Minuto Legal: Os britânicos podem pagar por um visto obrigatório para viajar para os países da UE

Os britânicos podem pagar por um visto obrigatório para viajar para os países da UE

Um projeto da Comissão Europeia propõe que o Reino Unido seja colocada em uma lista de visto exigido ou isento de visto. Martin Selmayr, funcionário da Comissão Européia, afirmou na semana passada que a UE tem que decidir se os cidadãos britânicos precisariam de vistos depois do Brexit. Se a Grã-Bretanha for colocada na lista de visto obrigatório, os viajantes podem ser cobrados £ 52 por um visto para uma estadia curta de 90 dias ou em qualquer período de 180 dias. Alternativamente, se a Grã-Bretanha for colocada na lista “isenta de visto”, os cidadãos do Reino Unido não precisarão de visto. As informações são de Standard.

Reino Unido pede que médicos e enfermeiros solicitem vistos

Depois de aumentar a pressão, o governo do Reino Unido anunciou planos para isentar médicos e enfermeiras de um limite no número de vistos disponíveis para trabalhadores qualificados para entrar no Reino Unido de um país que não faz parte da União Européia (UE).

Crianças imigrantes: o protesto global sobre as divisões nas fronteiras dos EUA

Theresa May descreveu a política de Donald Trump de separar as crianças imigrantes de suas famílias como profundamente perturbadoras e erradas, mas defendeu sua decisão de receber o presidente dos EUA na Grã-Bretanha no próximo mês.

O papa Francisco disse que apoia os bispos católicos dos EUA que disseram que era “imoral”. O Congresso controlado pelos republicanos está sob pressão para que o presidente Donald Trump mude sua política. As informações são da BBC.

Americanos acreditam que a imigração é boa para o EUA

A maioria dos americanos apóia a imigração e não acredita que ela deva ser reduzida, mesmo com Donald Trump promulgando as políticas duras ao longo da fronteira EUA-México. Mais americanos vêem a imigração como um aspecto positivo da sociedade, com quase 75% dos entrevistados dizendo que é “uma coisa boa para este país hoje”. Esse número é o mais alto desde o ano 2001. As informações são do Independent.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *