Mês: março 2018

Minuto Legal: Home Office enfrenta críticas por falhas da imigração

O Home Office está sendo críticado por suas atividades de imigração, de acorco com cinco relatórios de inspeção que foram publicados e divulgado pelo Financial Times, durante a semana que antecede o feriado de Páscoa.

O relatório mais crítico é sobre como o serviço de imigração não protege os interesses dos requerentes de asilo para crianças desacompanhadas. O departamento foi advertido de que tinha “uma quantidade considerável de trabalho a fazer” para fazer melhorias necessárias.

Os relatórios seguem anos de críticas às funções de imigração do Home Office. John Reid, então secretário da pasta, em 2006, descreveu a seção de imigração do departamento como “imprópria para o propósito.”

O projeto de lei de imigração foi adiado, afirma secretária do Home Office

A Grã-Bretanha não esclarecerá suas futuras regras de imigração até que as negociações com Bruxelas sobre seu relacionamento pós-Brexit sejam concluídas no outono, afirma a secretária do Home Office, Amber Rudd.

“O momento para o projeto de lei de imigração foi adiado porque o elemento chave para proteger os cidadãos da UE em seus direitos no Reino Unido já foi alcançado através do acordo de retirada que virá antes do parlamento ainda este ano”, disse Rudd à casa.

Filhos de europeus são aconselhados a retirar cidadania britânica antes do Brexit

Os pais da União Européia estão sendo encorajados a documentar o status de seus filhos o quanto antes, se quiserem evitar o controle hostil do Home Office depois do Brexit. As conseqüências para aqueles que não obtiveram a cidadania britânica para os filhos de dois cidadãos da UE que vivem na Grã-Bretanha são “potencialmente graves”, de acordo com o artigo publicado por especialistas em leis de imigração da Universidade de Birmingham.

“Onde nenhum dos pais é britânico no momento do nascimento da criança, uma criança mais tarde lutará para provar a cidadania britânica a qual ele ou ela tem direito desde o nascimento”, disse um dos autores do artigo. As informações são do The Guardian.

Como tirar a carteira de motorista no Reino Unido?

Alguns dos nossos clientes sempre nos perguntam dúvidas sobre como validar a carteira de motorista no Reino Unido. O blog da LondonHelp4U resolveu escrever um post sobre o que você precisa fazer para ter a sua carteira de motorista válida no Reino Unido. Primeiramente, a carteira de motorista brasileira é aceita no Reino Unido durante 1 ano a contar de sua entrada no país, desde que a data de validade brasileira não expire durante esse período.

Isso vale para quem tem visto de turista, de estudante ou de residência. Se você sair do Reino Unido por mais de 90 dias e entrar novamente, o período de 1 ano começa a contar de novo a partir da nova data de entrada. Depois desse período de 1 ano, não é mais possível usar a carteira brasileira. Você terá de providenciar uma licença temporária e fazer um teste teórica e de direção antes para ter a sua carteira de motorista definitiva, lembrando que para isso é necessário ter o passaporte europeu.

O primeiro passo pra quem têm passaporte europeu e deseja possuir a carteira de motorista no Reino Unido é aplicar online, depois de morar aqui por seis meses. É necessário preencher um formulário e enviar jundo com seu passaporte. Após isso, o governo britânico te envia de volta a carteira provisória (Provisional Driving Licence) e o teu documento. Com ela já pode dirigir tendo alguém com no mínimo 25 anos de idade, 3 anos de habilitação e o carro possuir o L vermelho (de learning).

Pra estudar pra prova teórica, você pode comprar o livro ou CD/DVD da DVLA (Driver and Vehicle Standards Agency) e a agendar a prova por £ 23. E a prova prática é necessário pagar a taxa de £63. Obviamente, precisa passar na teórica antes de passar para parte prática

Minuto Legal: Passaporte britânico pós-‘brexit’ será feito por empresa europeia

Passaporte britânico pós-‘brexit’ será feito por empresa europeia

O novo passaporte do Reino Unido depois do Brexit será feito na França, segundo o atual fabricante britânico. O ex-ministro do Pro-Brexit, Priti Patel, disse que a decisão de entregar o novo contrato a uma empresa estrangeira é vergonhosa e perversa. O porta-voz do Partido Liberal Democrata, Tom Brake, disse que a “saga do passaporte azul” está se tornando uma farsa, segundo a BBC. O passaporte reverterá para sua cor original azul e dourada a partir de outubro de 2019. O chefe do fornecedor britânico, De La Rue, disse que apelaria contra a decisão de conceder o contrato de 490 milhões de libras esterlinas à empresa franco-holandesa Gemalto.

Aumento das taxas de imigração para Reino Unido

O governo britânico anunciou aumento das taxas de imigração, vistos e nacionalidade do Reino Unido. As taxas terá o aumento de 4% de acordo com a meta de inflação do governo. Os valores entrarão em vigor a partir de 6 de abril de 2018. Confira os novos preços no site do Home Office.

Entenda o escândalo do Facebook com o Bretix

A consultoria britânica Cambridge Analytica está no centro de uma crise por usar dados obtidos de milhões de usuários do Facebook sem a permissão deles depois que ele foi contratado por Donald Trump para sua campanha presidencial americana de 2016. A empresa de análise também está sendo questionada pelos britânicos e o parlamento europeu sob a suspeita de uso dos dados de usuários sobre a campanha do Brexit  no referendo de 2016, quando os britânicos votaram para deixar a União Europeia.

A Cambridge Analytica e os líderes do grupo Leave EU já afirmaram que trabalharam juntos durante a campanha do Brexit. Logo em seguida, eles retiraram suas afirmações, dizendo que nenhum contrato foi assinado e que nenhum trabalho foi concluído. O Parlamento britânico está investigando as ligações entre Cambridge Analytica e Leave EU como parte de uma investigação sobre notícias falsas.

Segundo a Reuters, Arron Banks, o co-fundador da Leave.EU, afirmou em um livro que em outubro de 2015 seu grupo contratou a Cambridge Analytica, uma empresa que usa “big data e psychographics avançado” para influenciar pessoas. Em novembro de 2015, a também o grupo Leave.EU postou em seu site que a Cambridge Analytica “nos ajudará a mapear o eleitorado britânico e o que eles acreditam, permitindo-nos interagir melhor com os eleitores”

Imigrantes sem vistos são detidos em restaurantes asiáticos em Bristol

Oficiais invadiram o restaurante chinês em Bristol na semana passada e prenderam um grupo de trabalhadores ilegais. As prisões ocorreram durante uma operação ao centro da cidade, envolvendo cerca de 15 oficiais e trabalhadores de imigração. As prisões foram feitas porque os indivíduos “não tinham permissão para permanecer no Reino Unido.” Oz empregadores terão que pagar até libras 20.000 para cada trabalhador ilegal.

O Reino Unido e a UE fecham acordo sobre o período de transição do Brexit

Depois de discursos afiados e discordância de ambos lados, finalmente o Reino Unido e a UE chegaram a um acordo sobre o periodo de transição do Brexit.  Os cidadãos europeus que chegam ao Reino Unido durante a transição também terão os mesmos direitos dos 3 milhões que já residem no pais.

O tratado estipula que o Reino Unido cumpra as regras do bloco até se separar por completo, no dia 31 de dezembro de 2020. Durante o período de transição, o país perderá o direito a voto dentro da união, o que contabilizou mais uma derrota para governo britânico.

No contexto geral, o acordo foi considerado pelos negociadores Michel Barnier e David Davis “um passo decisivo no processo Brexit.” Apesar de algumas questões ainda ficaram de fora das negociações, como a fronteira da Irlanda do Norte.

O acordo assinado ainda será apresentado aos líderes europeus nesta semana e logo em seguida ao Parlamento Europeu, para aprovar o tratado final do “brexit” antes de entrar em vigor. Saiba mais os principais termos do acordo anunciado em Bruxelas:

  • O período de transição durará do dia Brexit de 29 de março de 2019 a 31 de dezembro de 2020
  • Os cidadãos da UE que chegam no Reino Unido entre este periodo terá os mesmos direitos e garantias que os que chegaram antes do Brexit. O mesmo se aplicará aos britânicos residentes na Europa.
  • O Reino Unido poderá negociar, assinar e ratificar os seus próprios acordos comerciais durante o período de transição.
  • O Reino Unido ainda será parte dos acordos comerciais da UE existentes com outros países.
  • A Irlanda do Norte permanecerá efetivamente em partes do mercado único e da união na ausência de outras soluções para evitar uma fronteira difícil com a Irlanda.

Dicas para imigrar para o Reino Unido: o que você deve fazer antes da sua chegada

Você sonha em morar no Reino Unido mas não tem idéia de como fazer isso? A LondonHelp4U recomenda estas principais dicas para quem quer morar no Reino Unido. Confira o passo a passo que todo imigrante deve saber antes do embarque!

Preparado? Então bora lá!

  • Tenha um plano

Se você está planejando imigrar para o Reino Unido, precisa antes de tudo verificar as regras sobre como solicitar um visto no país. Oferecemos uma avaliação online gratuita para cada tipo de situação.

  • Pesquise online

Participe de grupos do facebook ou whatsapp de pessoas que já vivem na cidade que você está se mudando. Peça recomendações de telefonia, bancos, academias, bairros.

  • Aprenda o básico da língua

Aprenda o vocabulário básico em inglês antes de sair do país. O ideal é conhecer pelo menos uma pessoa que fale a língua e que possa te ajudar no inicio, mas caso não tenha, use o Youtube, há diversos canais com dicas de inglês.

  • Guarde dinheiro

Não adianta correr. É necessário juntar dinheiro. Faça uma lista com alguns itens que você obrigatoriamente terá que adquirir e tente calcular as despesas com base em orçamentos prévios como o aluguel, alimentação e transporte. Isto vai te guiar os custos iniciais e os custos futuros que você terá que pagar.

  • Bagagem

Não exagere você terá direito a levar poucos quilos na  mala, portanto, separe somente o necessário. Desapague! Separe algumas roupas para diferentes estações do ano e alguns itens pessoais que você gostaria de ter enquanto mora fora. Fotografias, algum objeto de valor sentimental, algum livro, etc.

  • Documentos

Leve uma pasta para separar seus documentos. Serão tantos e de tantos formatos que para a melhor solução é uma pasta daquelas com plástico, que você coloca as folhas separadas dentro. Fica organizado e fácil de achar o documento que você precisa em pouco tempo.

  • Cuide do  passaporte!

Nem precisa dizer para verificar a validade do passaporte, não é mesmo? Sempre guarde o seu passaporte em algum lugar seguro de sua casa e carregue com você somente uma cópia do seu documento.

  • Telefones

Faça  listas com telefones úteis:

– Polícia

– Ambulância

– Bombeiros

*Lembrando que a LondonHelp4U tem uma helpline 24 horas para assuntos de imigração.

Pronto!

Agora é embarcar e aproveitar esta nova etapa da sua vida! Caso você precise de mais informações sobre imigração e vistos sobre morar fora, entre em contato com a gente!

A LondonHelp4U oferece um serviço completo de imigração para quem deseja aplicar para todo tipo de  visto. Somos uma empresa de imigração de 17 anos de experiência em vistos e cidadanias para o Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.