Gravidez na Inglaterra: como é feito o acompanhamento

Você já deve ter ouvido falar que o pré-natal e o parto na Inglaterra são diferentes do que no Brasil, mas calma, os profissionais são super bem preparados e não há motivos para temer. Vamos mostrar nesse post quais os primeiros passos e como você será acompanhada durante a gravidez. Quer saber mais como é feito o acompanhamento nessa fase? Então confira!

Descobri a gravidez e agora?

Primeiro passo após a descoberta da gravidez é comunicar o seu GP (general practitioner), isso é a clínica que você está registrada. Se por acaso você ainda não fez esse registro não há motivos para preocupação, você só precisa procurar uma clínica (surgery) perto do seu endereço e pedir o registro. Você deverá preencher um formulário, apresentar identidade e comprovante de residência.

Após comunicar a clínica da gravidez, será marcado um horário com a Midwife por volta da 8º semana de gestação.

Quem são as midwives?

As midwives ou em português parteiras/ enfermeira obstétrica são profissionais capacitadas para cuidar da mulher e do bebê durante a gestação e também no parto e pós, entretanto elas não realizam cirurgias e nesses casos, apenas os médicos.

Como são realizadas as consultas e exames

Logo na primeira consulta com a midwife você receberá um livro verde que ficará registrado todo seu histórico. Esse livro precisará ser levado sempre em todas as consultas e exames até o dia do parto. Todo o acompanhamento será feito pela midwife, somente em caso de alto risco que será acompanhada por médico.

As consultas são em semanas já pré-definidas, que pode mudar se for primeira gestação ou não. A midwife irá te examinar além de pedir outros exames como também é feito no Brasil. Você também terá direito ao ultrassom na semana na 12º e 20º semanas ou quando considerarem necessário.

Durante as consultas também será discutido sobre o parto e hospital. Após o nascimento o acompanhamento continua até o 3º mês por uma Health Visitor (assistente social) para checar se a mãe passa bem e como está o desenvolvimento do bebê.

Uma dica importante: todas as gestantes e mães de bebês até 1 ano tem tratamento odontológico gratuito.

Por Rebeca Canivezo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *