm no Lewisham College Cark Park.

Estação mais próxima: Brockley Overground.

Whitecross Street Market

É um mercado vibrante em Clerkenwell aberto para almoço nos dias da semana, mas fica mais cheio às quintas e sextas. Espere encontrar comida de todo o globo e caminhões oferecendo culinária da América Latina, Europa e Ásia.

Estação mais próxima: Old Street, Barbican e Moorgate.

 

Fonte: Metro London

Saiba mais sobre o Carnaval de Notting Hill que rola esse fim de semana e feriado em Londres

Maior festival de rua da Europa, o Notting Hill Carnival 2015 é um espetáculo vívido representando a Londres multicultural do passado e do presente. Vamos lá para um guia de perguntas e respostas!

Quando é o Notting Hill Carnival?

Carnaval acontece no domingo, 30 de agosto, e vai até segunda-feira, 31 de agosto de 2015.

Onde é que Notting Hill Carnival acontece?

As comemorações do Carnaval assumem as ruas de W10, oeste de Londres. As estações de metrô mais próximas são Notting Hill Gate, Holland Park e Ladbroke Grove.

O que é o Carnaval de Notting Hill?

Desde 1964, as comunidades do Caribe da capital têm comemorado sua cultura e tradições neste festival de dois dias de música ao vivo fantástico, que varia de reggae dub à salsa. As celebrações também incluem carros alegóricos, bandas e um monte de frango condimentado e banana frita.

O que acontece lá?

Coisas legais! Há música ao vivo de bandas tradicionais do Caribe, DJs, coloridos desfiles de rua, danças, trajes, comida e bebida, afterparties e muito mais.

E a música, como é?

Uma colcha de retalhos de sons do Caribe de influência: reggae, dub, dancehall, soca e calypso. Além disso, casa, funk, drum ‘ n’ bass , dubstep, selva, ska, pausas e muito mais. Oh, e há bandas ao vivo também.

Eu tenho de pagar?

Não. O Carnaval de Notting Hill é totalmente gratuito, mas a maioria dos afterparties e warm-ups em bares e clubes cobram.

Será que o metrô vai estar funcionando e que estação posso ir?

Notting Hill Gate será apenas saída entre onze da manhã e sete da noite no domingo e segunda-feira. Não haverá intercâmbio entre o District, Circle e linhas centrais entre 11:00 e 19:00 no domingo ou na segunda-feira a qualquer momento. Ladbroke Grove será fechado no domingo e segunda-feira. Latimer Road fecha às 23:30 no domingo e segunda-feira. Royal Oak e Westbourne Park vão ser apenas saída entre onze da manhã e seis da tarde e fechadas a partir de 23:30 no domingo e segunda-feira. Bayswater e Paddington estarão operando normalmente. Estações podem ter de fechar temporariamente devido à superlotação, então seja paciente se você está esperando para entrar no tube ou Overground. Outras estações mais próximas são High Street Kensington, Holland Park, Queen´s Park, Kensal Rise, Kensal Green e Shepherd´s Bush. Para aqueles que fazem a viagem do leste de Londres, não haverá serviço de Overground entre Hackney Wick e Stratford, no sábado, domingo e segunda-feira.

E os ônibus?

Embora os serviços extras estarão em operação, nenhum ônibus vai entrar na área do Carnaval desde a manhã de domingo até o primeiro serviço na terça-feira de manhã. No domingo e segunda-feira, os serviços de ônibus começam a partir de Notting Hill Gate no sul e do Prince of Wales em Harrow Road (perto de Elgin Avenue) no norte. Os ônibus noturnos na área também estarão sujeito a desvios.

Posso andar de bike?

Algumas estações serão suspensas ou removidas para o Carnaval, por isso não contam com espaço para deixar a sua Boris bike.

O que acontece no domingo?

Domingo (30 de agosto) é “Dia da Família” – um início mais relaxado antes do desfile principal festeiro na segunda-feira. Entre 6:00 e 09:00, os primeiros visitantes a Ladbroke Grove podem pegar a procissão Jouvert, um evento tradicional do Caribe, onde os foliões jogam tinta em pó colorido para o outro a uma trilha sonora. Entre 10:00 e 20:30, há um desfile colorido para crianças e sons ecléticos da Música Palco Mundo.

O que acontece na segunda-feira?

Segunda-feira (31 de agosto, dez horas – 20:30) é um dos grandes momentos. O desfile principal (ou Grande Finale) vê mais de 60 bandas, 38 soundsystems e inúmeros dançarinos em carros alegóricos desfilam lentamente ao redor de W10. Há também uma abundância de outras músicas e festas acontecendo em ruas próximas, bares, pubs e clubes.

O que posso comer?

Como seria de esperar, muitas barracas de comida vendem comida tradicional do Caribe. Mas existem outras opções, incluindo churrasco e comida vegetariana, se frango condimentado e curry de cabra não são sua praia.

Quanto dinheiro devo levar?

O suficiente para todo o dia. Máquinas de dinheiro locais tendem a ficar sem grana muito rapidamente.

Devo levar meus filhos?

Muitas pessoas levam seus filhos, mas lembre-se que a tarefa pode ser dura. Pese-o em primeiro lugar e, se você tiver certeza de que quer levar as crianças, certifique-se de ir preparado. Aqui está uma lista de verificação rápida: – Vá no Dia da Família, domingo 30 de agosto. Ainda é cheio e barulhento, claro, mas é muito mais amigável às crianças do que o desfile da segunda-feira- Chegar cedo. Você vai desviar das multidões e pode conseguir um lugar bom, confortável- Trazer fones de orelha para as crianças- Planeje sua rota de viagem com antecedência e verifique quais estações de metrô estarão fechadas – Traga potinhos de fazer xixi para crianças muito jovens, pois banheiros portáteis terão longas filas- Traga um pouco de comida e água facilmente transportável para eles no caso de você não pode comprar nada adequado- Escreva o seu número de celular no braço de seu filho, para que eles possam entrar em contato com você, se você se separarem- Não compre para eles uma vuvuzela, a menos que você queira um tímpano perfurado!

É perigoso?

Não se deixe levar pelas histórias assustadoras. Carnaval é bem policiado e a taxa de criminalidade é geralmente muito baixa. Contanto que você tome precauções básicas – deixe objetos de valor em casa; não exponha telefones, câmeras ou gadgets caros ao redor; e fique com os amigos – então a coisa toda vai ser ótima.

Não fica muito lotado?

Sim. Ele pode ficar muito lotado, muito rapidamente. Mas há espaço longe da parte principal, se você se sentir claustrofóbico. Planeje sua rota e lembre-se de que, quanto mais cedo você chegar, menos cheio vai ser.

Será que vou ser capaz de obter sinal de telefone?

Provavelmente não. É um grande festival e isso significa que a cobertura de telefonia é irregular. Então, certifique-se com seus amigos se chegaram a um acordo sobre um ponto de encontro.

O que devo vestir para o Carnaval?

Algo fabuloso e algo impermeável. Use sapatos confortáveis.

Eu ainda posso festejar depois do Carnaval ter terminado?

Há um monte de ótimas after parties no domingo e na segunda-feira, além de “esquentas” no sábado.

 

Fonte: Time Out London

 

Grã-Bretanha abrigará 8 milhões de imigrantes pela primeira vez na história

O número de pessoas que vivem na Grã-Bretanha que nasceram no exterior será provavelmente superior a 8 milhões pela primeira vez, de acordo com os últimos dados oficiais publicados esta semana, de acordo com uma pesquisa da universidade de Oxford.

O Observatório das Migrações diz que o número de residentes que não nasceram no Reino Unido aumentou ao longo do tempo e a tendência atual significa que as previsões divulgadas esta quinta-feira para 2014, publicado como parte do mais recente conjunto de estatísticas sobre migração trimestrais, estarão liderando as estimativas.

A pesquisa também diz que a última estimativa de migração líquida – o fluxo de migrantes dentro e fora do Reino Unido – poderia quebrar o recorde anterior de 320.000 de 2005, pouco depois de oito países da Europa Oriental, incluindo a Polônia, aderiram à UE.

O Instituto Nacional de Estatística diz que 3,23 milhões de pessoas nascidas no exterior têm nacionalidade britânica.

O Observatório das Migrações diz que a proporção da população do Reino Unido nascidos no exterior é amplamente comparável com a de outros Estados que eram membros da UE antes de 2004. Seis países, incluindo a Áustria, a Irlanda e a Suécia, teve proporções maiores, e nove, incluindo a Itália e Portugal, teve menores proporções.

“A prevalência de migração para o Reino Unido é, portanto, de nenhuma maneira sem precedentes para os padrões europeus,” ele diz.

As estatísticas também reconhecem que o marco de 8 milhões para a população que não nasceu no Reino Unido é um tanto arbitrária, e acrescenta que o maior desafio na interpretação dos números é que não existe um tamanho ideal para a população do Reino Unido ou para o número de migrantes que vivem no país.

8 milhões de pessoas é realmente um número grande?

8 milhões são cerca de 12,5% da população do Reino Unido, ou uma em cada oito pessoas.

Embora o número aumentou ao longo da última década, passando de 8,9% em 2004, não há uma “população imigrante” que pode ser considerado muito grande ou muito pequeno em termos absolutos. A previsão é um reflexo dos fluxos migratórios recentes e a história de um país.

Dados oficiam mostram que a proporção do Reino Unido é mais elevada do que na Itália (9,5%) e um pouco mais do que a França (12%). Ele é um pouco menos do que a Espanha (13%). E é inferior à Bélgica (16%), Suécia (16%), Suíça (27%) e Austrália (28%).

Existem riscos quando a percepção de um problema e os fatos não se alinham. Ele gera o medo entre o público (preocupação com a imigração está em um ponto mais elevado no Reino Unido) e por sua vez faz com que seja mais difícil para os políticos e os responsáveis políticos a agir de uma forma de cabeça fria, especialmente se eles estão preocupados com a sua aprovação nas avaliações.

Então, por que alguém iria querer enganar desta forma?

Se você quisesse apertar os controles de imigração ou fazer um caso contra a imigração, ajudando a criar um contexto em que o público acredita que o número de estrangeiros é maior do que realmente é – ou esticar a própria definição do termo para dar-lhe um toque pejorativo – seria uma tática inteligente.

Fonte: The Guardian

Trabalho ilegal na Inglaterra pode levar à prisão

O governo britânico endureceu ainda mais o tratamento dos imigrantes em situação irregular na Inglaterra e no País de Gales. Se forem pegos trabalhando nessas duas regiões, os imigrantes clandestinos poderão ser condenados a pena de até seis meses de prisão e pagamento de multa de valor ilimitado. Os empregadores também serão punidos.

 Pubs, lojas e restaurantes de entrega a domicílio, onde é comum encontrar imigrantes trabalhando de forma irregular, poderão ser fechados e seus donos processados por infração à legislação. As medidas foram anunciadas em um comunicado pelo secretário de Estado da Imigração britânico, James Brokenshire. Além da condenação à pena de prisão e ao pagamento de multa, os clandestinos poderão ter os salários confiscados pelas autoridades.

Em seu comunicado, o secretário da Imigração dirige-se diretamente aos imigrantes dizendo que se eles “estão no país ilegalmente, o governo tomará medidas para impedi-los de trabalhar, alugar um apartamento, abrir uma conta em banco ou dirigir”.

Imigração legal é problema para Cameron

No início de agosto, o premiê David Cameron havia anunciado que os proprietários de imóveis que alugassem para clandestinos poderiam ser condenados à prisão.

Uma nova lei sobre a imigração, ainda mais dura, está em elaboração no governo britânico e deverá ser apresentada ao Parlamento em outubro. A repressão aos clandestinos acontece por um lado porque o governo não consegue combater a imigração legal. Os partidos de extrema-direita aproveitam a brecha para vender a falsa ideia de que os britânicos enfrentam a concorrência dos clandestinos no mercado de trabalho.

Em 2014, 318.000 trabalhadores estrangeiros legais, por exemplo, vindo de outros países da União Europeia, chegaram ao Reino Unido, representando um aumento de 50% em relação ao ano anterior. Desde 2010, Cameron promete, sem sucesso, limitar a imigração no Reino Unido.

Fonte: RFI 

retenção de visto

Imigração britânica muda exigências em caso de retenção de visto baseado em divórcio

Se você reside no Reino Unido com visto de dependente de europeu, ou seja, porque você é casada(o) ou tem algum vínculo afetivo com um europeu, saiba que, em caso de separação ou divórcio, você tem possibilidades de continuar morando no Reino Unido sem problemas, ou seja, fazer a retenção de visto baseado em divórcio.

Como já falamos em nosso blog anteriormente, existem 2 regras importantes para que o estrangeiro consiga permanecer legalmente em solo britânico em caso de divórcio, que são:

– O seu casamento deve ter durado, no mínimo, 3 anos, você deve ter residido no Reino Unido por 1 ano pelo menos e, na data do divórcio, você e o europeu deveriam estar economicamente ativo no país, ou seja, trabalhando.

Se você atende a esses requesitos, você tem grandes chances de poder continuar morando no Reino Unido.

Mas temos novidades. A grande mudança anunciada pelo Home Office recentemente é que eles só consideram os três anos de casado antes da protocolocação do divórcio, e não contando com o período que o divórcio demorou para sair.

Por exemplo, antes, as pessoas que davam entrada no divórcio com 2 anos e meio de casamento e obtinham o divórcio decretado em 6 meses – o que completaria 3 anos de casado – podiam dar entrada na retenção do visto. Agora o Home Office só considerará a possibilidade da retenção do visto se a pessoa der entrada no divórcio já com 3 anos de casado.

Existe também a situação onde a pessoa dá entrada/protocola o divórcio após os 3 anos de casamento e o europeu vai embora do Reino Unido.

Agora, você só precisará demonstrar que ele estava trabalhando no país na data do protocolo do divórcio. Isso faz com que, se o divórcio demorar a sair e o europeu já tenha saído do Reino Unido durante esse período, dificultando obter documentos, você ainda possa conseguir o seu visto já que, a partir de agora, conta-se a data do protocolo da petição de divórcio para retenção do visto e não mais a de quando o divórcio é finalizado, como sempre foi.

Muito importante saber que, em muitas situações, o visto pode ser solicitado, ainda que o seu ex-parceiro não tenha intenção de ajudá-lo na situação do divórcio que explicamos, como, por exemplo, fornecer documentos que ele estava trabalhando na data do divórcio.

Caso você tenha feito algo diferente do que escrevemos acima, procure um especialista em imigração para saber os seus direitos.