Governo britânico recolhe dados de passageiros que deixam o país

Desde abril de 2015 o governo britânico coleta informações com as companhias aeréas, ferroviárias e marítimas de todos os passageiros que deixam o Reino Unido. O objetivo é ter acesso a informações que confirmam a saída de uma pessoa do país. Até então, a verificação era feita apenas na entrada dos imigrantes no país.

Os controles funcionam em todos os aeroportos e portos do Reino Unido, além de determinadas estações de trem . As informações incluídas nos passaportes ou documentos de viagem dos passageiros que deixam o país em rotas internacionais são recolhidas. Entre as informações coletadas estão nome completo, nacionalidade, data de nascimento, gênero, número e país de emissão do documento de viagem.

Os dados são fornecidos ao Home Office, para ter a certeza de que cada pessoa que entrou no país saía na data certa, de acordo com o seu tipo de visto, evitando abusos de imigrantes. Os dados ajudam a identificar pessoas que tenham ultrapassado a data limite do seu visto e que estejam vivendo no Reino Unido ilegalmente.

Como funciona
A maioria das companhias aéreas fornece ao Home Office  informações dos passageiros (API), que são repassadas às mesmas pelos clientes ao reservar seus vôos.

Quando essas informações não são fornecidas – como em viagens de trem ou ferry – responsáveis pelas fronteiras verificam documentos de viagem, recolhem dados e  digitalizam passaportes.

Os dados então são transmitidos ao Home Office e as informações são processadas pelos  controles de imigração e segurança do Reino Unido.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *