Minuto Legal: reportagem revela abuso e agressão em centro de remoção de imigrantes no Reino Unido

O Brexit continua em destaque após mais uma rodada de negociações em Bruxelas. E um programa da BBC causa polêmica ao revelar “caos” em centro de detenção de imigrantes do Reino Unido. Confira essa e outras notícias no Minuto Legal da Londonhelp4U.

Negociador da Europa diz que postura do Reino Unido para o Brexit é “pouco realista”
Michel Barnier, principal negociador da União Europeia para o Brexit, fez um duro discurso a respeito da postura do Reino Unido nas negociações. Segundo ele, a abordagem do Reino Unido para o Brexit é “nostálgica, pouco realista e prejudicada pela falta de confiança”. O discurso veio após a terceira rodada de negociações realizada em Bruxelas. Michel Barnier estava preocupado a solução financeira, os direitos dos cidadãos e as esperanças de acesso futuro ao mercado único do Reino Unido.  Ele disse que algumas das recentes propostas britânicas mostraram  pedidos para obterem os mesmos benefícios que já possuem na União Europeia, sem realmente fazer parte dela.  Barnier disse ter ficado impaciente com a abordagem britânica e queixou-se de que não havia “nenhum progresso decisivo”. A falta de progresso nas negociações também é expressada pelo parlamento europeu, que considera a abordagem do Reino Unido “intolerável” e afirmou que as negociações estavam sendo usadas pelo Partido Conservador para fins políticos.

Secretário do Reino Unido diz que não serão chantageados
Liam Fox, secretário internacional do Reino Unido, rebateu as críticas da Europa sobre o Brexit. Ele disse que a Grã-Bretanha não será “chantageada” para pagar uma dívida excessiva  de saída da União Europeia. Liam discursou em Tóquio, onde acampanhou Theresa May para uma viagem focada no comércio pós-Brexit.  “Eu acho que há frustração de que não conseguimos lidar com os problemas, que estamos presos nesta questão de separação e não conseguimos entender os assuntos que serão importantes a longo prazo para a prosperidade futura do Reino Unido e dos povos da Europa”, declarou ele.  Depois de uma série de conversações com o governo japonês, Theresa May garantiu um acordo formal com o Japão para ter um acordo comercial quando o Brexit for concluído.

Home Office pede desculpas após ameaçar cidadão britânico de deportação
O Home Office pediu desculpas por solicitar a um homem que nasceu e cresceu no Reino Unido para sair do país. Shane Ridge, de 21 anos, foi informado na semana passada de que ele não era um cidadão britânico e teria que “deixar o Reino Unido voluntariamente” ou enfrentar uma prisão ou uma multa. O Home Office admitiu o erro e disse que ele agora é “automaticamente um cidadão britânico”. A confusão aconteceu porque os pais de Ridge nunca se casaram e sua mãe nasceu na Austrália, embora tenha dupla cidadania britância e australiana.  “Quando o Sr. Ridge solicitou o direito de residência, não identificamos que sua avó materna era britânica e que, como resultado, sua mãe havia se estabelecido no Reino Unido no momento do nascimento”, declarou o Home Office em um comunicado. “O Home Office  agora reconhece que o Sr. Ridge é automaticamente um cidadão britânico. Nós falamos com o Sr. Ridge para pedir desculpas por este erro e o sofrimento causado”, disse o orgão britânico.

Programa da BBC registra abuso e agressões em centro de remoção de imigrantes em Londres
Nove membros da equipe de um centro de remoção de imigração perto do aeroporto de Gatwick foram suspensos após uma investigação secreta do programa Panorama da BBC. O programa diz que as imagens secretas gravadas em Brook House mostram os oficiais “zombando, abusando e agredindo” as pessoas que estão sendo mantidas lá. O programa, que será exibido na segunda-feira (4), usa imagens registradas dentro centro, que detém pessoas que serão deportadas do Reino Unido. De acordo com a atração, as cenas mostram “caos, incompetência e abuso”. A GS4, responsável pela segurança do centro, disse que está ciente das acusações e começou uma investigação sobre o caso. “Não há lugar para o tipo de conduta descrita”, disse a empresa. A Brook House abriga atualmente 508 homens – principalmente do Paquistão, Albânia, Nigéria, Afeganistão e Índia. De acordo com o Home Office, a maioria dos detidos aguardam ser deportados do Reino Unido.

Donald Trump quer acabar com programa de proteção a jovens imigrantes.
Donald Trump ainda não tomou uma decisão final sobre o destino de quase 800 mil jovens imigrantes sem documentos  que estão nos Estados Unidos.  Trump quer acabar com um programa estabelecido por Obama em 2012, que garante asilo para imigrantes que chegaram aos EUA antes de terem 16 anos de idade.  Na quinta-feira, um relatório da Fox News e da Reuters revelou que o presidente estava pronto para anunciar a eliminação progressiva do programa. Atualmente, através do programa, chamado de “Daca”, os jovens podem obter vistos temporários que os permite estudar e trabalhar nos EUA.

* foto The Guardian

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *