Livre circulação de pessoas entre Europa e Reino Unido deve permanecer após o Brexit

O Reino Unido deve manter a livre circulação de cidadãos da União Europeia por um período após o Brexit segundo os jornais britânicos. De acordo com o “The Times”, Theresa May aceitou liberar o livre movimento de pessoas por dois anos a partir de março de 2019. Já o “The Guardian” afirma que a livre circulação deve permanecer até 2023.

Nessa semana foi realizada a segunda rodada de negociações do Brexit entre o Reino Unido e a Europa em Bruxelas, na Bélgica.

As conversas sobre a livre circulação foram enfatizadas depois da notícia de que os britânicos que vivem na Europa poderiam perder o direito de se mudar de um país europeu para outro após o Brexit, a menos que a Grã-Bretanha fizesse uma oferta recíproca. Uma fonte do Reino Unido próxima das negociações disse que houve acordo em quase 50% das questões de direitos dos cidadãos, mas disse que ainda existem muitas divergências.

O período de transição da livre circulação também seria decisivo para evitar prejuízo nos negócios. “Nossa pesquisa mostra um apoio claro entre a comunidade empresarial do Reino Unido para chegar a um acordo abrangente com a UE e por um período de transição que impedirá as empresas enfrentarem mudanças bruscas nos negócios”, disse Francis Martin, da Câmera de Comércio Britânica.

Não houve uma resposta oficial do gabinete de Theresa May sobre o futuro  da livre circulação de pessoas entre Europa e Reino Unido. Porém, em conversas com líderes empresarias, a primeira-ministra disse que apóia um período de transição. “A primeira-ministra reiterou que o objetivo geral do governo é uma saída suave e ordenada”, disse um porta-voz da Downing Street.

Michael Barnier, negociador da Europa para o Brexit, disse que após 4 dias de negociações, existem “divergências fundamentais” entre a União Europeia e o Reino Unido.  Barnier disse que o governo britânico ainda não conseguiu oferecer acordos suficientes nos futuros direitos dos cidadãos.

Entre as insistências da Europa, está que os cidadãos europeus no Reino Unido continuem sob a jurisdição do Tribunal de Justiça Europeu e não pelos Tribunais Britânicos, como propõe a Grã-Bretanha. “Os cidadãos devem ser capazes de identificar a segurança jurídica que eles precisam para suas vidas do dia-a-dia”, declarou Barnier.

Seus Direitos
Se você é cidadão europeu e vive no Reino Unido, garanta seus direitos e faça seu visto de residência. Para saber mais informações, entre em contato conosco. A LondonHelp4U tem 16 anos de experiência em vistos e cidadanias para o Reino Unido. Ligue 020 7636 8500, Whatsapp + 44 789176 4830 ou mande um email info@londonhelp4u.co.uk. Nosso profissionais terão prazer em ajudá-lo.

*foto The Independent

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *