Minuto Legal: eleições no Reino Unido e Brexit em destaque

O resultado das eleições no Reino Unido é o destaque do Minuto Legal da LondonHelp4U. Confira

Resultado das eleições no Reino Unido termina indefinido

O resultado das eleições no Reino Unido deixou o país sem um vencedor definido. Apesar de ter obtido a maioria dos postos no Parlamento (318), o Partido Conservador perdeu postos, 12 no total, e não conseguiu atingir o número de 326 que seria o mínimo exigido para que um partido tenha a marioria na Camara dos Comuns. Do outro lado, o partido Trabalhista conquistou 24 lugares a mais no Parlamento e obteve um total de 261 postos. Num cenário como esse, é possível que o partido Trabalhista forme um governo com o apoio de outros partidos. Tanto Theresa May, do Partido Conservador, quanto Jeremy Corbyn, lider do Partido Trabalhista, estão dispostos a tentar conquistar o governo. Saiba mais aqui.

Partido Trabalhador ganha postos do Conservador em Londres
O Partido Trabalhista tirou três deputados Conservadores dos assentos de Londres, das áreas de Battersea, Croydon Central e Enfield Southgate. As regiões centrais da cidade elegeram em sua maioria deputados do Partido Trabalhador, com exceções de Chelsea & Fulham, Putney, Richmond Park e Wimbledon.  “Eu estou muito satisfeito com o apoio de Londres nessas eleições”, declarou Jeremy Corbyn, que venceu na sua constituinte em Islington North.

Líderes europeus acreditam que resultado das eleições pode atrasar Brexit
Donald Tusk, líder do Conselho Europeu, lembrou que embora o início das negociações do Brexit tenha sido adiado, o acionamento do artigo 50 do Tratado de Lisboa foi feito em março, o que indica que as negociações devem ser concluídas até março de 2019. “Nós não sabemos quando as conversas sobre o Brexit vão começar, mas sabemos quando deverm terminar”. Um porta-voz da Comissão Européia disse que “é de interesse de todos que essas negociações possam agora começar o mais rápido possível”. “Nós estamos prontos e esperando”.

 

Brexit pode provocar escassez de profissionais da indústria criativa
Um novo estudo publicado pela Creative Industries Federation aponta que se o governo do Reino Unido impor controles de imigração mais rigorosos após a Brexit, isso poderá significar um desastre para o setor de design de Londres.  A organização alega que limitar o número de trabalhadores que entram no Reino Unido causará uma grande escassez de competências para as indústrias criativas do Reino Unido, que descreve como “a parte mais rápida da economia britânica”. “Garantir o talento é o maior desafio que o setor criativo enfrenta hoje e restringir a imigração tornará isso ainda mais difícil”, diz John Kampfner, diretor do Creative Industrie Federation.

Trump cria tribunal para imigrantes em centro de detenção
O Centro de Detenção LaSalle, em Louisiana nos EUA, desde março deste ano realizou a remoção de centenas de imigrantes. De acordo com o “The Guardian”, no centro foi criada uma “corte”, tribunal que julga os imigrantes que ali chegam. O La Salle faz parte das tentativas de Donald Trump de acelerar as deportações expandindo amplamente os poderes da lei federal de imigração e priorizando grupos mais vulneráveis de imigrantes detidos. O escritório do departamento de justiça imigração (EOIR) rejeitou responder ao jornal uma lista de perguntas detalhadas sobre o novo tribunal.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *