Mês: fevereiro 2018

Step by Step to Renting London

Passo a passo para alugar uma casa em Londres

Não é mito. Londres é uma das cidades com o custo de moradia mais elevado da Europa. A explicação é simples. A capital inglesa é um dos destinos mais procurados do mundo para imigrar e isso faz consequentemente que os preços do aluguel subam. É gente indo e vindo em busca de moradia. As últimas notícias, no entanto, demostram que os preços do aluguel está caindo e animando assim aqueles que desejam morar em Londres. A LondonHelp4U preparou um passo a passo de como você pode alugar uma casa dos sonhos em Londres.

Primeiro: Você precisa decidir a região. Londres é dividido em seis zonas. Recomedamos as zonas 1 e 2, mais próximo do centro. Aqui a lógica é a seguinte: quanto mais distante você mora, mais barato fica a moradia, porém, mais caro é o preço do ticket do metrô. É preciso balancear bem o que você deseja.

Segundo: Pesquisem por aplicativos e sites. Decidido a região, mãos à obra,  há diversas opções: Zoopla, Gumtree, Spare Room e One Room. Recomedamos que não transfira dinheiro sem ter vistado o local. Veja a distância do metrô, supermercados e GPs. Alguns sites com SpareRoom e o Zoopla é possivel saber cada detalhe da região como níveis de criminalidade e idade da população.

Terceiro: Você não precisa de afiador em Londres. No entanto, você precisa está preparado para arracar com as despesas de um aluguel de uma casa. A imobiliária exige o dinheiro de depósito, que normalmente é de seis semanas (você pega este valor de volta quando sair da casa), mais a taxa da imobiliária e mais um mês de aluguel adiantado. Não pode esquecer da internet, energia, gas agua, os impostos council tax e home Insurance. No entanto, você pode optar por pagar o aluguel com contas inclusas.

Dica: Se você visitou o local e gostou. Faça a oferta. Não deixe para outro dia, como a procura é constante o risco de perder para outra pessoa é altíssimo.

Preços: Pesquise bastante. Se tiver sorte, você pode encontrar studio (referente ao quitinete no Brasil) a partir de 800 (com contas inclusas) na zona 2 e casas com dois quartos a partir de 1500 libras.

redução de imigrantes nos EUA e Reino Unido pode prejudicar economia

Minuto Legal: Novo recorde de cidadãos europeus deixam o Reino Unido

Novo recorde de cidadãos da UE deixam o Reino Unido

O número de cidadãos da UE que sairam do Reino Unido atingiu o nível mais alto da década com 130 mil imigrantes no ano, segundo informações divulgadas pela the Office for National Statistics (ONS). O estudo aponta o Brexit como um fator nas decisões dos europeus de partir. A imigração líquida da UE foi a menor em cinco anos. Os números também mostram que mais britânicos estão imigrando do que estão voltando a viver no Reino Unido.

Reino Unido atinge o limite de pedidos de visto para trabalhadores qualificados pelo terceiro mês consecutivo

A Grã-Bretanha atingiu o limite de pedidos de vistos para trabalhadores não-europeus qualificados pelo terceiro mês consecutivo. Mais de um terço dos vistos de trabalho tier-2 emitidos pelo Home Office vão para setores do NHS que enfrentam, atualmente, uma crise por falta de equipe qualificada. A cota mensal foi alcançada em dezembro e janeiro pela primeira vez em sete anos e preocupa o setor. Segundo o jornal The Guardian, o problema é que a cota introduzida em abril de 2011 teve o limite atingido e isto significa que muitos trabalhadores altamente qualificados não poderão assumir até que o número de pedidos diminua ou que tenham novas mudanças do governo britânico.

Os planos de transição do Reino Unido foram lançados

O Reino Unido publicou propostas sobre como o governo deseja o período de transição. Segundo o documento o tempo deve durá o necessário para “preparar e implementar os novos processos e novos sistemas.” No entanto, o Reino Unido aponta para um período de dois anos, mas quer discutir com a UE para marcar uma data final. O documento sugere ainda que o Reino Unido respeitará as novas leis da UE e estará envolvido em negociações futuras, mas não poderá assinar acordos comerciais sem a permissão da UE. Há “apenas um pequeno número de áreas”, onde os dois lados discordam, afirma documento. Entre estes, o status dos cidadãos da UE que chegam durante a transição.

Imigrantes de assistência social para idosos movimentam mais de 4 milhões de libras a economia inglesa

 Os imigrantes que trabalham no setor de assistência social para adultos contribuem com 4.4 bilhões de libras para a economia inglesa anualmente, de acordo com os números divulgados para marcar o evento One Day Without Us (1DWU). Segundo o jornal The Guardian, se os imigrantes do setor parassem de trabalhar por um dia, haveria uma queda de 17 milhões de libras.

Visa for domestic violence victims in the UK

Visto para vítimas de violência doméstica no Reino Unido

Apesar dos avanços sobre o empoderamento feminino e as conquistas de direitos para mulheres, ainda temos um longo caminho para prosserguimos em busca de igualdade e defesa da mulher. O visto para as vítimas de violência doméstica é um dos direitos que ainda é desconhecido por mulheres no Reino Unido. Algumas vivem caladas sofrendo abusos psicológicos e físicos com medo de perder o direito de moradia e ser obrigada a deixar o país. Pois, saibam que as vítimas de violência doméstica que estão casadas com britânicos ou são parceiras de pessoas que possuem o visto de residência definitiva podem requerer permissão para viver no Reino Unido permanente ao se separar e denunciar o agressor.

O Home Office, órgão do governo responsável por assuntos de imigração, define violência doméstica é qualquer comportamento ameaçador, violento, ou abuso contra pessoas que estão ou estiveram em um relacionamento, e entre membros da família. A violência pode ser psicológica, física, sexual ou emocional. Aqueles que se aplicam para visto de permanência sob a proteção desta lei não precisam comprovar o conhecimento da língua inglesa e nem se submeter ao teste Life in the UK.

A pessoa precisa apresentar, no entanto, as provas dos abusos que sofreu e comprovar que a relação foi rompida em razão de violência doméstica. O Home Office recomenda que as vítimas procurem a polícia, denunciem o agressor e busquem aconselhamento com consultores de imigração. A violência doméstica pode ocorrer com qualquer pessoa, independentemente de gênero ou sexualidade, mas infelizmente, é mais comum por homens contra mulheres, estima-se que afeta uma em quatro mulheres no Reino Unido, de acordo com a instituição britânica Rights of Women.

A LondonHelp4U fornece o auxílio na obtenção do visto para vítimas de violência doméstica no Reino Unido. Temos uma equipe de consultores em imigração devidamente registrados e reconhecidos pelo governo britânico.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais e nosso website.

Aplicativo do Home Office para registrar cidadãos da UE no Reino Unido é adiado

Minuto Legal: Aplicativo do Home Office para registrar cidadãos da UE no Reino Unido é adiado

O aplicativo do Home Office para cidadãos da UE é adiado

Os planos do Home Office para lançar um aplicativo de telefone para registrar cidadãos da UE no Reino Unido foram tratados como um “vendaval” depois que Theresa May entrou em confronto com Bruxelas sobre cidadãos europeus que chegam durante o período de transição para a Brexit. O sistema digital estava pronto para ser testado em janeiro, mas o Home Office teve que voltar atrás depois que a primeira ministra alertou que não haveria direito automático de permanecer para aqueles que chegam ao Reino Unido após 29 de março de 2019.

Empresas lutam para preencher vagas enquanto o parlamento britânico discute imigração

Apesar de todas as notícias do Brexit tomarem conta dos jornais e a atenção dos parlamentares, a coluna de Adam Marshall do jornal britânico, The Guardian, aponta sobre uma crise já está acontecendo nos setores empresariais, propriedades industriais, projetos de construção e fazendas na Grã-Bretanha. As empresas estão lutando para preencher vagas e encontrar funcionários que queiram crescer na carreira.

Em alguns setores, as empresas relatam que a escassez de mão-de-obra atingiu níveis críticos. Resultado de uma combinação de níveis recorde de emprego para pessoas nascidas no Reino Unido e queda significativa da imigração após a desvalorização da libra esterlina em 2016. Os inquéritos da British Chambers of Commerce mostram que quase três quartos das empresas que tentam recrutar estão enfrentando dificuldades – isto é perto dos níveis mais altos desde que os registros começaram há mais de 25 anos.

Muro na fronteira e plano de imigração de Trump são bloqueados pelo Senado dos EUA

O plano do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para reformular o sistema de imigração dos EUA e financiar o seu muro fronteiriço com o México foram bloqueados pelo Senado americano, deixando o Congresso sem um caminho claro para proteger os jovens imigrantes sem documentos – os chamados sonhadores – da deportação. Em uma repreensão ao Presidente, o Senado votou 39-60 contra o avanço de uma proposta apoiada por Trump. As informações são do jornal Independent.

Photo: Mайкл Гиммельфарб (Mike Gimelfarb)

Know how non-citizens get a visa

Saiba como cidadãos sem passaporte europeu podem obter um visto no Reino Unido

É verdade que ter um passaporte europeu é a forma mais simples de viver no Reino Unido. No entanto, este sonho não é algo acessível apenas as pessoas que possuem documento de um país do bloco da UE. É sim possivel morar legalmente no Reino Unido sem precisar ter o passaporte vermelho na mãos. Confira alguns exemplos.

Visto de trabalho

Um dos vistos mais requisitados de imigrantes não-europeus no Reino Unido é o visto de trabalho, o Tier 2. Essa categoria é aplicável para profissionais qualificados que desejam trabalhar no Reino Unido. Para aplicar é necessário ter uma oferta de trabalho e um certificado de patrocínio de um empregador do Reino Unido que tenha uma licença de Tier 2 válida. O salário mínimo requerido é de £20,800 por ano. Para trabalhadores experientes, o mínimo requerido aumenta para £30,000 por ano.

Também podem aplicar para este visto os funcionários de empresas multinacionais que estão sendo transferidos pelo seu empregador para uma filial britânica da organização. Para estes profissionais, o salário deve ser de £24,800 no minimo por ano.

Tier 2 também engloba mais duas categorias:

  • Empreendedor

Profissionais querem investir no Reino Unido, ou estar ativamente envolvidos na gestão de uma empresa em território britânico. É preciso ter capital de, no mínimo, 200 mil de libras.

  • Investidores

Indivíduos de alto patrimônio líquido que querem fazer um investimento financeiro substancial no Reino Unido. É preciso ter capital de, no mínimo, 2 milhões de libras no Reino Unido.

Visto de estudante

Curta duração

Aqueles que pretendem estudar no Reino Unido em cursos com duração de até 11 meses podem aplicar para o visto de curta duração. Para isto é preciso ter uma oferta para fazer um curso numa instituição de ensino reconhecida pela Agência de Imigração do Reino Unido (UK Border Agency) e ter recursos financeiros para se manter durante todo o período do curso. Não é possível estender este visto, que tem como duração de 1 a 11 meses.

Cursos Superiores

Já para aqueles que gostariam de estudar no Reino Unido em cursos superiores (graduação, mestrado etc) devem aplicar para o visto Tier 4. Para isto é preciso também ter uma oferta para fazer um curso numa instituição de ensino reconhecida pelo Reino Unido (UK Border Agency), comprovar nivel de inglês através de certificado internacional e possuir recursos suficiente para se manter durante o curso.

A LondonHelp4U oferece um serviço completo de imigração para quem deseja aplicar para todo tipo de  visto. Somos uma empresa de imigração de 17 anos de experiência em vistos e cidadanias para o Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.