Category: Notícias sobre imigração

United Kingdom Flag waving on wind.

Please see all series in my portfolio.

Mudanças nas regras de Imigração britânica para vistos de trabalho e estudo

O governo britânico, através da Agência de Imigração do Reino Unido (UK Agency Border), anunciou algumas novidades nas regras de imigração que afetarão os pedidos de visto ou cidadanias a partir de 24 de novembro. Entre as boas notícias está que a permissão de número de vagas para graduados em programa de trainee aumentou. Confira a seguir as principais alterações:

Visto Tier 2
Este visto é aplicável para profissionais qualificados que desejam trabalhar no Reino Unido. As mudanças foram feitas nos limites dos salários exigidos para a obtenção do visto. Para trabalhadores experientes o salário mínimo aumentou para £ 25.000 anuais. Já para profissionais recém-formados, em programa de trainee, o salário mínimo exigido diminuiu para £ 23.000 e o número de vagas aumentou. Cada empresa poderá empregar até 20 profissionais estrangeiros por ano como trainee.

Requisito do idioma Inglês
Tal como foi anunciado em janeiro deste ano, será introduzido um novo requisito de língua inglesa, nível A2, para os imigrantes não pertencentes à União Europeia.  O nível A2 será exigido para aqueles que estão no Reino Unido como membros de família e que desejam estender seu visto após 2,5 anos no país, com a intenção de completar 5 anos em solo britânico. A mudança será realizada a partir de 1 de maio de 2017.

Visto Tier 4
Esse visto é necessário para cursos superiores, como graduação ou mestrado, ou para cursos com duração superior a 11 meses. Uma série de mudanças serão feitas, incluindo alterações à regra de progresso acadêmico, requisitos de manutenção para o Programa de Extensão de Doutorado e provas de qualificações no exterior.

Trabalhador doméstico
Nessa categoria se enquadram pessoas que vem empregadas com famílias já de outros países para trabalhar no Reino Unido em funções domésticas. Agora, não existe mais limite de idade para aplicar para um visto como domestic worker.

Se você quiser conferir todas as alterações, tem dúvidas sobre as informações acima ou deseja aplicar para alguns dos vistos citados, entre em contado com a LondonHelp4U.Temos 15 anos de experiência em processos de visto e cidadanias para o Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais e nosso website.

eu-1473958_1280

Início do Brexit terá que passar por voto no Parlamento

O Supremo Tribunal de Justiça de Londres decidiu que o Parlamento Britânico tem que votar sobre o início do processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

A primeira-ministra Thereza May queria acionar o artigo 50 do Tratado de Lisboa até o final de março de 2017 para dar início ao processo de desligamento do Reino Unido da UE, sem passar a decisão pelo Parlamento. Porém, o tribunal não aceitou a decisão e poderá adiar a saída do grupo.

“O Tribunal não aceita o argumento do Governo”, anunciaram os três juízes do Supremo Tribunal, alegando que se o Reino Unido aderiu à União Europeia por decisão do Parlamento, só o mesmo Parlamento pode decidir sobre a saída.

“A regra mais fundamental da Constituição da U.K é que o Parlamento é soberano e pode fazer e desfazer qualquer lei que escolher. A soberania do Parlamento foi estabelecida por centenas de anos pela Coroa, ou seja, o governo atual não pode anular a legislação promulgada pelo Parlamento”, concluiram os juízes.

O Secretário de Comércio Internacional, Liam Fox, declarou, de acordo com o jornal “The Guardian”, que o Governo está desapontado com a decisão do Supremo e que irá recorrer.

Embora a maioria dos legisladores se opusesse à decisão de deixar a União Européia, seria politicamente perigoso para eles derrubarem o resultado do referendo. Vale lembrar que o Partido Conservador de Thereza May tem apenas 329 assentos dos 650 do Parlamento.

Nigel Farage, líder do partido UKIP, favorável ao Brexit, diz que o país “caminha para um meio-brexit” e que está “cada vez mais preocupado” por conta da possibilidade do parlamento travar a decisão de saída do referendo.

Ainda segundo o “The Guardian’, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, falará com Theresa May esta sexta-feira, a seu pedido. Porém, o porta-voz da comissão não comentou sobre a decisão do Supremo. “Não vamos comentar sobre assuntos que dizem respeito à ordem legal e constitucional dos Estados-membros”.

As negociações para a saída do Reino Unido não podem começar antes do artigo 50 ser acionado. Após iniciado, o processo deverá ser concluído em dois anos.

0scotland

UK rejeita proposta da Escócia de visto pós-estudos

O Reino Unido recusou uma proposta solicitada pela Escócia para introduzir novamente um sitema de visto pós-estudos para estudantes universitários  internacionais.

Em 2012, o Reino Unido baniu o visto que permitia que estudantes não pertencentes a União Europeia trabalhassem por dois anos  em território britânico depois que terminassem seus estudos.

Uma pesquisa feita pela Scottish Affairs Committee concluiu que a remoção do visto, feita no Reino Unido em 2012, tornou a Escócia um destino menos atrativo para estudantes de outros países.

O relatório do Scottish Affairs Committee citou uma queda de 80% nos estudantes que não pertencem à UE que permaneceram no Reino Unido após a graduação desde que o visto foi desfeito.

Segundo orgão, a volta do visto pós-estudos é necessária para solucinar desafios demográficos na Escócia e preencher lacunas de profissionais em áreas como saúde e finanças.

A Universidade de Edimburgo também alertou para uma “fuga de talentos globais” causada por estudantes que deixam a Escócia após a formatura.

Negado
Porém, o governo do Reino Unido rejeitou a proposta, dizendo que outras opções de visto estão disponíveis para estudantes que já se formaram.

Em uma resposta publicada pelo ministro da Imigração, Robert Goodwill, o governo britânico disse que as quatro categorias de visto atuais disponíveis para os graduados não-europeus das universidades britânicas “compõem uma excelente oferta de trabalho pós-estudo”.

O governo também disse que o abuso do sistema anterior “prejudicou a reputação de nosso sistema educacional”.

“Isto foi corroborado por evidências de que a disponibilidade da categoria Tier  1 (trabalho pós-estudo) deu origem a imigrantes que estavam desempregados ou envolvidos em trabalho não qualificado e provavelmente procuravam abusar do sistema de imigração, a fim de prolongar a sua estadia”, acrescentou o ministro.

O governo ainda declarou que criar regras específicas para determinadas partes do Reino Unido, no caso, para a Escócia, complicaria o sistema de imigração.

A Câmara de Comércio da Escócia disse que a decisão do governo britânico é “ruim para os négocios” e um “desserviço para a Escócia”.

Visto para Mestrado
Recentemente o Home Office britânico lançou um projeto-piloto em quatro das mais prestigiadas universidades do Reino Unido para facilitar o processo de pedido de visto de estudante para os alunos de mestrado que não pertencem à União Europeia, incluindo os brasileiros, e aumentar a sua licença pós-estudos.

passbrasil

Governo Britânico planeja restrições para imigrantes que desejam trabalhar e estudar no UK

O governo britânico planeja realizar restrições a entrada de imigrantes no país, antes mesmo do Brexit ser oficializado. As restrições serão aplicadas para aqueles que desejam estudar ou trabalhar no Reino Unido.

Com isso, espera-se que haja um limite significativo do número de autorizações de residência, através de mudanças nas regras de recrutamento internacional das empresas ou da frequência de universidades ou cursos de língua inglesa.

As informações foram dadas por Amber Rudd, ministra do interior do Reino Unido. O objetivo é diminuir o número de entradas de estrangeiros no país, que se encontra no seu nível recorde de 327 mil novos residentes anuais.

“Eu venho aqui hoje com um aviso para aqueles que simplesmente se opõe a quaisquer medidas para reduzir a imigração. Este governo não vai vacilar em seu compromisso de colocar os interesses do povo britânico em primeiro lugar”, declarou Rudd.

Entre as propostas está uma seleção mais rígida para estudantes que desejam estudar no Reino Unido. O visto de estudantes estrangeiros não-europeus dependerá do ranking de qualidade dos estabelecimentos de ensino onde pretendem se inscrever e também o tipo de curso. “Temos de apoiar as nossas melhores universidades para que possam atrair os mais talentosos, e ao mesmo tempo impor regras mais duras para quem se candidata aos cursos de mais baixa qualidade”, defendeu a Ministra do Interior.

No âmbito do trabalho, a seleção também será mais rigorosa, focando em profissionais que realmente tragam diferencial para o país.

“Precisamos fazer mais para que todos os britânicos possam ter todas as oportunidades que precisam na vida. Só aceitaremos a vinda de trabalhadores estrangeiros quando for para suprir falhas no mercado de trabalho, não quando for para ocuparem postos de trabalhos britânicos”, declarou a Ministra do Interior.

Entre os seus planos, ainda estão controle de imigração para motoristas de táxi, deportação de europeus que cometeram pequenos crimes no país e a prisão de proprietários de imóveis que alugarem quartos ou casas para imigrantes ilegais.  “A partir de Dezembro, quem conscientemente alugar uma propriedade a pessoas que não têm direito a viver no país estarão a cometer um crime e poderão ir para a cadeia”, encerrou Judd.

Se você tem passaporte europeu, é recomendável aplicar o quanto antes para o Registration Certificate ou para a Residência Permanente e garantir os seus direitos no território britânico. Entre em contato com a gente, a LondonHelp4U é uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em processos de vistos para o Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.Para mais dicas e informações sobre imigração, acesse nossas redes sociais.

london 18

Resident Card: tudo sobre o cartão de residência do Reino Unido

A seguir, você confere tudo o que precisa saber sobre o Resident Card, um dos documentos mais usados por imigrantes no Reino Unido. Confira.

O que é
O Resident Card é a forma de identificação mais usada por imigrantes  no Reino Unido que pertencem a família de algum cidadão europeu.

Quem pode aplicar
Você pode aplicar para o Resident Card se você não tem nenhuma cidadania europeia e vive na condição de membro de família de algum cidadão europeu.  Membros de família são considerados esposo(a), parceiro civil, filhos, pais e avós. O cidadão europeu do qual o dependente faz parte da família tem que ter residência permanente no Reino Unido ou ser considerado uma pessoa qualificada.

Para que serve
O governo britânico não exige que membros de família de um cidadão europeu sejam obrigados a obter o Resident Card. No entanto, o cartão pode te ajudar a:

– entrar no Reino Unido de forma mais rápida e fácil todas as vezes que viajar

– mostrar para possíveis empregadores que você tem direito a trabalhar no Reino Unido

– provar que você é qualificado para obter certos benefícios e serviços do governo

– abrir uma conta no banco

Dessa forma, o cartão de residência serve como um documento oficial para demonstrar seu direito de residir e trabalhar no Reino Unido.

Brexit
Mesmo por conta do referendo do Brexit, o governo britânico ainda não mudou os direitos dos status dos imigrantes europeus.

Aplicação para o Resident Card
A aplicação para o Resident Card custa 65 pounds.  O cartão tem duração de 5 anos.  Se você tem direito ao Resident Card e deseja fazê-lo o mais rápido possível, entre em contato conosco. A LondonHelp4U é uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em processos de vistos para o Reino Unido. Nossa missão é ajudar os imigrantes brasileiros e tornar seus processos burocráticos mais fáceis e rápidos.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone  HelpLineUK 24h + 44 75 85668158  ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas e marque uma consulta. Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais.