Category: Immigration Tips

pessoas com intenção de estudos no Reino Unido

Imigração: o que muda para pessoas com intenção de estudos no Reino Unido

O Home Office está sempre anunciando novas medidas para imigrantes no Reino Unido. Se você vem para o Reino Unido com intenção de estudo, vale a pena ficar atento e se informar!

ANTIGAS/ATUAIS LEIS MUDANÇAS DAS LEIS A PARTIR DE
Dinheiro para se manter no país

O dinheiro que você precisa em meses

Em Londres – £ 1020

Fora de Londres – £820

–          Até 11/11/2015

Primeiro curso – Até 9 meses

Extensão do curso no Reino Unido se você frequentou corretamente as aulas (curso anterior deve ter sido com duração superior a 6 meses)

Você precisa apenas de 2 meses de despesas para viver

A partir de 12/11/2015

Em Londres – £1265

Fora de Londres – £1015

A partir de 12/11/2015

–          Montante não reduzido

–          Precisa mostrar 9 meses

Limite do tempo no Reino Unido como estudante com Tier 4 Até 3 anos em cursos abaixo do nível de graduação

Até 5 anos em cursos de nível de graduação ou acima

A partir de 03/08/2015

Até 2 anos quando em cursos abaixo do nível de graduação

Até 5 anos quando em cursos acima do nível de graduação

Direito de trabalho Abaixo do nível de graduação

– Sem direito a trabalho

A menos que esteja estudando com instituição definida pelo Home Office que permite trabalho nessas condições

Nível de graduação ou acima – Permitido trabalhar 20 horas por semana
Extensão do visto Tier 4 no Reino Unido Possível estender o visto Tier 4 dentro do Reino Unido antes de 10/08/2015 A partir de 10/08/2015

–          Pode estender seu curso dentro do Reino Unido se o novo curso representa progressão acadêmica do curso anterior

–          Se você não completou o primeiro curso, você precisa solicitar o visto for a do Reino Unido para iniciar um novo curso

Estender o visto para uma nova categoria com o Tier 4

Ex.: Tier 4 para Tier 1 Empreendedor

Poderia mudar de categoria dentro do Reino Unido Precisa deixar o Reino Unido e solicitar do exterior para o Tier 2 e o Tier 1 Empreendedor
Estudantes universitários que querem estender seus estudos no mesmo nível acadêmico Antes de 03/08/2015

Era possível estender

Apenas se o curso está relacionado com o curso anterior e a universidade confirma que o curso apoia as aspirações genuínas do estudante para estender o visto
Período que o visto é concecido Duração do curso + 4 meses se o curso for de 12 meses ou acima

Duração do curso + 2 meses entre 6 a 12 meses

Duração do curso mais 1 semana para cursos com duração inferior a 6 meses

Vistos baseado na duração do curso + intenção de viajar ao país de origem depois do curso
Benefícios no Reino Unido: quais são e como é possível obtê-los

Benefícios no Reino Unido: quais são e como é possível obtê-los

É oportuno informar a quem se encontra em situações de dificuldade quais os direitos que se tem no Reino Unido.

Em linha geral, um cidadão europeu que se transfere em um estado membro, onde não possui a cidadania, tem o direito de ser tratado como um cidadão daquele estado. No entanto, o estado hóspede pode exclui-lo do acesso aos subsídios nos primeiros três meses de residência, assim como não concender empréstimos ou bolsas de estudos nos primeiros cinco anos de residência.

QUAIS SÃO

O sistema de benefits é articulado e os principais subsídios são:

Para quem está em busca de trabalhoJobseeker’s Allowance (JSA), Income Support;
Para casa: Housing benefits, Council Tax Reduction;
Para os filhos: Child benefitsChild Tax Credit;
Gravidez/MaternidadeMaternity Allowance, Parent’s Learning Allowance, Childcare Grant;
Deficiência Física: Disability Living Allowance, Carer’s Allowance/Credit, Blind Person’s Allowance, Employment and Support Allowance (ESA).

COMO OBTÊ-LOS

Frequentemente os cidadãos europeus devem obter o “Habitual Residence Test”, que demonstra o direito de residir no Reino Unido e a intenção de estabilizar-se no país.

Trabalhadores autônomos/subordinados são excluídos desse teste. Desde 2014, os jobseekers, ou seja, pessoas que estão em busca de um trabalho, nos primeiros 3 meses de permanência, não podem obter o JSA, Child Benefits e o Child Tax Credit. Mas podem ser requeridas em alguns casos (filhos dependentes, renda abaixo da média e presença de alguma deficiência).

Para obtê-los, não existe um único procedimento, mas todos exigem uma compilação de formulários, que podem ser obtidos no site www.gov.uk. Para informações, iniciar procedimentos e até manter os benefícios, é importante lembrar que existem o Job Centre Plus, o Council e vários outros escritórios.

 

VALOR MÁXIMO DE UM BENEFÍCIO

No total, não se pode receber mais de £500 em benefícios por semana se se está em casal (com ou sem filho) ou pais solteiros que vivem com os filhos, enquanto o teto é de £350 por semana por adulto sozinho sem filhos.

COMO E QUANDO SÃO PAGOS

Em geral, são pagos na conta corrente a cada 4 semana (2 para o JSA).

 

Fonte: Londra da Vivere

O que você não pode levar em uma viagem ao Reino Unido

O que você não pode levar em uma viagem ao Reino Unido

Está preparando as malas para chegar ao Reino Unido e tem dúvidas se alguns itens que escolheu serão aceitos na imigração? Então confira abaixo e organize-se!

Bens proibidos e restritos

Existem alguns produtos que você não pode trazer para o Reino Unido – que serão apreendidos pelos serviços aduaneiros.

Esses incluem:

Drogas ilegais

Armas ofensivas, por exemplo, facas

Sprays de auto-defesa, por exemplo, spray de pimenta e gás

Espécies animais e vegetais ameaçadas

Diamantes em bruto

Materiais obscenos e indecentes

Importações pessoais de carne e produtos lácteos da maioria dos países não pertencentes à União Europeia

Algumas mercadorias são restritas – como armas de fogo, explosivos e munições. Você precisa de uma licença especial para trazê-los para o Reino Unido.

Alguns produtos alimentares e vegetais também são restritas se eles:

Não estão livres de pragas e doenças

Não são para uso próprio

Não foram cultivados na União Europeia

Se você trazer mercadorias suspeitas de violarem direitos de propriedade intelectual (por exemplo, cópias ‘piratas’ de filmes ou música) podem ser apreendidos e você poderia ser processado.

Quer solicitar sua naturalização britânica

Teste de DNA pode ser solicitado para crianças que solicitarem o passaporte britânico pelo pai

A partir de 10 de setembro de 2015, para solicitações de passaporte britânico para crianças por parte do pai, o Home Office pode requerer o teste de DNA do pai e da criança que constam na certidão de nascimento. Isso significa que apenas o nome do pai na certidão de nascimento não será mais evidência suficiente, a critério do Home Office, para confirmar a legitimidade de ser pai da criança a fim de requerer a cidadania.

A mudança é introduzida pela British Nationality (Proof of Paternity) (Amendment) Regulations 2015, que corrige e atualiza a the British Nationality (Proof of Paternity) Regulations 2006.

IMPORTANTE: as mudanças só terão efeito para certidões de nascimento emitidas após o dia 10 de setembro de 2015. A alteração não afeta filhos ou pais onde a certidão de nascimento foi emitida antes de 10 de setembro de 2015.

retenção de visto baseado em divórcio

Imigração britânica muda exigências em caso de retenção de visto baseado em divórcio

Se você reside no Reino Unido com visto de dependente de europeu, ou seja, porque você é casada(o) ou tem algum vínculo afetivo com um europeu, saiba que, em caso de separação ou divórcio, você tem possibilidades de continuar morando no Reino Unido sem problemas, ou seja, fazer a retenção de visto baseado em divórcio.

Como já falamos em nosso blog anteriormente, existem 2 regras importantes para que o estrangeiro consiga permanecer legalmente em solo britânico em caso de divórcio, que são:

– O seu casamento deve ter durado, no mínimo, 3 anos, você deve ter residido no Reino Unido por 1 ano pelo menos e, na data do divórcio, você e o europeu deveriam estar economicamente ativo no país, ou seja, trabalhando.

Se você atende a esses requesitos, você tem grandes chances de poder continuar morando no Reino Unido.

Mas temos novidades. A grande mudança anunciada pelo Home Office recentemente é que eles só consideram os três anos de casado antes da protocolocação do divórcio, e não contando com o período que o divórcio demorou para sair.

Por exemplo, antes, as pessoas que davam entrada no divórcio com 2 anos e meio de casamento e obtinham o divórcio decretado em 6 meses – o que completaria 3 anos de casado – podiam dar entrada na retenção do visto. Agora o Home Office só considerará a possibilidade da retenção do visto se a pessoa der entrada no divórcio já com 3 anos de casado.

Existe também a situação onde a pessoa dá entrada/protocola o divórcio após os 3 anos de casamento e o europeu vai embora do Reino Unido.

Agora, você só precisará demonstrar que ele estava trabalhando no país na data do protocolo do divórcio. Isso faz com que, se o divórcio demorar a sair e o europeu já tenha saído do Reino Unido durante esse período, dificultando obter documentos, você ainda possa conseguir o seu visto já que, a partir de agora, conta-se a data do protocolo da petição de divórcio para retenção do visto e não mais a de quando o divórcio é finalizado, como sempre foi.

Muito importante saber que, em muitas situações, o visto pode ser solicitado, ainda que o seu ex-parceiro não tenha intenção de ajudá-lo na situação do divórcio que explicamos, como, por exemplo, fornecer documentos que ele estava trabalhando na data do divórcio.

Caso você tenha feito algo diferente do que escrevemos acima, procure um especialista em imigração para saber os seus direitos.