Category: Notícias sobre imigração

0may

Theresa May discursa sobre o Brexit: controle das fronteiras

A primeira-ministra Theresa May fez seu primeiro grande discurso, e também o mais contundente, sobre o Brexit, desde que assumiu o governo do Reino Unido.

Na última terça-feira (17), na Lancaster House, em Londres, May indicou que vai fazer o que os analistas chamam de um “hard” Brexit. Segundo a primeira-ministra, o Reino Unido retomará o controle das fronteiras e deixará o mercado comum europeu.

Ela declarou que não quer “ser um membro parcial da união ou qualquer coisa que nos deixe meio foram, meio dentro”. No entato, a própria União Europeia já havia declarado que não haveria chance  de um meio-termo do acordo.  May declarou que há outros países interessados em acordos de comércio com o Reino Unido, citando inclusive o Brasil.

A primeira-ministra disse que não existe a possibilidade de um novo plebescito sobre o tema, e que o assunto já está decidido. O início da saída deve ter inicio até o fim de março. May anunciou que o Parlamento vai votar sobre o acordo final, de como será a saída, antes que ela entre em vigor.

Imigração
No que diz respeito aos imigrantes, nenhuma declaração mais explícita sobre o futuro dos europeus que vivem no país. “Como secretária de estado por seis anos, eu sei que você não pode controlar a imigração se existe o livre acesso entre o Reino Unido e a Europa”.

Apesar dsso, May disse que o Reino Unido é uma das nações mais multiculturais do mundo. “Quero que sejamos um país seguro, próspero e tolerante, um ímã para talento internacional e um lar para pioneiros e inovadores que vão moldar o mundo. “, declarou May.

Se você tem passaporte europeu e está com dúvidas com relação a como ficará sua situação após o Brexit, entre em contato conosco. A LondonHelp4U tem 15 anos de experiência com processos de visto e cidadanias para o Reino Unido.

Exit checks are being introduced

Governo britânico recolhe dados de passageiros que deixam o país

Desde abril de 2015 o governo britânico coleta informações com as companhias aeréas, ferroviárias e marítimas de todos os passageiros que deixam o Reino Unido. O objetivo é ter acesso a informações que confirmam a saída de uma pessoa do país. Até então, a verificação era feita apenas na entrada dos imigrantes no país.

Os controles funcionam em todos os aeroportos e portos do Reino Unido, além de determinadas estações de trem . As informações incluídas nos passaportes ou documentos de viagem dos passageiros que deixam o país em rotas internacionais são recolhidas. Entre as informações coletadas estão nome completo, nacionalidade, data de nascimento, gênero, número e país de emissão do documento de viagem.

Os dados são fornecidos ao Home Office, para ter a certeza de que cada pessoa que entrou no país saía na data certa, de acordo com o seu tipo de visto, evitando abusos de imigrantes. Os dados ajudam a identificar pessoas que tenham ultrapassado a data limite do seu visto e que estejam vivendo no Reino Unido ilegalmente.

Como funciona
A maioria das companhias aéreas fornece ao Home Office  informações dos passageiros (API), que são repassadas às mesmas pelos clientes ao reservar seus vôos.

Quando essas informações não são fornecidas – como em viagens de trem ou ferry – responsáveis pelas fronteiras verificam documentos de viagem, recolhem dados e  digitalizam passaportes.

Os dados então são transmitidos ao Home Office e as informações são processadas pelos  controles de imigração e segurança do Reino Unido.

slider_1_backwhite.jpg

Petição pede anistia para imigrantes ilegais no Reino Unido

Uma petição online solicita que o governo britânico conceda anistia para todos os imigrantes ilegais residentes no Reino Unido antes de 23 de junho de 2016, data da votação do Brexit.

O autor da petição, Steven Jefferson, entende que após o Brexit, possa haver um aumento do número de imigrantes que sofram preconceito e violência.

A petição já conta com mais de 10 mil assinaturas, o que já garante uma resposta do governo. Caso atinja 100 mil a petição será considerada para ser discutida no congresso. As assinaturas serão colhidas até 7 de janeiro. Confira o texto da petição:

“Depois da decisão da Grã-Bretanha de deixar a UE, muitas pessoas temem uma mudança significativa para a direita e o aumento da violência contra os estrangeiros que vivem na Grã-Bretanha. Para evitar a vitimização de imigrantes ilegais por radicais de direita, eles precisam ter a plena proteção da lei como cidadãos britânicos.

Os imigrantes ilegais já são vitimados de muitas maneiras, através do tráfico de pessoas, escravizados como operários de fábricas e explorados como profissionais do sexo. Esta situação só pode piorar se a saída da Grã-Bretanha da UE for entendida como uma vitória para xenófobos e racistas. Conceder amnistia aos imigrantes ilegais lhes proporcionaria uma saída de sua atual servidão e salvá-los da agressão de bandidos de direita”.

Para assinar a petição, basta clicar aqui.

UK Border control is seen in Terminal 2 at Heathrow Airport in London June 4, 2014. Heathrow's rebuilt Terminal 2 welcomed its first passengers on Wednesday, as it began its gradual re-opening.   REUTERS/Neil Hall (BRITAIN - Tags: TRANSPORT BUSINESS TRAVEL) - RTR3S6U6

Brasileiros poderão fazer registro para ter entrada facilitada no Reino Unido

O governo britânico anunciou uma expansão do programa “Registered Traveller Service”, um registro para viajantes que visitam o Reino Unido com frequência.

Os brasileiros agora também podem se tornar membros do programa. A nova lista de países aceitos inclui Argentina, Belize, Brunei, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Israel, Malásia, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai e Uruguai.

Para poder se candidatar é necessário ter mais de 18 anos, ter um visto do Reino Unido ou então ter visitado o país pelo menos 4 vezes nos últimos 2 anos.  O custo da candidatura é de £70 para poder utilizar o serviço por um ano. Caso a aplicação seja negada, será reembolsado o valor de £50.

Aqueles que tiverem sua candidatura aprovada pelo UK Border Force, poderão utilizar os eGates nos aeroportos cadastrados, caso tenham o passaporte com chip. Os mesmos também poderão passar pelos portões de entrada reservados para cidadãos britânicos e europeus. Além de não ter que esperar na fila dos não-europeus, também não será necessário passar pela entrevista com o agente de imigração.

As regras valem para os aeroportos de Heathrow, Gatwick, Manchester, Stansted, Luton, Edinburgh, Birmingham, Glasgow, East Midlands e London City.

Deirdre Wells, presidente da associação de turismo UKinbound, comentou a expansão do programa. “É bom dar as boas-vindas para mais 16 países, incluindo importantes mercados na América do Sul. O turismo nesses países cresceu exponencialmente nos últimos anos e esse anúncio é um sinal claro de que Reino Unido continuará sendo um grande destino na era pós-Brexit”, declarou Deirdre.

Aqueles que desejarem continuar com o serviço após um ano, deverão pagar uma taxa de renovação de £50. Para atualizar as informações do seu passaporte, caso tenha renovado, o custo é de £20.

A aplicação pode ser feita online através do site do Gov UK.

.

matrimoniogif

Registro de casamento italiano para uniões do mesmo sexo

As autoridades italianas divulgaram os procedimentos para que casais do mesmo sexo que realizaram casamento no exterior façam seu Registro de Casamento junto ao governo da Itália.

Dessa forma, portadores da cidadania italiana podem agora solicitar por intermédio das autoridades consulares, o registo de inscrição de união civil nos municípios italianos competentes.

As certidões apresentadas serão encaminhadas para o Registo Nacional Italiano, na categoria de “parceria civil”. Em todos os documentos registrados, o estado civil dos requerentes será especificado como “parceria civil”.

“Novas informações sobre a possibilidade de cidadania italiana por casamento para uniões civis de casais do mesmo sexo e outros beneficios devem ser divulgadas em breve”, explica Pamela Zilioto, do CartórioLondonHelp4U.

A união civil entre pessoas do mesmo sexo foi aprovada no último mês de maio pelo Parlamento italiano. Vencendo o conservadorismo da Igreja Católica e com o apoio do então primeiro-ministro Matteo Renzi, a proposta venceu por 369 a favor e 193 contra.

Como fazer o Registro

Se você é portador de cidadania italiana, realizou uma união civil com um parceiro do mesmo sexo e deseja realizar seu registro na Itália, entre em contato com o CartórioHelp4U. Nossos consultores vão te auxiliar com todo o processo. O CartórioHelp4U faz parte do LondonHelp4U Group, que tem 15 anos de experiência em processos de imigração e cidadanias no Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por email info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais e nosso website.