Brasileiros poderão fazer registro para ter entrada facilitada no Reino Unido

O governo britânico anunciou uma expansão do programa “Registered Traveller Service”, um registro para viajantes que visitam o Reino Unido com frequência.

Os brasileiros agora também podem se tornar membros do programa. A nova lista de países aceitos inclui Argentina, Belize, Brunei, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Israel, Malásia, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai e Uruguai.

Para poder se candidatar é necessário ter mais de 18 anos, ter um visto do Reino Unido ou então ter visitado o país pelo menos 4 vezes nos últimos 2 anos.  O custo da candidatura é de £70 para poder utilizar o serviço por um ano. Caso a aplicação seja negada, será reembolsado o valor de £50.

Aqueles que tiverem sua candidatura aprovada pelo UK Border Force, poderão utilizar os eGates nos aeroportos cadastrados, caso tenham o passaporte com chip. Os mesmos também poderão passar pelos portões de entrada reservados para cidadãos britânicos e europeus. Além de não ter que esperar na fila dos não-europeus, também não será necessário passar pela entrevista com o agente de imigração.

As regras valem para os aeroportos de Heathrow, Gatwick, Manchester, Stansted, Luton, Edinburgh, Birmingham, Glasgow, East Midlands e London City.

Deirdre Wells, presidente da associação de turismo UKinbound, comentou a expansão do programa. “É bom dar as boas-vindas para mais 16 países, incluindo importantes mercados na América do Sul. O turismo nesses países cresceu exponencialmente nos últimos anos e esse anúncio é um sinal claro de que Reino Unido continuará sendo um grande destino na era pós-Brexit”, declarou Deirdre.

Aqueles que desejarem continuar com o serviço após um ano, deverão pagar uma taxa de renovação de £50. Para atualizar as informações do seu passaporte, caso tenha renovado, o custo é de £20.

A aplicação pode ser feita online através do site do Gov UK.

.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *