Month: January 2015

Depoimento de um intercambista em Londres

Janeiro está com tudo!

Um dos nossos clientes, o Fernando Christmann, está aqui em Londres num intercâmbio de 3 meses!

Ele escolheu estudar inglês e chegou agora no fim do mês. Veja só o que ele está achando e inspire-se!

“Morar um tempo fora do Brasil sempre foi um sonho para mim, algo que eu sentia que precisava fazer. Em janeiro de 2014, quando visitei a Europa pela primeira vez – em uma trip de 20 dias por Amsterdã, Berlim, Praga e Budapeste -, gostei tanto do “Velho Mundo” que a minha vontade de fazer um intercâmbio ficou ainda maior. Além disso, por atuar como advogado junto a diversos clientes coorporativos, meu crescimento profissional passou a depender cada vez mais da fluência no inglês – o meu inglês “razoável” simplesmente não era mais suficiente.

Para unir o útil ao agradável, resolvi que em 2015 iria finalmente fazer meu intercâmbio e, depois de pesquisar sobre a maioria dos países de língua inglesa, escolhi Londres! Sob praticamente todos os aspectos, a capital britânica me pareceu mais vantajosa, mas tive certeza de que Londres seria o lugar ideal depois de ouvir os relatos da minha namorada, que já havia morado aqui por quase um ano antes de nos conhecermos.

Com o destino decidido, procurei a LondonHelp4U no início de novembro. Alguns dias depois, já estava com tudo pronto para embarcar e muito bem orientado sobre tudo o que deveria fazer para ter a melhor experiência possível – só faltava fazer as malas e esperar (ansiosamente) pelo dia do voo.

Chegando em Londres, todas as minhas expectativas foram superadas! Já no primeiro dia, fiz meu Oyster Card em menos de um minuto e comecei a conhecer a cidade. No dia seguinte, comprei um chip pré-pago de uma operadora de celular local e passei a usar aplicativos de localização e guias da cidade, o que tornou o meu dia a dia em Londres muito mais fácil. Antes do final da primeira semana eu já estava me sentindo totalmente adaptado a Londres.

Desde então, meu inglês vem melhorando a cada dia, e também venho aprendendo muito sobre outras culturas. O convívio com pessoas de outras nacionalidades em casa, na escola, nos pubs e em diversos outros lugares, além de ser um constante exercício de inglês, faz com que todos os dias eu aprenda coisas novas sobre os mais diversos assuntos.

Na minha opinião, o melhor da cidade é a infinita programação cultural e a sua diversidade! É consenso entre todos com quem eu converso, não importa a nacionalidade, que em Londres se pode (e se deve!) fazer algo diferente todos os dias. Para quem tem data para voltar, a regra é aproveitar ao máximo tudo o que a cidade oferece e só voltar para casa para dormir!”

 

Novidades na lei sobre casamento no Reino Unido

Olá, pessoal, tudo bom?

Temos novidades vindas do Home Office e gostaríamos de compartilhar com vocês.

A partir de 2 de março de 2015, qualquer cidadão que tiver intenção de casar ou formar união civil em território britânico deverá esperar um prazo mínimo de 28 dias entre a entrevista no cartório e a data da cerimônia.

Para casais onde um dos dois ou ambos não forem da União Europeia, o Home Office pode estender o período de aviso para 70 dias para investigar se o casamento será realmente genuíno.

Fique ligado!

H&R Firm Awards Announced

Many colleges and universities already have MOUs in place with local law enforcement authorities covering a variety of areas.  Our conversations with campus administrators, campus police, and law enforcement have underscored the need for additional tools and strategies that are specifically tailored to the dynamics of sexual assault on campus, as well as the needs of sexual assault survivors.  The task force is providing this sample MOU with that in mind.

Continue reading “H&R Firm Awards Announced”

Detroit’s Lawyers Defend Billing

In court papers, lead law firm Jones Day and others that helped Detroit navigate its historic debt restructuring made a case—at the request of U.S. Bankruptcy Judge Steven Rhodes—for why their hourly billing rates and final tab are reasonable. Officials at Jones Day, who pointed out they had already cut $17.7 million from their tab, defended the $53.7 million in fees charged for roughly 17 months’ work.

Continue reading “Detroit’s Lawyers Defend Billing”