Tag: Home Office

visa charged

The UK Home Office start charging foreigners to send an email to its service

From 1 June the Home Office started a number of changes for customers applying from outside the UK. The center starts charging non-UK residents £5.48 to send a single email enquiry to its visa service.

The Home Office outsourced its visa enquiries service to Sitel UK, a subsidiary of French-owned Acticall Sitel Group.

A statement on the Home Office website says that “customers who contact UK Visas and Immigration (UKVI) by email will need to pay using a credit or debit card and will be charged £5.48.”. The charged include the first email enquiry the customer sends and any follow-up emails to and from the contact centre relating the same enquiry.

The phone numbers and opening hours also changed and they reduced the number of languages offered to 8, including English.

Contacting UKVI from outside the UK by email was free, while there is a charge for contacting the service via telephone. There are no plans to introduce charges for people contacting UKVI from within the UK.

“These changes help the government reduce costs and ensure those who benefit directly from the UK immigration system make an appropriate contribution”, says the official statement on the Home Office website

Passport and US visa background with  immigration application form.

Governo britânico aumenta preço dos vistos e altera regras

O Home Office, orgão responsável pelas resoluções de imigração do Reino Unido,  anunciou algumas mudanças significativas que terão início a partir de 6 de abril de 2017. Além de mudanças com relação as regras dos vistos, houve também aumento nos preços de determinadas aplicações. O Visto Definitivo, por exemplo, teve um aumento de £ 422. Confira o que vai mudar.

Preços das aplicações

Para aplicações de fora do Reino Unido:
– Visitor Visa – de £87 para £89
– Settlement  –   de £1,195 para £1,464
– Priority Service (taxa extra para que a aplicação seja expedida mais rapidamente) – de £450 para £551

Para aplicações dentro do Reino Unido:
– Priority Service – de  £500 para £590
– Indefinite leave to Remain (Visto Definitivo) –  de £1875 para £2297
– Leave to Remain – de £811 para £993
– Naturalização Adulto – de £1236 para £1282
– Registro de cidadão britânico para crianças: de £936 para £973

Além dos preços, alterações referentes as regras dos vistos também entrarão em vigor. Confira algumas mudanças relativas aos vitos Tier 2 e Tier 4.

Visto Tier 2
O visto Tier 2 é aplicado para cidadão não-europeus, que venham trabalhar no Reino Unido.  O limite salarial exigido para trabalhadores experientes aumentou para £ 30.000 por ano para a maioria dos novos candidatos. Já para os novos participantes  o valor salarial exigido permanece em £ 20.800.

Para imigrantes que venham trabalhar nos setores de saúde, educação e assistência social (bem como seus dependentes adultos) será necessário apresentar o Registro de Antecedentes Criminais do seu país de origem.

Já na categoria Intra-Company Transfer, voltada para profissionais de multinacionais que sejam transferidos para o Reino Unido, foram estabelecidas as seguintes mudanças:

  • A subcategoria Staff de Curto Prazo foi encerrada;
  • O limite salarial para funcionários sêniors será reduzido de £ 155.300 para £ 120.000.
  • A exigência de que funcionários tenham pelo menos um ano de experiência trabalhando para a empresa no exterior está sendo removida para candidatos com ganhos de £ 73.900 ou mais.

Visto Tier 4
O visto Tier 4 é exigido para estudantes não-europeus que venham fazer um curso superior no Reino Unido.  Confira o que muda:

– Entrevista para os maiores de 16 anos:  Todos os requerentes com idade igual ou superior a 16 anos devem comprovar seu status junto ao Home Office como sendo um “aluno genuíno”.  A regra foi implementada exigindo que os candidatos realizassem uma entrevista, pessoalmente ou por telefone. Se, como resultado desta entrevista, o Home Office não estiver convencido de que o candidato é um aluno genuíno, ou não pode falar Inglês para o padrão exigido, o pedido de visto será recusado. O não comparecimento a entrevista sem explicação razoável também resulta em recusa.

Prova de relacionamento para menores de 18 anos:  Os candidatos que tenham menos de 18 anos de idade devem fornecer a confirmação de um dos pais ou responsáveis que concordem com os procedimentos para a viagem do jovem ao Reino Unido. A partir de 6 de abril, serão exigidas provas de relação entre o requerente e a pessoa que fornece o consentimento como parte do pedido, como certidão de nascimento ou adoção.

Se você ficou com dúvidas, precisa de mais alguma informação sobre sobre as novas mundanças das regras ou preços, entre em contato conosco, nossos profissionais terão prazer em ajudá-lo. A LondonHelp4U tem 15 anos de experiência com processos de vistos para o Reino Unido.

 

Exit checks are being introduced

Governo britânico recolhe dados de passageiros que deixam o país

Desde abril de 2015 o governo britânico coleta informações com as companhias aeréas, ferroviárias e marítimas de todos os passageiros que deixam o Reino Unido. O objetivo é ter acesso a informações que confirmam a saída de uma pessoa do país. Até então, a verificação era feita apenas na entrada dos imigrantes no país.

Os controles funcionam em todos os aeroportos e portos do Reino Unido, além de determinadas estações de trem . As informações incluídas nos passaportes ou documentos de viagem dos passageiros que deixam o país em rotas internacionais são recolhidas. Entre as informações coletadas estão nome completo, nacionalidade, data de nascimento, gênero, número e país de emissão do documento de viagem.

Os dados são fornecidos ao Home Office, para ter a certeza de que cada pessoa que entrou no país saía na data certa, de acordo com o seu tipo de visto, evitando abusos de imigrantes. Os dados ajudam a identificar pessoas que tenham ultrapassado a data limite do seu visto e que estejam vivendo no Reino Unido ilegalmente.

Como funciona
A maioria das companhias aéreas fornece ao Home Office  informações dos passageiros (API), que são repassadas às mesmas pelos clientes ao reservar seus vôos.

Quando essas informações não são fornecidas – como em viagens de trem ou ferry – responsáveis pelas fronteiras verificam documentos de viagem, recolhem dados e  digitalizam passaportes.

Os dados então são transmitidos ao Home Office e as informações são processadas pelos  controles de imigração e segurança do Reino Unido.

Passport and US visa background with  immigration application form.

Qualified Person: quem se enquadra na categoria exigida pelo Home Office no UK

Muitas pessoas tem dúvidas quando estão fazendo alguma solicitação ao Home Office com relação ao termo “qualified person” ou “pessoa qualificada”, que aparece muitas vezes nos guias e termos das aplicações. Mas afinal, quais pessoas seriam consideradas qualificadas?

Qualified Person
Para determinadas aplicações, o Home Office exige que os cidadãos que possuam cidadania européia  sejam considerados como  “pessoa qualificada”, também usando o termo em inglês qualified person ou exercising treaty rights. Entre as situações em que esse termo é exigido estão:

–  aplicar para a o Registration Certificate, que pode ser usado como uma prova do direito de viver no Reino Unido

– aplicar para a Residência Permanente

– solicitação de visto para o familiar não-europeu como seu dependente no Reino Unido

O cidadão europeu é considerado uma pessoa qualificada caso esteja trabalhando como empregado, estudando, seja autônomo ou auto-suficiente economicamente em UK para pagar suas contas em território britânico, sem necessidade de pedir benefícios.

Rendimento
Entretanto,  mesmo que as leis não informem que é necessário ter um rendimento mínimo para ser uma pessoa qualificada, o Home Office do Reino Unido requere que o salário mínimo ou renda mensal seja de £155 por semana. Esse é o valor que tem início a contribuição do National Insurance e é utilizado como parametro para o Home Office consider a pessoa como qualificada.

Por conta disso, aplicações com rendimentos semanais inferiores a este valor, podem estar sujeitas a não serem aprovadas pelo governo britânico para concessão do visto ou residência solicitada.

Se você ainda tem dúvidas se se enquandra como uma pessoa qualificada ou sobre as aplicações que deve fazer, entre em contato conosco. A LondonHelp4U é uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em vistos e cidadanias para o Reino Unido.

biometrico

Registro de Residência Biométrico: tudo sobre o documento britânico

Quando um imigrante não pertencente à União Europeia garante seu direito de viver, morar ou trabalhar no Reino Unido por um período maior que seis meses, o governo britânico emite o Biometric Residence Permit (BRP) (Registro de Residência Biométrico) como prova do status de imigração do cidadão.

A seguir, confira uma seleção das dúvidas mais frequentes quanto a este documento, incluindo como coletar o BRP e o que você pode fazer caso perca seu  Registro no exterior e se é possível começar a trabalhar sem o mesmo.

O que é o Registro Biométrico?

O (BRP) é um documento no formato de um cartão de crédito que comprova o direito do imigrante de morar e trabalhar no Reino Unido por mais de seis meses. O mesmo é feito com o registro das suas impressões digitais e contém uma foto de rosto digital.

Se eu aplico para o Registro de fora do Reino Unido, como posso receber o mesmo?
Assim que o seu visto for aceito, será emetido um selo que será colocado no seu passaporte e que te permitirá entrar no Reino Unido dentro de um prazo de 30 dias a tempo de recolher o seu registro biométrico em solo britânico.

Como posso retirar o meu BRP?
Você deve recolher o seu Registro Biométrico na agência do Correio (Post Office) que foi identificada na sua carta de aprovação em até 10 dias depois da sua chegada no Reino Unido. Você precisará apresentar o seu passaporte com o selo.

Eu posso retirar o meu Registro em outro Post Office que não seja o identificado na carta?
Sim, mas você terá que ir até a agência do correio na qual você deseja receber o Registro e solicitar que ele seja enviado para lá. Você terá que pagar uma taxa de serviço e não são todas as agências que podem realizar o processo.

É possível que outra pessoa retire o Registro em meu nome?
Sim, mas isso só é possível se você não tem condições físicas de realizar a retirada ou se você for menor de idade.

Se eu perder minha carta de aprovação e não souber qual é a agência do Correio que devo realizar a retirada, o que faço?
Você deve enviar um email para BRPCollection@homeoffice.gsi.gov.uk o quanto antes, explicando sua situação e enviando todos os seus dados, como nome e número do passaporte.

Eu posso começar a trabalhar antes de retirar o meu Registro?
É aconselhável recolher o seu BRP antes de começar a trabalhar no Reino Unido, mas se isso não for possível , você será capaz de evidenciar o seu direito de trabalhar no Reino Unido através do seu selo no seu passaporte. Você deverá informar o seu empregador depois que tiver recolhido o Registro.

Eu devo portar o meu Registro quando viajar?
Sim, você deve levar seu Registro sempre que viajar para fora do Reino Unido, já que você terá que apresentá-lo para os agentes de imigração nos aeroportos quando voltar ao país.

O que eu faço se eu perder ou danificar o meu Registro?
Se você perder, danificar ou tiver seu Registro roubado você deve reportar a situação ao Home Office através do email BRPLost@homeoffice.gsi.gov.uk. Você vai ter que aplicar para um Registro novo. Se o caso acontecer fora do Reino Unido, você deve solicitar um Registro temporário para que possa entrar no país na sua volta. Se você não solicitar um documento novo, você pode ser multado em até £ 1.000 e sua permissão para permanecer no Reino Unido pode ser encurtada .

Como eu posso mudar informações incorretas que venham no meu Registro?
Se qualquer informação estiver incorreta no seu Registro, você deve contactar o Home Office pelo email BRPError@homeoffice.gsi.gov.uk e explicar sua situação.

Você precisa fazer o seu Registro Biométrico? Entre em contato conosco, a LondonHelp4U é uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em registros, vistos e processos de cidadania no Reino Unido.