Minuto Legal: Parlamento vota pela proteção dos direitos dos europeus no UK

Confira as principais notícias da última semana. O Brexit continua no tema central da política britânica. Acompanhe:

Theresa May defende a união entre as 4 nações do Reino Unido
Durante discurso em Glasgow na última sexta (3), a primeira-ministra Theresa May defendeu a união dos países que compõe o Reino Unido. “A União que estou determinada a fortalecer e sustentar é aquela que funciona para pessoas que trabalham em toda a Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte”, declarou  May. O discurso vem para confrontar a possibilidade de um novo referendo na Escócia, para decidir se fica ou sai do Reino Unido. O primeiro ministro escocês, Nicola Sturgeon, afirmou que um segundo referendo era “altamente provável” por causa do Brexit.

Parlamento vota pela proteção dos direitos dos europeus que vivem no Reino Unido
Na quarta-feira (1), a Câmara dos Lordes votou a alteração do projeto de lei do Artigo 50 para forçar o governo a garantir os direitos dos cidadãos europeus que vivem no Reino Unido. Foram 358 votos a favor da emenda de proteção e 256 contra. “Os governantes devem fazer o que é certo e garantir os direitos dos europeus que vivem no Reino Unido”, declarou Jeremy Corbyn, líder do partidos dos trabalhadores. A emenda segue para votação na Câmara dos Comuns ainda esse mês.

Reino Unido pode ter que pagar até 51 bilhões de libras para oficializar saída da União Europeia
O presidente da Comissão Européia, Jean-Claude Juncker, alertou que o Reino Undo pode ter um custo alto para deixar a União Europeia. Ele declarou que o Reino Unido teria que pagar sua parcela de gastos da União Europeia já acordados durante seu período como membro. O ex-embaixador do Reino Unido na UE, Sir Ivan Rogers, disse aos parlamentares no mês passado que o Reino Unido pode ter quer pagar à União Europeia até £ 51 bilhões para sair.

Brasileira e marido  britânico podem ter que se separar devido à regra de renda mínima
Segundo o “The Guardian”, a brasileira Monica Leal, de 48 anos, pode ter que se separar do marido por conta das regras de imigração. Depois de 10 anos morando no Brasil, o casal resolveu retornar ao Reino Unido. Sem um emprego em território britânico, o casal não tem permissão para se estabelecer aqui juntos. A Suprema Corte apoiou a regra de renda mínima de £ 18.600 para britânicos que desejam trazer parceiros não-europeus para morar no Reino Unido. Saiba mais sobre a lei AQUI.

Donald Trump teria dado informações falsas sobre imigração à jornalistas
Antes de um discurso no congresso, Donald Trump disse a repórteres na Casa Branca que ele estava disposto a moderar sua posição extrema, e conceder vistos a milhões  de imigrantes sem documentos. No entanto, nada disso foi mencionado na sua fala no Congresso. Um alto funcionário da Casa Branca admitiu à CNN que foi um jogo do presidente para enganar a imprensa.  A repórter da CNN que falou com o funcionário, Sara Murray, acusou o governo de manipular a mídia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *