Brasileiros precisarão de cadastro para poder entrar na Europa

Um projeto do Parlamento Europeu que pode entrar em vigor em breve, indica que brasileiros que desejarem visitar a Europa, deverão realizar um cadastro para terem acesso aos países que compõe o Espaço de Schengen.

A informação foi dada nessa última quarta-feira,  14 de setembro, pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. A proposta visa que o bloco comece a registrar os turistas que entrarem em suas fronteiras, incluindo os brasileiros.

O objetivo da nova medida é o combate ao terrorismo, após os ataques de Paris, Bruxelas e Nice. E também por conta da grave crise migratória por que passa a Europa, a pior desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

“Quando uma pessoa entrar na UE, ela será registrada, assim como lugar, data e motivo da viagem. Esse novo sistema automatizado nos dirá quem está autorizado a transitar pela UE antes que ela chegue na UE”, disse Juncker, durante uma sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo, na França.

Os turistas deverão preencher um questionário online com todas as informações referentes a viagem e enviá-lo em até 72 horas antes de embarcar. O modelo é similar ao adotado pelos Estados Unidos.

Batizado de Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias, na sigla em inglês), o projeto valerá para todos os cidadãos extracomunitários que não precisam de visto para entrar no Espaço Schengen – área de livre circulação de pessoas dentro do bloco – incluindo brasileiros.

Se for verificado que o viajante colocará a segurança do bloco em risco, o mesmo pode ter a sua entrada impedida.

Até o momento, não foi mencionada nenhuma taxa a respeito do cadastro online, mas especula-se
que a União Europeia passará a cobrar 50 euros (R$ 186) para cada extracomunitário que entrar em suas fronteiras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *