Mês: dezembro 2019

brexit

MINUTO LEGAL: notícias pós-eleições: Brexit e imigração

Brexit: membros do parlamento apoiam o plano de Boris Johnson de deixar a União Europeia em 31 de janeiro. As informações são de BBC.

*

Boris Johnson vai tentar cumprir sua promessa eleitoral de “realizar o Brexit”, escrevendo em lei que o Reino Unido deixará a União Europeia em 2020 e não estenderá o período de transição. As informações são de As informações são de The Guardian.

*

Como migrante da União Europeia, estou preocupado que não tenha mais um papel a desempenhar no Reino Unido pós Brexit de Boris Johnson. As informações são de Independent.

*

Boris Johnson planeja criar um novo sistema de imigração, separado do Home Office, mas especialistas alertaram que isso pode significar o aumento das “políticas hostis” do governo. As informações são de Metro.

*

Boris Johnson tentará escrever em lei que o Reino Unido deixará a UE em 2020 para bloquear novas tentativas de estender o período de transição. Uma fonte de Downing Street disse ao The Guardian: “Nosso manifesto deixou claro que não estenderemos o período de implementação e a nova lei do contrato de retirada proibirá legalmente o governo de concordar com qualquer extensão”. As informações são de The Week.

*

Uma série de leis propostas pelo novo governo conservador de Boris Johnson foram anunciadas pela rainha no parlamento. A lista de novas leis foi revelada depois que os conservadores alcançaram a maior vitória nas eleições gerais desde 1987. As iformações são de Sky News.

MINUTO LEGAL: Brexit depois das eleições

Boris Johnson pode realmente entregar o Brexit’ até o final de 2020? O Reino Unido e a UE ainda não decidiram um acordo comercial para quando o Reino Unido sair do bloco. As informações são de Sky News.

*

O que o resultado geral das eleições significa para o Brexit: aqui está o que acontece agora, temos uma maioria conservadora. Boris Johnson pode conquistar a maioria, o que deixa livre para prosseguir o seu plano Brexit sem oposição. As informações são de iNews.

*

PM insulta os 3,6 milhões de cidadãos da UE que fizeram do Reino Unido sua casa. “Boris Johnson acha que estou tratando o Reino Unido como fosse meu próprio país por muito tempo.” As informações são de The Guardian.

*

O Home Office tem forçado ilegalmente as pessoas traficadas a esperar meses e, às vezes, anos antes de conceder a elas a permanência no Reino Unido, decidiu o Tribunal Superior. As informações são de Independent.

*

Uma fisioterapeuta do NHS contou como ela acumulou dívidas de quase 10.000 libras e recorreu ao uso de bancos de alimentos – enquanto luta contra as tentativas do Home Office de expulsá-la do Reino Unido. A nigeriana Uju Onuigbo foi orientada a sair quando seu visto de trabalho se tornou inválido depois de perder o emprego no Royal Stoke University Hospital em agosto de 2017. As informações são de Stoke Sentinel.

*

A vida de uma ex-aluna de doutorado foi deixada “em frangalhos” depois que um erro a obrigou a abandonar seus estudos e seu sonho de se tornar professora de direito no Reino Unido. Myriam Cadinouche alega que o Home Office a acusou erroneamente de ficar ilegalmente no Reino Unido e reteve seu passaporte e documentos quando ela estava no terceiro ano do doutorado. As informações são de Independent.

*

Mãe de três, originalmente da Califórnia, disse que perdeu o direito ao visto de cônjuge, depois que o marido a abandonou no Natal do ano passado. As informações são de Manningtree Standard.

*

Mais de 22.000 cidadãos da União Europeia deixaram o NHS desde o referendo da UE em 2016, sugerem novos números. As informações de 88 hospitais do NHS revelaram que 22.600 cidadãos da UE deixaram o serviço nos últimos três anos, entre eles 8.800 enfermeiras e midwives. As informações são de Independent.

Os 5 Primeiros-Ministros mais marcantes do Reino Unido

Nesta semana de eleições, conheça os 5 primeiros-ministros mais marcantes da história britânica

Na última quinta-feira (12) tivemos eleições aqui no Reino Unido. Além de renovar a Câmara dos Comuns – o que seria equivalente ao Congresso Nacional, no Brasil – os britânicos também escolheram o primeiro-ministro do país.

O cargo existe desde 1721 e tem como função ser o líder da Câmara dos Comuns e do país. Os poderem que, teoricamente, são da Coroa, passam a ser exercidos pelo primeiro-ministro. Obrigatoriamente, todo primeiro-ministro deve morar na Downing Street, casa 10.

Preparamos uma lista de primeiros-ministros mais marcantes na história de todo Reino Unido. Confira:

 

 

  • Sir Robert Walpole

Ainda que em 1721 o cargo “primeiro-ministro” não tivesse esse nome, Robert Walpole, o Conde de Oxford, foi o primeiro a ocupá-lo. Ele serviu o país por 39 anos. Depois que saiu do cargo, ele foi acusado de corrupção e chegou a ser preso por um curto período.

Desde Walpole, o Reino Unido já teve 53 primeiros-ministros

https://www.flickr.com/photos/number10gov/8699156564/ – Number 10

 

  • Winston Churchill

Quando o Reino Unido passou por um dos maiores desafios de sua história, a Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill era primeiro-ministro. Seu legado exitoso marca a Inglaterra até hoje. Porém, quando a guerra acabou, sua popularidade caiu, principalmente por sua implicância com o Partido Trabalhista.

BiblioArchives / LibraryArchives

 

  • Margaret Thatcher

Thatcher foi a primeira mulher a ocupar o cargo de primeira-ministra não só no Reino Unido, como em toda Europa. A Inglaterra passava por grave crise econômica quando ela assumiu, na década de 70. Por causa de sua personalidade, mas principalmente pelas duras reformas que fez no Reino Unido, ela ganhou o apelido de “Dama de Ferro”.

  • Clement Attlee

Em geral, os britânicos classificam Clement Attlee como o melhor primeiro-ministro que o Reino Unido já teve. Isso porque ele assumiu logo com um Reino Unido destruído economicamente pela guerra e o levou a outro patamar, recuperando a economia do país. Outro grande legado de Attlee foi a criação do Serviço Nacional de Saúde, o sistema gratuito de saúde do Reino Unido.

Desconhecido – 1957 Michiganensian, p. 39

 

  • Lord North

Embora a maioria dos primeiros-ministros desta lista foram marcantes para a história do Reino Unido por coisas boas, há aqueles que se destacaram negativamente. Foi o caso do Lord North, que governou entre 1770 e 1782. Ele ficou conhecido como o primeiro-ministro que perdeu a América! Sua política externa era tão ruim que levou a França, Holanda e Espanha a apoiar os Estados Unidos e fazer com que a Independência colonial acontecesse.

 

Por Natalia Fernandes

MINUTO LEGAL: semana de votação em UK

Um segundo referendo sobre o Brexit está rapidamente se tornando a única opção para romper o impasse se uma grande maioria não for vencida nas próximas eleições, de acordo com um novo relatório da University College London. As informações são de iNews.

*

Conheça alguns dos eleitores que trocaram de partido antes das eleições gerais de 12 de dezembro. As informações são de BBC.

*

Os planos de migração trabalhista e conservadora “piorariam os trabalhadores do NHS”. A alegação surgiu a partir da informação de que quase um em cada quatro funcionários do hospital nasceu no exterior. As informações são de The Guardian.

*

Como os estudantes europeus serão afetados pelo Brexit? Apesar de muitos esforços das universidades para informar e apoiar cada um de seus alunos, é comum o senso de incerteza em torno do assunto. As informações são de Pie News.