Britânico quase foi deportado para Uganda por erro da imigração

O britânico Kyle Herbert quase foi deportado para Uganda pelo Home Office, apesar de ter nascido, vivido no Reino Unido e nunca viajado para o exterior. Os funcionários da imigração alegaram que Kyle não tinha “base legal” para estar no Reino Unido. O jovem de 22 anos, que trabalha para a cadeia de fast food KFC, ficou surpreso ao receber a carta que ordenou que ele deixasse o país ou correria o risco de multa de £ 5.000, prisão e remoção à força.

Kyle quase foi demitido do emprego depois que oficiais de imigração telefonaram para empresa KFC alegando que ele era um imigrante ilegal, o que causou na suspensão de 15 dias do trabalho e sem pagamento enquanto ele provava que era cidadão britânico e tinha o direito de trabalhar no Reino Unido. O jovem temia ainda que as autoridades de imigração entrassem a qualquer momento e o arrastassem para um avião como um imigrante ilegal.

Ele agora se preocupa em viajar para o exterior, dizendo que nunca recebeu nenhuma garantia oficial de que o assunto tenha sido resolvido. “Foi simplesmente ridículo. De onde eles tiraram a Uganda?” questiona, Kyle, que decidiu se pronunciar o caso apòs o escândalo do grupo Windrush. As informações são do tabloide britânico Daily Mail.

A LondonHelp4U recomenda que os pais de crianças nascidas no Reino Unido a aplicarem a cidadania britânica. Somos uma empresa de imigração de 17 anos de experiência em vistos e cidadanias para o Reino Unido.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *