Tag: Visto de Estudante UK

Estudantes internacionais cada vez mais afetados por restritas leis de imigração

Giselle Ribeiro

No final do ano passado, grandes mudanças foram implementadas a fim de restringir os critérios dos quais estudantes teriam de enfrentar para estudar e viver no Reino Unido. Isto significa que se uma pessoa deseja estudar em Londres, ou qualquer instituição situada no Reino Unido – se o programa é superior a 11 meses – o estudante terá que demonstrar conhecimento prévio de Inglês e evidências de que sua família, ou ele próprio, é capaz de cobrir os custos de sua estadia enquanto o mesmo estiver no Reino Unido, visto que o trabalho não é mais permitido para os cursos onde a qualificação é inferior a graduação. Além disso, os critérios reguladores da qualidade do ensino das escolas privadas também ficaram mais restritos. Hoje, as instituições de ensino, juntamente com os alunos, estão enfrentando as conseqüências rigorosas de tais mudanças.

Os principais problemas estão surgindo com um número crescente de fechamento de escolas e faculdades privadas, em grande parte como resultado das mudanças recentes nas leis de imigração, deixando os estudantes internacionais encalhados, e sem direito a reembolso. Pelo menos um mínimo de 20 colégios já foram fechados, em todo Reino Unido, nos últimos meses, afetando mais de 2000 estudantes internacionais; e há receio de que muitas outras escolas possam ser fechadas, e muitos outros estudantes serão afetados até o início de 2013.

As mudanças recentes nas regras de imigração têm tornado difícil para os colégios privados operar com êxito devido a retirada do direito ao trabalho, antes permitido ao estudante internacional, tanto quanto no limite imposto pelo governo na emissão de Certificados de Aceitação de Estudos (CAS) – para efeitos de visto. Juntamente com a falta de adaptação das escolas às novas leis, essas mudanças têm feito com que várias instituições educaionais fechem as portas, como a Universidade do País de Gales, por exemplo, que cancelou todos os seus acordos de validação de diplomas com outras faculdades de menor porte. Outro problema, é que os alunos já matriculados em escolas que fecharam suas portas não têm recebido de volta as taxas que pagaram pelos cursos, e às vezes até a acomodação.

Ademais, pagamentos feitos com antecedência também foram comprometidos, mas o mais importante para os alunos frente a tantas dificuldades é com relação a perda de seus vistos. A razão é que, sob as novas regras, os alunos teriam que solicitar um novo visto para permanecer e estudar em outra escola. Mas, tendo perdido os seus pagamentos iniciais, não são todos que podem pagar pelo prejuízo, e acabam desistindo do sonho e voltando para casa. Também, sob as novas regras, estudantes vivendo no Reino Unido antes das mudanças, caso decidam por pedir um novo visto, perderão seus direitos de trabalho. E sem esses direitos – em vigor desde quando os mesmos entraram no Reino Unido – não podem se dar ao luxo de continuar vivendo no país.

Por isso, estamos aconselhando estudantes e suas famílias que tenham cuidado redobrado ao comprar cursos no exterior: a um preço muito barato; quanto à qualidade das informações exibidas no website da agência ou escola; e principalmente quanto à acreditação. Uma coisa que se pode observar, a fim de dar um passo seguro, é o selo de qualidade EnglishUK (que inclusive a LondonHelp4U possui). O EnglishUK trabalha em estreita colaboração com o Consulado Britânico no gerenciamento e acreditação das escolas. O esquema, que monitora e melhora os padrões de prestadores do ensino da língua inglesa no Reino Unido, possui um procedimento de recurso consistente, a fim de minimizar os efeitos do encerramento de contratos entre as escolas que fecharam suas portas e o estudante. O EnglishUK garante ao aluno completar sua aprendizagem com segurança, e também o ressarcimento de taxas pagas por acomodação. Caso a escola feche suas portas estudantes de escolas membras do esquema EnglishUK serão relocados para outras instituições de ensino sem qualquer custo adicional. Na LondonHelp4U estamos preparados para cuidar de você, não coloque seu tempo, dinheiro e futuro em risco!

Veja o selo EnglishUK:

Se você é estudante ou pretende vir estudar em Londres, fique antenado!

Todas as escolas, patrocinadoras do visto sob a categoria Tier 4, se já não estiverem sujeitas a inspeção ou revisão por um dos órgãos de supervisão educacional designado, devem dirigir-se ao órgão competente dentro do prazo fixado pelo Home Office. As inspeções, iniciadas no segundo semestre de 2011, continuarão ao longo de 2012. Os resultados de cada inspeção será publicado no site do órgão de supervisão adequada de ensino. A incapacidade de alcançar um resultado satisfatório de inspeção terá implicações para a capacidade do patrocinador em patrocinar estudantes internacionais sob o Tier 4 do sistema baseado em pontos. Durante as inspeçoes já realizadas, mais de 450 escolas deixaram de patrocinar estudantes, devido a perda de suas licensas. Tudo isso vem como parte das reformas já implementadas para refinar a concessão do visto de estudante, onde todas as escolas registradas e licenciadas na categoria de visto Tier 4 terão de obter um status de “patrocinador altamente confiável” (Highly Trusted Sponsor – HTS).

Os órgãos designados para supervisão educacional abrangidos pelo presente anúncio, são:

• Quality Assurance Agency
• Independent Schools Inspectorate
• Bridge Schools Inspectorate
• School Inspection Service
• Education Scotland
• The Education and Training Inspectorate

Mais alterações a partir de abril 2012:

A partir de abril de 2012, as seguintes mudanças também serão feitas, como já indicado na declaração de intenções publicada em 31 de Março de 2011:

• Trabalho – restrito a menos que o curso seja de nível de licenciatura, e o patrocinador seja uma instituição de ensino superior;
• Os prazos no Tier 4 – o tempo para o aluno completar um curso superior que normalmente vai de 3 anos para tempo integral, a 6 anos para meio período será limitado para no máximo 5 anos. Com algumas exceções para cursos mais longos e doutorados em instituições de ensino superior.
• Tier 1 trabalho pós-estudo – esta categoria será encerrada em Abril de 2012. No entanto, haverá uma rota alternativa para o emprego para quem terminar pós-graduação, através do Tier 2.

Poderão se candidatar ao visto de trabalhado de pós-estudo, Tier 1 PSW, aqueles que concluíram um curso no Reino Unido de: graduação, pós-graduação, diploma (HND – high national diploma UK), incluindo cursos concluídos na Escócia. A solicitação do Post Study Work, visto para quem terminou os estudos a nível superior , é descomplicado; é preciso demonstrar recursos suficientes, documentos válidos e certificado da conclusão do curso em instituição reconhecida pelo sistema de ensino britânico. Ademais, é necessário que o solicitante tenha disponível em conta bancária £ 2, 800.00, isso se estiver solicitando o visto do país de origem. Caso esteja solicitando o visto dentro do UK o valor necessário é de £800 libras. Esses montantes devem estar disponíveis na conta bancária do solicitante por um período mínimo de 3 meses.  Além das exigências anteriores, devem ser apresentados extratos bancários e outras provas com um período máximo de um mês anterior a data em que apresentar sua solicitação. É importante que o saldo bancário não seja inferior ao mínimo exigido, em qualquer momento durante o período de 3 meses. Vale lembrar que para esse visto não é necessário um patrocinador. Entre em contato com a LondonHelp4U para maiores informações e esclarecimentos sobre esse visto, antes de sua breve extinção ou caso tenha interesse em saber mais leia a matéria  mais detalhada sobre o PSW através do link: http://www.londonhelp4u.co.uk/?p=1903.

O Ministério de Fronteiras quer ter a certeza de que o progresso do aluno, academicamente, acontece. Por esta razão, a inspeção rígida das instituições de ensino. Nós estamos preparados para oferecer-lhe o melhor suporte e toda a segurança na solicitação do seu visto, damos 100% de garantia no seu processo ou a devolução de nossas taxas. Estamos atentos para constantes mudanças na categoria de visto de estudante e apenas trabalhamos com instituições reconhecidas pelo governo britânico. Na hora de investir no seu futuro caminhe com quem é comprometido com o sucesso.

Saiba mais sobre a política de controle das instituições de ensino autorizadas a patrocinar estudantes à rota Tier 4

Giselle Ribeiro

Como parte das reformas já implementadas para refinar a concessão do visto de estudante, todas as escolas registradas e licenciadas na categoria de visto Tier 4 terão de obter um status de “patrocinador altamente confiável” (Highly Trusted Sponsor – HTS). Para isso, terão de receber uma análise satisfatória através da inspeção de um dos órgãos de confiança do governo. A LondonHelp4U, antenada com todas as mudanças que vem acontecendo no sistema imigratório do Reino Unido publicou recentemente a lista dos órgãos de inspeção e os seus respectivos critérios. Hoje, trazemos para você, direto do Home Office, algumas das particularidades das quais se deve prestar atenção na hora de escolher sua instituição de ensino.

Instituições educacionais devem executar suas tarefas de patrocínio a sério quando se avalia a intenção e a capacidade dos alunos para completar seus programas educacionais. No entanto, o Ministério de Fronteiras britânico reconhece que alguns alunos irão legitimamente falhar em vários pontos do sistema, e fizeram subsídios para estes casos, permitindo que as escolas tenham uma margem de 70% de conclusão, ou seja, é preciso estar atento para isso, pois se a sua escola não oferece esta transparência há algo errado. O Ministério de Fronteiras também irá checar as escolas quanto às taxas de recusa de pedidos de visto e a não conclusão dos programas educacionais. Uma instituição com alta taxa de vistos negados e não conclusão dos cursos oferecidos pode ser um indício tanto de má qualidade de ensino quanto à aderência às práticas de recrutamento. Por esta razão, o aluno deve estar atento quanto a isso. Daí a necessidade de se ter uma robusta assessoria na hora de escolher a escola e solicitar o visto. Em contrapartida, uma alta taxa de concessão de vistos e conclusão de curso é sinal claro de boas práticas de recrutamento de estudantes genuínos e qualidade de ensino, lembrando que quanto a conclusão do curso: é quando o programa em particular tenha sido finalizado, independente dos resultados obtidos.

Todos os fatores são levados em conta para garantir um equilíbrio adequado entre um eficaz controle de imigração, inclusive a qualidade das escolas e seu impacto sobre os estudantes. O Ministério de Fronteiras quer  ter a certeza de que o progresso do aluno, academicamente, acontece. Por esta razão, a confirmação de um critério mais exigente quanto a progressão acadêmica também foi introduzida em Julho de 2011. Porém, há a compreensão por parte do Home Office de que alguns alunos podem precisar repetir um ano ou mudar de curso. A nova política prevê, se necessário, para declarar a progressão acadêmica de um aluno, que a instituição de ensino tenha 100% de aprovação quanto a sua qualidade. Nesse caso específico, caso o aluno queira renovar seu visto, precisa se certificar de que a instituição educacional em que está matriculado possui esse respaldo, caso contrário, se não quiser ter seu pedido de visto negado mediante sua vontade de continuar seus estudos no Reino Unido, será necessário mudar de escola.

“Atualmente estamos trabalhando para melhorar ainda mais o sistema de gestão educacional quanto à qualidade dos patrocinadores, para permitir que os estudantes tenham sucesso ao requerer a extensão de sua estadia no Reino Unido. Iremos olhar para uma aplicação de visto considerando todos os detalhes não só do estudante como também o respaldo da instituição de ensino em que o mesmo se matriculou. É de nossa responsabilidade zelar pela qualidade dessas escolas; foi-se o tempo em que o estudante se matriculava em ‘qualquer escola’ e tinha seu pedido de visto aceito. Isso, além de deteriorar a própria experiência do estudante diminui o respaldo educacional do país” Afirma Damian Green, ministro de imigração. Na LondonHelp4U temos a melhor assessoria educacional e imigratória para ajudar você a chegar lá, não coloque seu futuro em risco, procure a LondonHelp4U e tenha a certeza da qualidade.