Minuto legal: Home Office anunciou aumento nas taxas de saúde para imigrantes com visto

O Home Office anunciou aumento da Immigration Health Surcharge (IHS), que é o pagamento de taxa que permite que qualquer pessoa no Reino Unido com visto de trabalho, estudo ou família por mais de 6 meses acesse os serviços do NHS da mesma forma que os cidadãos do Reino Unido. As propostas prevêem que um aumento de £ 200 para £ 400 por ano para os cidadãos não pertencentes à UE. O aumento está previsto para entrar em vigor em dezembro de 2018, sujeito à aprovação do Parlamento.

Sadiq Khan diz que acordo do Brexit prejudicará o Reino Unido e o resto da Europa

Sadiq Khan, afirmou antes de reunião com o negociador-chefe da UE em Bruxelas, Michel Barnier, que iria informá-lo que os empregos perdidos pela cidade de Londres provavelmente sairiam da Europa para Nova York, Cingapura e Hong Kong, e não para outro país Europeu.

Segundo ele, é hora de o parlamento “confiar no povo britânico”, oferecendo um segundo referendo sobre os termos da saída do Reino Unido. As informações são do The Guardian.

Brexit sem acordo pode travar vôos entre o Reino Unido e a Espanha

O número de vôos entre o Reino Unido e a Espanha pode cair 95% se nenhum acordo do Brexit for realizado, alertou o órgão de comércio global da indústria de viagens aéreas.

As viagens de turistas, negócios e cargas serão afetadas significativamente em um cenário de “não acordo”, conforme relatório elaborado pela Associação Internacional de Transporte Aéreo, que representa 290 companhias aéreas em todo o mundo. As informações são do The Guardian.

May oferece aos cidadãos da UE o direito vitalício de permanecer na Grã-Bretanha em troca de livre circulação para expatriados

O Reino Unido havia definido que europeus no Reino Unido poderiam perder seus direitos se deixarem o país por mais de dois anos, enquanto que Bruxelas iria dar aos britânicos apenas o direito de residência para o país em que estão morando no dia da saída. Com a sugestão da nova proposta de Theresa May, O membro da UE, Guy Verhofstadt, pediu ao chefe do Conselho da UE, Donald Tusk, para aceitar a oferta do Reino Unido como o melhor resultado para os cidadãos de ambos os lados. As informações são do The Sun.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *