Categoria: Curiosidades

Edimburgo: onde ir na sua 1ª visita à cidade

Conheça os 10 melhores lugares da extraordinária capital da Escócia.

Foi muito, mas muito difícil, escolher apenas 10 coisas para indicar a você em Edimburgo, capital da Escócia! Ela é a segunda cidade mais visitada do Reino Unido, perdendo apenas para Londres. Cercada de montanhas, em Edimburgo você não encontra arranha-céus, trânsito, buzinas… Na verdade, lá nem parece que é uma capital europeia! A arquitetura vitoriana e neogótica está muito preservada e visitar a cidade é uma verdadeira viagem ao tempo.

Edimburgo é dividida em “duas cidades”, a Old Town e a New Town. Na primeira estão a maioria dos monumentos, o castelo principal, sem contar a arquitetura preservada da idade média. A New Town é a parte onde de fato os escoceses vivem. O cenário também é composto de casa no estilo vitoriano, mas com muito mais lojas e pubs. Nesta lista, recomendaremos a você lugares de ambos os lados de Edimburgo. Confira:

1 – Edinburgh Castle

Com certeza, este é o principal ponto turístico de Edimburgo. Ele fica no alto de uma rocha de origem vulcânica e vigia a cidade do alto. A primeira versão dele foi construída em 1093, mas desde lá mudou muito.

Na visita ao interior do castelo tem muito o que se fazer. Dá para conhecer a residência real escocesa e muitos outros museus, como o Scottish National Mmorial ou o War Museum. As Joias da Coroa escocesa e a Pedra do Destino – usada para a coroação de monarcas – são encontradas lá.

2 – Palace of Holyroodhouse

Diferente do anterior, esta é a residência oficial da monarquia britânica na Escócia. A rainha e sua família passam apenas uma semana no aqui e neste período as visitas são suspensas. Mas se você tiver a oportunidade de visitar, a visita guiada vale muito a pena. Você passa por alguns cômodos e ambientes reais, além de conhecer mais sobre a monarquia britânica e do país. Dentro também tem uma Galeria de Artes da Rainha, com obras muito bonitas. A entrada custa £ 15,50.

3 – Calton Hill

Como já dissemos, Edimburgo é cercada por montanhas e uma delas é a Calton Hill. Não precisa ser um grande atleta para subir o morro, mas esteja preparado, pois não é tão simples. Lá em cima, você vai encontrar a inacabada acrópole, o Nelson Monument, o Dulgald Stewart Monument e o observatório.

Se você tiver a sorte de pegar um dia ensolarado, veja o pôr do sol lá de cima! Quem já assistiu ao filme “One Day” vai lembrar deste morro na cena em que Anne Hathaway e Jim Sturgess admiram a cidade do alto.

4 – Prices Street e Scott Monument

Está é a principal rua de Edimburgo e ela faz a limitação entre a New Town e a Old Town. Nela existem muitos comércios, como lojas, restaurantes e pubs. Você ainda vai encontrar o Scott Monument, um monumento histórico dedicado ao escritor Sir Walter Scott. São 60 metros de altura e 300 degraus que você pode subir ter uma vista privilegiada da cidade.

5 – Museus da Royal Mile

A Royal Mile é um conjunto de quatro ruas que tem várias lojinhas, mas o mais interessante são os museus: quatros gratuitos. São eles: o Edimburgh Writers Museum (Museu dos Escritores de Edimburgo), o Museum of Childhood (Museu da Infância), o Museum of Edimburgh (Museu de Edimburgo) e o The People’s Story (História do Povo). Os temas são dos mais diversos e democráticos. As ruas ficam bem na saída do Castelo de Edimburgo e levam até o Palácio de Holyroodhouse.

6 – St Giles Catedral

Esta é a catedral da cidade de Edimburgo. Ela existe desde de 1120. Por fora, a onipotente construção com fachada do estilo gótico. A torre no alto da igreja possui 15 metros de altura. Por dentro, as paredes de pedra e os vitrais impressionam até os menos religiosos.  

7 – National Museum of Scotland

Com certeza este é o museu mais legal de toda cidade! Ele é de graça e nele tem fósseis encontrados na Escócia, artefatos da antiguidade escoceses e muito mais. Praticamente tudo relacionado a Escócia está lá, até uma parte da exposição é dedicada a famosa Ovelha Dolly, primeiro ser vivo clonado. Ótima oportunidade para conhecer a cultura, história e costumes do país que está visitando.

8 – Princes Street Gardens

Se você vai a Edimburgo no verão, o passeio pelo jardim é imperdível. Ele funciona desde 1770. Fontes, descampados, muitas árvores e flores, tudo isso você encontra lá, sem contar o primeiro relógio de flores do mundo, o Floran Clock, mas só funciona na primavera e no verão. A vista do Castelo é uma das mais bonitas que se tem de toda cidade.

9 – Veja um show tipicamente escocês

Durante seu passeio na cidade, você vai encontrar muitos artistas de rua vestidos das tradicionais vestimentas escocesas tocando a gaita de fole! Se quiser pagar para assistir uma performance mais bem elaborada, recomendamos o Spirit of Scotland Show. O lugar também oferece comidas típicas. Experimente o prato mais tradicional da Escócia: o haggis.

10 – Edinburgh Vaults

As Vaults de Edimburgo são uma série de câmaras secretas construídas em 1788. Dentro delas existem muitas tavernas, oficinas de sapateiros e outros comércios. No passado, muitas pessoas sem-teto moravam lá e a história relata que até seriais killers já atuaram nas vaults.  Burke e Hare, por exemplo, são famosos seriais killers que vendiam corpos para a faculdade de medicina. A lenda diz que eles procuravam por vítimas nas Vaults.

Hoje o lugar é ponto turísticos e existem muitas visitas guiadas para se conhecer o lugar! Imperdível.

Por Natalia Fernandes

5 mercados imperdíveis em Londres

Para quem gosta do clássico passeio por mercadões de rua, Londres é o paraíso.

Cobertos, ao ar livre, lotados, desconhecidos… Em Londres o que não falta é mercado de rua (ou mercadão, como falamos no Brasil). A variedade de produtos vendidos também é grande. Os primeiros mercados de rua de Londres surgiram ainda na Idade Média e, desde então, conquistou o coração dos londrinos e, mais ainda, dos turistas.

Os mercados são ótimas opções de passeio em qualquer cidade que você visitar. Você pode encontrar agricultores vendendo verduras e legumes orgânicos, roupas e sapatos, antiguidades, artesanatos e muita, mas muita comida de rua! Selecionamos para você os cinco mercados de rua mais interessantes, tanto por localização, como pelos produtos que vendem. Monte um roteiro de mercados, você não vai se arrepender.     

1 – Borough Market

Pertinho da London Brigde, você encontra o mercadão mais famosos da capital inglesa e o maior de todo Reino Unido. Ele existe desde pelo menos 1014. Imagina, ao invés de comidas, você comprar espadas, poções mágicas, armaduras? Hoje ele é o templo da gastronomia britânica! Você pode encontrar muitas opções de pratos típicos da Inglaterra. Lá também vende peixes, vegetais, legumes, frutas… Vai por mim, não tem lugar melhor para se provar um sabor genuinamente britânico do que no Borough Market. Ele funciona de segunda a sábado.

2 – Old Spitalfields Market

Aberto todos os dias, o mercado oferece grande diversidade de roupas, brinquedos, mercearia, e muito outros produtos. Durante as quintas-feiras tem barracas de antiguidades. O mercado existe desde 1876 e o prédio é todo em estilo vitoriano. Se for comparar infraestrutura, ele é mais organizado que os outros desta lista (tem banheiros, bancos e mesas para comer).

3 – Portobello Road Market

Cercado pelas casinhas coloridas, o Portobello Road Market fica em Notting Hill. Nele tem de tudo: souvenires, roupas, antiguidades, comidas… Muitas cenas do filme “Um lugar chamado Notting Hill”, sucesso dos anos 90, foram filmadas em Portobello. 

Este mercado existe desde 1800. As ruas estão sempre cheias. Se você se cansar da multidão, caminhe pelas outras ruas do bairro, vale muito a pena. O Portobello Road Market é um lugar bem fotogênico e você pode tirar belas fotos lá. Ele funciona de segunda a sábado.

4 – Camden’s Markets

Vibrante, jovem e eclético. Assim são os mercados de Camden! Centenas de barraquinhas vendem roupas, acessórios, comidas, peças de artes, fazem tatuagem, colocam piercing! A variedade de coisas é enorme! São vários mercados separados que formam a região, sendo que o mais famoso é o Camden Lock Market. Se puder, vá durante a semana, pois aos fins de semana é muito cheio.

5 – Columbia Road Flower Market

Para quem gosta de plantas, este é o único mercado de flores desta lista. Ele funciona somente aos domingos, das 08h às 15h. São vendidos plantas, arbustos e flores. O lugar é muito fotogênico e tem flores em todas estações do ano. Aos arredores você encontra ainda opções de cafés e lanchonetes.

Por Natalia Fernandes

10 lugares para ver Londres do alto

Em alguns casos, uma visão espetacular de Londres do alto pode ser vista de graça.

As grandes cidades são lindas de serem observadas por cima. São Paulo, Rio de Janeiro, Roma, Paris, New York e, claro, Londres. Fizemos uma lista de lugares altos que você pode visitar para ter excelentes vistas da metrópole. A melhor época do ano para ir é no verão e primavera, pois o céu está claro e você não corre o risco de chegar no alto e a neblina atrapalhar sua visão. Os melhores horário são durante o pôr do sol e a noite, que é quando a cidade ganha cores e brilhos exclusivos de Londres.

1 – Sky Garden

O passeio vale pela vista impressionante de Londres, mas também por ter um jardim com diversas plantas dentro. Lá tem restaurantes e bares, mas não é obrigatório o consumo. A vista é incrível e de graça, mas você precisa se programar e reservar antes pelo site: https://skygarden.london/booking. Vale muito a pena!

2- One New Change Rooftop

O prédio One New Change é um centro comercial bem ao lado da St. Paul’s Cathedral. É possível ir de graça ao terraço, onde tem um café e uma parte aberta para observar a cidade. Essa não é uma das vistas mais altas de Londres, mas com certeza é a melhor vista da St. Paul que você terá, já que será possível observar de perto os detalhes externos da Catedral. O Big Bem, a London Eye e outros prédios icônicos do centro também podem ser vistos.

3 – Primrose Hill

Na colina do parque de Primrose Hill você consegue ver o centro de Londres de longe. No fim da tarde, pegue sua toalha de piquenique e admire a cidade! Os distintos formatos dos prédios de Londres formam uma silhueta incrível. E o melhor: é de graça.

4 – The Point

O famoso Parque Real de Greenwich também tem pontos para observar a cidade de longe. A vista mais bonita é a do The Point, que fica bem ao lado do Royal Observatory. Assim como o Primrose, a entrada é gratuita.

5 – The Shard

Este com certeza é o mirante mais famoso de Londres! O prédio do The Shard é o maior da Europa Ocidental, com o total de 72 andares. Em dias claros, é possível até avistar o mar! Em qualquer andar, você consegue ter uma visão de 360 graus da cidade. Para subir no mirante do último andar, é preciso pagar por volta de £ 30.

Porém, trouxemos algumas dicas de como subir no The Shard e observar Londres de forma mais barata. No 32º andar tem um Pub chamado Oblix e com certeza uma bebida sairá mais barato do que ir até o topo do prédio. No 40º andar tem o Pub Death’s Door Vodka, que tem os preços das bebidas um pouco mais caro que o Oblix. Você também pode ir para GŎNG Bar no 52º andar, mas que com certeza qualquer bebida nele sairá por mais de 30 libras. Então, baseado no quanto você pretende pagar é que você decide qual andar quer ir.

 6 – London Eye

O famoso monumento dispensa apresentações! A entrada para dar uma volta na roda gigante é por volta de £ 25 libras e dura meia hora. Você consegue ter uma vista panorâmica de Londres. Quer uma dica? Não fique tão preocupado com as fotos, curta o passeio!

7 – Tower Bridge

Sabe aquela galeria superior da Tower Bridge? Pois é! É possível caminhar por ela. Recentemente foi instalado um piso de vidro que permite admirar o tráfego da ponte a 42 metros acima do Rio Tâmisa. Lá ainda tem informações sobre a história da Tower Bridge e você pode entender como funciona o sistema que levanta e abaixa a ponte. O valor do ingresso é cerca de £ 10.

8 – St. Paul’s Cathedral

Muita gente não sabe, mas é possível subir até o alto da St. Paul’s Cathedral. £ 18 e 500 degraus depois, você chega no ponto mais alto da famosa igreja e consegue ter uma vista excelente da cidade.

9 – Emirates Air Line

Atravesse o Tâmisa de uma maneira diferente e de quebra com uma vista incrível da cidade O teleférico Emirates Air Line custa £ 3.40 para quem tem o Oystercard e £ 4.50 para quem não tem. O passeio dura 10 minutos.

10 – The Orbit

Essa peculiar construção foi feita para ser símbolo das Olimpíadas de 2012, tanto que fica ao lado do Estádio Olímpico. Hoje ele virou lugar para observação da cidade e o melhor: para quem for corajoso, tem como sair de lá por um mega escorregador. O ingresso custa £ 10 e o escorregador £ 5.

Por Natalia Fernandes

8 lugares “escondidos” no centro de Londres

Listamos lugares secretos da capital inglesa que você vai amar conhecer.

Como dizem os livros e até as estampas de camisetas: Londres é sempre uma boa ideia. Conhecer essa grande capital europeia é o sonho de (quase) todo mundo. Mas Londres não se limita apenas aos pontos turísticos mais famosos. Muitas vezes os lugares “escondidos” são joias raras da cidade.

Nós não duvidamos nada que até quem mora em Londres há muitos anos vai se surpreender em ver lugares incríveis que nunca tinha visto antes. Fugir, nem que seja por um dia, das multidões é o desejo até dos turistas mais empolgados com a cidade. Conheça os lugares na área central de Londres que a maioria das pessoas não conhecem.

1 – Temple District, Londres EC4Y 7BB

Passagens, jardins, becos secretos e uma igreja compõe o Temple District. Esse ponto de fuga dos pedestres fica bem no coração de Londres, numa rua paralela ao Rio Tâmisa. A história desse pátio isolado tem ligação com os Cavaleiros Templários e as construções data centenas de anos. Tirar duas horinhas do seu dia para se perder nesses becos é uma ótima ideia.

2 – St Dunstan-in-the-East, Colina de Dunstan, Londres EC3R 5DD

Perto dali, outra igreja escondida dentro de becos passa despercebida de todos. Porém, está foi dizimada durante a Segunda Guerra Mundial e tudo que restou foi sua bela torre, que serve para orações até hoje. A igreja foi projetada pelo Christopher Wren, mesmo homem que projetou a St Paul’s Cathedral.

Um local tranquilo que poucos conhecem e que conta com um jardim para reflexão, contemplação ou descanso dos que passam por lá.

3 – Mercado de Leadenhall, Gracechurch St, Londres EC3V 1LT

A arquitetura vitoriana do Mercado de Leadenhall é surpreendentemente bonita. Os tons e as formas do interior do mercado fazem qualquer um suspirar. Ele foi construído no século XIV e é um dos mercados mais antigos da cidade.

Quer uma dica? É legal ir quando as lojas ainda estão fechadas para ter lindas fotos e, se desejar fazer compras, espera elas abrirem que daí não terão tantas pessoas por lá logo cedo.

Curiosidade: o local serviu de cenário no primeiro filme de Harry Potter!

4 – Sir John Soane Museum, 13 Lincoln’s Inn Fields, Londres WC2A 3BP

Não tão famoso como o British Museum, o National Gallery ou até mesmo o Sherlock Holmes Museum, o Sir John Soane Museum não está incluso na maioria dos roteiros de museus londrinos. O museu de arte e história clássica fica num prédio pequeno, mas não se engane, tem muita coisa lá dentro! Ele foi todo feito por Sir John Soane (ele quem projetou a frente do bank of England). A entrada é gratuita e é proibido entrar com celulares no local para evitar distrações.

5 – A menor Delegacia de Polícia do Reino Unido, Trafalgar Square, Londres WC2N 5DN

A menor Delegacia de Polícia do Reino Unido (se não do mundo) está localizada onde menos se espera: na Trafalgar Square! O local é literalmente uma cabine disfarçada de poste. Este com certeza é um lugar secreto de Londres que você precisa descobrir. Esperamos que não, mas se um dia você precisar da Scotland Yard, por que não fazer contato na mais curiosa delegacia do Reino Unido?

6 – St Bartholomew’s the Great, Cloth Fair, London EC1A 7JQ

O centro de Londres realmente é um lugar a ser desbravado. A igreja de St Bartholomew’s the Great é uma das mais antigas da região (fundada em 1123), mas não é tão famosa como a St Paul’s Cathedral ou a Westminster Abbey. Os vitrais e esculturas da igreja são belíssimos. Aprecie-a por fora e por dentro.

7 – ‘Roman’ Bath House ao lado da Strand, 5 Strand Ln, Londres WC2R 1AP

Este lugar é uma peça peculiar da história da Inglaterra. Apesar da placa em frente ao prédio indicar que este era um local onde os romanos tomavam banho, estudos dizem que isto provavelmente é falso e alguém há muitos séculos apenas forjou a mentira para atrair clientes. Que tal uma visita para tirar suas próprias conclusões?

8 – Casa do Dr. Johnson, 17 Gough Square, Londres EC4A 3DE

 

Lembra do item 1 da nossa lista? Pois é, nos becos do Temple Distrcit você encontra a casa do escritor Dr. Samuel Johnson (1709-1784), um dos mais famosos escritores ingleses e autor de um dos primeiros dicionários da língua inglesa. É possível visitar a casa por dentro e ver como Johnson vivia há centenas de anos. O ingresso é 4,50 libras para adultos e 1,50 libras para crianças.

Curiosidade: uma das frases mais famosas do mundo foi proferida pelo Dr Samuel Johnson. “Senhor, quando um homem está cansado de Londres, ele está cansado da vida, porque há em Londres tudo o que a vida pode oferecer.” Inspire-se.

Por Natalia Fernandes

 

 

 

17 vilarejos britânicos que você tem que visitar

Por Natalia Fernandes

Desconhecidas dos turistas e impressionantemente bonitas, essas vilas vão te fazer querer escapar dos grandes centros urbanos britânicos

Quando alguém fala Reino Unido normalmente as pessoas pensam em Londres, Edimburgo ou no máximo nas famosas e desertas pedras Stonehenge. Mas você sabia que é nas pequenas cidades que você vai conseguir uma autêntica experiência britânica? Existem muitos vilarejos no interior que poucos turistas conhecem, mas que com certeza vale a pena o descolamento. Se procura beleza, tranquilidade e locais amigáveis, com certeza você deve conhecer esses vilarejos.

Aqui você vai encontrar lagos, casas de séculos atrás, arquitetura encantadora, montanhas, charme e comidas típicas saborosas. Sem contar que o custo de vida é muito mais barato que em Londres, então se prepare para gastar menos do que o esperado, tanto com acomodação, alimentação e transporte.

Se você visita o Reino Unido ou até mesmo mora, tire um tempo para visitar esses lugares:

  • Bibury, Cotswold, Inglaterra

Com casas que nos fazem sentir dentro de um conto de fadas, Bilbury encanta os turistas. Esta rua da foto é a Arligton Row e você precisa passar por ela!

  • Eton, Berkshire, Inglaterra

A 40 minutos de Londres e mais perto ainda do Castelo de Windsor, Eton é uma vila que merece ganhar um dia no seu roteiro. As construções antigas e típicas britânicas surpreendem os visitantes.

 

  • Crail, Fife, Escócia

A Vila de Pescadores fica no sudeste da Escócia. Aqui você pode comer o tradicional prato britânico fish and chips fresquinho, além de conhecer sobre pesca e apreciar as belezas da região.

  • Castle Combe, Wiltshire, Inglaterra

Com casas e chalés deslumbrantes, Castle Combe é um dos vilarejos mais bonitos e tradicionais de todo Reino Unido. As ruas e as casas de pedra dão charme ao lugar, sem contar que lá tem salões para tomar chá com biscoitos durante a tarde. Nada mais inglês do que isso!

  • Bourton-on-the-Water, Gloucestershire, Inglaterra

Digna de cenário de filme, essa vila com casas lindas vai te encantar. Tire muitas fotos, principalmente se o dia estiver ensolarado.

  • Cerne Abbas, Dorset, Inglaterra

Pequeno e histórico, Cerne Abbas é um local que nos faz voltar na famosa Era Pagã Inglesa. Lá tem uma estátua pagã da fertilidade e ela foi criada há milhares de anos e continua do mesmo jeito até hoje. Se você gosta de voltar no tempo, Cerne Abbas é o lugar certo.

  • Yalding, Kent, Inglaterra

Se procura por um descanso da cidade grande, que tal Yalding? O vilarejo fica a uma hora de Londres e é uma boa pedida para quem procura paz e beleza ao mesmo tempo.

  • Polperro, Cornualha, Inglaterra

Paraíso das gaivotas, Polperro é uma vila litorânea cheia de montanhas e pedras. O charme das casas brancas com janelas coloridas vai ficar na sua memória para sempre.

  • Lacock, Wiltshire, Inglaterra

Sabe aqueles chalezinhos tortos e telhados de palha que, de tão antigos, você acha que nem existem mais? Pois é, você com certeza encontrará essas casinhas por toda aldeia de Lacock. Surpreenda-se!

  • Plockton, Loch Carron, Escócia

A cultura escocesa pode ser encontrada mais viva do que nunca em Plockton. A cidadezinha fica ao norte da Escócia.

  • Beddgelert, Snowdonia, País de Gales

Não podemos esquecer do querido País de Gales na nossa lista. A vila de Beddgelert faz você se sentir maravilhado com tanta harmonia entre natureza e construções antigas.

  • Crovie, Aberdeenshire, Escócia

A verdadeira definição de paraíso você pode encontrar neste vilarejo a beira mar.

  • St Davids, Pembrokeshire, País de Gales

Difícil não se impressionar com a construção da Catedral desta vila! História e beleza são duas coisas que o Reino Unido consegue unir com louvor.

  • Kettlewell, North Yorkshire, Inglaterra

Toda Yorkshire é incrivelmente bonita e Kettlewell é um exemplo perfeito do que é o condado.

  • Tobermory, Ilha De Mull, Escócia

Esta é outra vila de pescadores a ser explorada. A cidadezinha colorida merece pelo menos um dia no seu roteiro de viagem a Escócia. Tudo vai te encantar: o mar, os barcos, as casas e principalmente os moradores.

  • Cushendun, Condado de Antrim, Irlanda do Norte

A linda e não tão conhecida Irlanda do Norte também tem uma vila na nossa lista. Cushendun possui um litoral épico com uma cor de mar inacreditável. Não fique só no básico! Quando for ao Reino Unido vá também a Irlanda do Norte.

  • Portmeirion, País de Gales

E por último, mas não menos importante, a vila de Portmeirion, no País de Gales. Bem na zona rural do país, um vilarejo italiano! As casinhas coloridas de janela verde podem até te enganar e fazer você pensar que está na Itália. Um lugar diferente e único no Reino Unido.