Categoria: Dicas de Imigração

residência definitiva no Reino Unido

Visto inicial para imigrantes no Reino Unido terá validade de apenas 30 dias e residência biométrica deverá ser coletada em até 10 dias após chegada no país

O cartão de residência (biometric residence permit ou BRP) é uma autorização de residência que contém detalhes biográficos de um imigrante (nome, data e local de nascimento) e de informação biométrica (imagem facial e impressões digitais), e mostra seu status de imigração e direitos enquanto permanecer no Reino Unido. Autorizações de residência biométricos são emitidos para cidadãos estrangeiros fora da União Europeia, concedendo autorização de entrada no Reino Unido por mais de seis meses.

Se você for bem-sucedido em seu pedido de autorização de entrada no Reino Unido por mais de seis meses, você vai receber uma autorização de residência biométrica no momento da chegada no Reino Unido.

Primeiramente, aos solicitantes aprovados, será emitido um visto no passaporte, que é válido por 30 dias a partir da data que foi indicada como a data de viagem prevista no pedido de visto. É uma prova única de sua permissão para entrar no Reino Unido e lhe permitirá viajar para lá. Se você não viajar para o Reino Unido dentro deste período de 30 dias, o seu visto irá expirar e você precisará solicitar outro visto de 30 dias e terá de pagar uma taxa para isso.

Suas condições de permanencer no Reino Unido estão contidos no seu cartão de residência biométrico, que você deve recolher na sua chegada ao Reino Unido. Você deve recolher o seu título de residência biométrica dentro de 10 dias da chegada ao Reino Unido no Post Office indicado na sua carta do Consulado.

A data a partir da qual a autorização biométrica está disponível para coleta é baseada na data que você indicou como sua data de viagem prevista, em seu pedido de visto.

Quando você ir ao Post Office para recolher o seu título de residência biométrica você deve levar o passaporte ou documento de viagem que contém o seu visto de 30 dias. Você também deve levar a sua carta de decisão do Consulado com você, se possível, pois vai ajudar a equipe do Post Office a localizar o seu BRP rapidamente. Se você não levar seu passaporte ou documento de viagem você não será capaz de recolher o seu BRP.

Quando recebê-lo, certifique-se que todas as informações estão corretas. Se você é elegível para trabalhar no Reino Unido, é altamente recomendável coletar o seu BRP antes de começar a trabalhar.

Se quiser viajar, você deve levar esse cartão. Existe a possibilidade de você ter de mostrar esta autorização a um oficial de imigração na fronteira quando você deixar o Reino Unido. Você também terá de mostrá-lo, bem como o seu passaporte ou documento de viagem, antes de iniciar sua viagem de volta, e novamente quando você voltar ao Unido. A autorização prova que você tem permissão para retornar ao Reino Unido, mas não pode ser usado em substituição a um passaporte ou documento de viagem.

filhos nascidos ou criados no Reino Unido

Imigrantes ilegais com filhos nascidos ou criados no Reino Unido

Uma dúvida muito comum entre os estrangeiros no Reino Unido é sobre nascimento de criança no país e o direito ao passaporte britânico quando os pais são ilegais. E, então, o que acontece? A criança tem direito à cidadania britânica? Os pais podem se regularizar?

Outra questão frequente é quando a criança é nascida no exterior, mas criada no Reino Unido, com pais também em situação ilegal no país.

Segundo Humberto Ferrarini, gerente de imigração da LondonHelp4U, as situações abaixo poderiam dar direito à criança e aos pais a residir legalmente no Reino Unido:

  1. A criança deve ter nascido no Reino Unido e ter residido continuamente por 10 anos, o que daria direito ao pedido de registro como cidadão britânico e, posteriormente, o passaporte britânico 
  2. A criança deve possuir menos de 18 anos de idade e ter vivido continuamente no Reino Unido por pelo menos 7 anos 
  3. A criança, e somente a criança, deve possuir passaporte europeu e os pais não 
  4. O filho deve possuir entre 18 e 25 anos de idade e ter vivido metade da sua vida continuamente no Reino Unido e, em algumas situações, este direito pode se estender aos pais 
  5. Ainda que a criança ou o adulto não tenham residido por 20 anos no Reino Unido, caso demonstrem que obstáculos significantes prejudicariam a integração no seu país de origem ou naquele que teriam de retornar, seria possível continuar a residir em solo britânico, porém, a interpretação do Home Office para atingir os critérios acima são bem restritas, pois seria necessário demonstrar não possuir vínculo no país de origem (incluindo social, cultural ou familiar)

Lembrando que um profissional especializado é essencial para que a solicitação tenha sucesso. Conte com a LondonHelp4U!

Se quiser marcar consulta com o Dr. Humberto Ferrarini, Francine Mendonça ou qualquer outro dos nossos consultores de imigração, fale já conosco no 020 7636 8500 ou escreva-nos em info@londonhelp4u.co.uk.

fraudulentos se fingem do Home Office e tiram dinheiro de imigrantes

Não caia no golpe: fraudulentos se fingem do Home Office e tiram dinheiro de imigrantes por telefone

Caros leitores,

Recebemos aqui uma informação que pode ser do interesse de vocês e compartilhamos para que fiquem atentos e não caiam em fraudes.

Algumas pessoas no Reino Unido têm recebido ligações de indivíduos fingindo que são do Home Office e reiterando números de passaporte, de visto e inclusive números de celulares. Com essas informações, eles dizem às pessoas que estão investigando-as por serem ilegais no Reino Unido e, então, solicitam um boa quantia de dinheiro para “correr atrás disso”.

Infelizmente, muitas pessoas já caíram nessa fraude. E esta informação que estamos divulgando aqui é para previni-los disso.

Caso qualquer pessoa que se diga do Home Office ligue pedindo informações pessoais e especialmente dados de cartão para pagamento, recomendamos não fornecer a informação e procurar um especialista em imigração.

Ainda que o Home Office faça ligações, eles precisam se identificar, e por ser ligação, não confie se pedirem informações pessoais.

Qualquer atitude nesse sentido pode ser apenas um golpe para se beneficiar sem qualquer vínculo com o Home Office.

Caso tenha algum processo junto ao Home Office, procure um profissional especializado de imigração, como a LondonHelp4U, para se informar melhor se achar o caso suspeito antes de tomar qualquer atitude que lhe possa prejudicar não só financeiramente.

Ficamos à disposição!

Retenção de visto no Reino Unido

Retenção de visto no Reino Unido: em quais situações é possível

Se você sempre teve dúvidas sobre retenção de visto no Reino Unido, estamos aqui para responder a algumas questões frequentes!

Vamos explorar o assunto e explicar para você os casos mais comuns em que é possível que isso aconteça.

Divórcio

Se você reside no Reino Unido com visto de dependente de europeu, ou seja, porque você é casada(o) ou tem algum vínculo afetivo com um europeu, saiba o que fazer se houver separação ou divórcio e o que acontece com o seu visto.

Sendo assim, a pergunta é: o que acontece com os direitos do não-europeu de residir no Reino Unido em caso de separação de corpos, em que o casal continua residindo em solo britânico, separação ou divórcio?

Existem 2 regras importantes:

Se você estiver separado, mas não divorciado, e ambos residem no Reino Unido, você pode renovar o seu visto ou solicitá-lo como casados ou obter a sua residência permanente.

Se você estiver divorciado, você pode reter o seu visto baseado no seu divórcio. Para isso, o seu casamento deve ter durado, no mínimo, 3 anos, residido no Reino Unido por 1 ano e, na data do divórcio, o europeu deveria estar economicamente ativo no país.

Em muitas situações, o visto pode ser solicitado, ainda que o seu ex-parceiro não tenha intenção de ajudá-lo na situação do divórcio que explicamos, como, por exemplo, fornecer documentos que o europeu estava trabalhando na data do divórcio.

Morte

Sim, também é possível reter o visto com base em morte. Nós vamos explicar melhor.

Para fazer a solicitação nesse caso, o não-europeu deve ter residido no Reino Unido com o europeu por pelo menos 1 ano e ele deveria estar trabalhando em solo britânico na época do falecimento.

Vale lembrar que fortaleceria o pedido do visto se o não-europeu estivesse trabalhando no Reino Unido também.

Descendente direto do europeu estudante no Reino Unido

Essa situação se dá quando a mãe ou pai não-europeu(ia) possui um filho(a) com um cidadão europeu e ele está estudando no Reino Unido, ainda que não possua a cidadania europeia.

Caso o europeu saia do Reino Unido, a criança tem o direito de reter a residência, desde que, no momento em que saiu, o europeu estava trabalhando em solo britânico.

Nesse caso, para que a criança possa continuar os estudos, é possível reter o direito de residência e também do adulto responsável por ela.

Vítima de violência doméstica

Funciona em caso do não-europeu sofrer violência doméstica pelo europeu durante a constância do relacionamento.

Para evitar os abusos, pode-se requerer o visto baseado na violência doméstica.

Mas o mais importante: é essencial evidenciar a violência com o maior número de provas possíveis. Ou seja, é necessário entrar em contato com a polícia e fazer os relatos.

Lembrando que, dificuldades podem existir para obter as documentações necessárias. Nesse caso, consultores de imigração com experiência podem fazer a diferença para o sucesso na obtenção do seu visto.

Ficou com dúvidas? Fale conosco no 020 7636 8500 (Reino Unido) ou no (11) 3283-0906 (Brasil), escreva-nos no info@londonhelp4u.co.uk ou preencha qualquer um dos formulários em nosso site. Será um prazer ajudá-lo!

diferença entre o visto de estudante no Reino Unido

Entenda a diferença entre o visto de estudante no Reino Unido como visitante e o visto de estudante Tier 4

Quer saber mais sobre visto de estudante no Reino Unido?

Sem dúvida, o sonho de muitos é estudar no Reino Unido, em especial a Inglaterra. Se for Londres, melhor ainda, certo?

Mas a gente também sabe que essas questões de visto são uma confusão na cabeça da maioria das pessoas. Como bons especialistas, a LondonHelp4U vai explicar direito como funciona o visto de estudante no Reino Unido, que pode ser o visto de estudante como visitante (Student Visitor) ou o Tier 4 e qual é a melhor opção que você pode fazer. Vamos lá!

Student Visitor – Visto de Estudante no Reino Unido como Visitante

Basicamente, é o mais comum de todos e o mais simples. Veja as suas exigências:

– apenas para cursos que não exigem comprovação de nível mínimo de inglês, ou seja, cursos gerais de inglês

– cursos com duração de, no máximo, 11 meses

– é necessário a carta da escola com a matrícula no curso

– comprovar recursos financeiros (se a cidade escolhida for Londres, precisa demonstrar £1,020 mensais e se for outra do Reino Unido é necessário £820 mensais), que precisam estar na conta do requerente por no mínimo 3 meses antes da solicitação, lembrando que, quanto maior o período que o dinheiro estiver disponível, melhor, e qualquer pessoa com a intenção de desenvolver o potencial do solicitante pode patrocinar essa quantia, como os pais, vôs, família, empresa etc.

Se a sua intenção é permanecer no Reino Unido entre 6 e 11 meses, você deve requerer seu visto antes de viajar. Se o seu curso tiver duração de até 6 meses, você pode receber seu visto no aeroporto, mas você deve ter a carta de matrícula da escola antes de chegar do mesmo jeito.

Além dessas exigências básicas, é essencial mostrar intenção de retornar ao país de origem após o período de estudos como, por exemplo, mostrar que vai continuar a trabalhar no país de origem ou mesmo estudar, e comprovar vínculos familiares e profissionais.

Lembrando que sua solicitação de visto deve ser feita pessoalmente no Consulado Britânico do seu país de origem.

Agora, há também uma nova exigência: estudantes devem pagar £150 para o Home Office para usufruir do NHS, serviço de saúde pública do Reino Unido, antes de submeter a solicitação do visto.

Se você quiser estender seu visto, você não pode fazer isso em território britânico e deve voltar ao seu país de origem novamente.

E trabalhar, pode?

Não, com o Student Visitor você não tem permissão de trabalho no Reino Unido.

Tier 4

Vamos falar agora do Tier 4, o visto de estudante no Reino Unido.

Para estudar no Reino Unido, e caso tenha intenção de estudar em cursos com duração superior a 11 meses, você deve solicitar o visto Tier 4 e precisa cumprir algumas condições, que são:

– ter uma oferta para fazer um curso numa instituição de ensino reconhecida pela Agência de Imigração do Reino Unido (UK Border Agency)

– ter dinheiro suficiente para se manter durante o curso

Até aí tudo certo, fácil de entender. Mas agora vamos entrar no assunto dos pontos. Mas como assim? Veja só:

Para requerer um visto nessa categoria, o estudante deve atingir 40 pontos, que são divididos assim:

30 pontos, que você ganha com o “visa letter” que contém o nº do CAS.
O nº do CAS é número eletrônico com a comprovação de matrícula em instituição de ensino licenciada pela Agência de Imigração do Reino Unido (UK Border Agency), onde deve constar que o estudante possui o nível mínimo de inglês B1 para o General English e B2 para cursos de graduação, pós-graduação e MBA e a certificação deve ter sido expedida pelo IELTS, que, atualmente, é a única reconhecida pelo Home Office para pessoas que fazem a solicitação de visto pelo Brasil.

Em casos de universidades, algumas podem fazer o teste próprio para aceitação do estudante sem a necessidade do IELTS, isso porque a elas são permitido verificar o nível de inglês do estudante antes de começar o curso.

10 pontos, que você ganha comprovando recursos financeiros.

Candidatos ao Tier 4 deverão comprovar que possuem recursos financeiros para os custos de sua estadia no Reino Unido, sem a necessidade de recorrer à ajuda de terceiros ou de trabalhar no País. E esse dinheiro só pode ser proveniente do próprio estudante ou dos pais dele.

Segundo estipulado pela Agência de Imigração do Reino Unido (UK Border Agency), a quantia necessária é de £1,020 mensais para quem pretende estudar em Londres e £820 mensais para quem optar por outra cidade. Solicitantes cujo curso tem duração de mais de nove meses devem apresentar apenas o total de £9,180 em conta, ainda que o curso seja superior a 9 meses.

Este montante deve estar disponível em conta corrente do próprio estudante ou dos pais com no mínimo 30 dias de antecedência à solicitação.

Para o Tier 4, o importante é apenas informar por que você está fazendo o curso e como ele vai aprimorar sua carreira e as prospectivas que você tem com esse objetivo.

Para os solicitantes, também há a nova exigência do pagamento de £150 para o Home Office para usufruir do NHS, serviço de saúde pública do Reino Unido, antes de submeter a solicitação do visto.

A grande diferença do Tier 4 é que você pode extendê-lo dentro do território britânico, sem precisar voltar ao Brasil.

Lembrando que sua solicitação de visto deve ser feita pessoalmente no Consulado Britânico do seu país de origem ou dentro do Reino Unido, se você já tiver algum outro visto de permanência em solo britânico.

E trabalhar, pode?

Depende do curso. Se for um curso a nível de graduação, com o Tier 4 você tem permissão de trabalho no Reino Unido de até 20 horas semanais e 40 horas semanais durante as férias escolares.

Quem vem para fazer cursos de inglês ou qualquer outro que não seja de universidade, não tem permissão de trabalho.

Esperamos ter esclarecido todas as suas dúvidas!

A LondonHelp4U trabalha há 14 anos com vistos para o Reino Unido e está com as portas abertas para te receber e tirar suas dúvidas a respeito deste e de qualquer outro visto.

Fale conosco no info@londonhelp4u.co.uk, ligue pra nossa agência no 020 7636 8500 ou preencha o formulário abaixo que retornaremos muito em breve a sua solicitação.