Mudanças no passaporte britânico: novo design apresentado, que inclui o mapa do metrô, não mostra algumas estações

O novo passaporte britânico foi apresentado esta semana, com William Shakespeare, Anish Kapoor e o mapa do metrô subterrâneo de Londres.

Os novos documentos de viagem apresentam o mais recente em tecnologia antifraude, ao comemorar 500 anos de cultura britânica, e avanços no uso da impressão de segurança usando UV e luz infravermelha, tintas e marcas d’água para evitar os fraudadores de forjar os novos projetos.

No entanto, o novo design parece ter falhas. De acordo com o site de notícias City Metric, o mapa do metrô, na verdade, contém uma série de erros.

Entre as estações de London Bridge e Waterloo,  a estação de Southwark parece estar faltando na linha Jubilee, segundo o site Londres SE .

Além disso, o mapa apresenta a antiga linha do leste de Londres que terminava em New Cross Gate, ao invés de mostrar a linha estendida, que foi concluída em 2010.

O sudeste de Londres também parece conter alguns erros, segundo o site, que também afirma que a estação de London Bridge está no lado errado da rua Tooley, em um segundo mapa incluído no novo design do passaporte. Queen’s Road Peckham Overground também está no lugar errado.

O design para o passaporte britânico é atualizado a cada cinco anos e o tema deste ano é “Reino Unido Criativo”. O Home Office – órgão do governo responsável por imigração, segurança, lei e ordem – afirma que além de ser criativo, o novo design é também o “mais seguro” a ser produzido no Reino Unido.

Não muito tempo depois que o novo projeto foi apresentado, o Home Office recebeu críticas pela falta de mulheres em destaque na edição. Apenas duas mulheres, Elisabeth Scott – criadora do Shakespeare Memorial Theatre – e a matemática Ada Lovelace foram incluídas no projeto, em comparação com sete homens incluídos no design.

Fonte: The Independent

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *