Brasileiros precisarão de cadastro para poder entrar na Europa

Os cidadãos não-europeus de países isentos da obrigação de visto, entre eles, brasileiros, canadenses, americanos, australianos, terão que obter uma autorização antes de viajar para Zona Schengen na Europa. Os países como Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Portugal, Espanha, entre outros. O Reino Unido não está no acordo de Schengen. O sistema, conhecido como ETIAS (European Travel Information and Authorisation System), foi aprovado pela União Europeia nesta semana por 494 votos a favor, 115 contra e 30 abstenções.

O ETIAS exigirá que as pessoas preencham um formulário eletrônico antes da viagem planejada, contendo os dados pessoais (incluindo nome, data e local de nascimento, sexo e nacionalidade), documento de viagem informações (validade, país emissor), endereço residencial e detalhes de contato, bem como o primeiro país de entrada na UE.

A autorização de viagem custará 7 euros e menores de 18 e maiores de 70 anos será gratuita com a validade de 3 anos ou até a data de expiração do documento de viagem. O requerente também será obrigado a informar as autoridades de quaisquer condenações por crimes graves (como terrorismo, exploração sexual de crianças, tráfico de drogas ou pessoas, assassinato ou estupro), assentamentos em zonas de conflito ou guerra e questionamentos administrativos que lhe foram solicitadas.

Após o aval do Parlamento Europeu, o texto sobre EITAS passará formalmente pelo Conselho. O Presidente do Parlamento Europeu e a Presidência do Conselho irão, então, assinar os textos em lei para ser publicada no Diário Oficial. A previsão que o ETIAS entre em vigor a partir de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *