Tag: Remove term: eleições no Reino Unido

Minuto Legal: plano de Theresa May inclui novo visto para europeus no Reino Unido

A formação do governo miniritário de Theresa May com o DUP e sua proposta para os europeus no Reino Unido são destaque do Minuto Legal da LondonHelp4U.

Proposta de Theresay May para europeus no Reino Unido inclui novo visto de residência
Na segunda-feira a primeira-ministra Theresa May divulgou detalhes da sua proposta para os imigrantes  no Brexit. De acordo com o documento publicado, europeus residentes no Reino Unido antes da data de corte estabelecida para o Brexit poderão  aplicar para o “settled status”, similar ao status de residência permanente no país, após 5 anos vivendo no Reino Unido. Todos que aplicarem para o “settled status” terão um cartão de identidade de residência especial para identificá-los. Todos que obtiverem o novo documento de residência, terão direito a morar, trabalhar, estudar e pedir benefícios no país. Entre as principais mudanças, está o fato de que após o Brexit, os europeus que estiverem no Reino Unido não ficarão mais protegidos pela Corte Europeia de Justiça, e sim, pelas leis britânicas. A livre-circulação de pessoas entre a Europa e o Reino Unido também vai terminar. Saiba mais aqui.

Para formar governo, Theresa May concorda em investir  £ 1 bilhão na Irlanda do Norte
Também na segunda-feira Theresa May selou o acordo com o DUP (Democratic Unionist Party) formando um governo minoritário para tentar conduzir o parlamento britânico. Como parte do acordo, May concordou em investir £ 1 bilhão na Irlanda do Norte, país do DUP. “Este acordo funcionará para entregar um governo estável no interesse nacional do Reino Unido neste momento vital”, declarou Arlene Foster, líder do DUP. Muitos eleitores lembraram a resposta de May para uma enfermeira durante a campanha, que questionou porque ela e seus  colegas do NHS não receberam aumento de salário desde 2009. “Estou sendo sincera com você e digo que vamos colocar mais dinheiro no NHS, mas não há uma árvore de dinheiro mágico”, disse May na época.

Maioria dos europeus quer que União Europeia mantenha linha dura nas negociações do Brexit
Dois terços dos europeus acreditam que a UE deve tomar uma linha dura com o Reino Unido sobre a Brexit, de acordo com uma pesquisa. Sessenta e cinco por cento dos entrevistados na Bélgica, Alemanha, Grécia, Espanha, França, Itália, Áustria, Hungria e Polônia, disseram que a UE, ao tentar manter uma boa relação com a Grã-Bretanha, não deve comprometer seus princípios fundamentais. A pesquisa  da Chatham House-Kantar mostrou que apenas 18% das pessoas nos nove países – em comparação com 49% das pessoas na Grã-Bretanha – acreditavam o contrário – que a comissão europeia deveria ter como objetivo manter o Reino Unido o mais próximo possível, à custa de seus princípios, durante as negociações.

Imigrantes presos em Centros de Detenção recebem £ 1 por hora para trabalhos
Advogados de 10 imigrantes detidos em centros do Reino Unido querem que o Home Office aumente o salário mínimo para o trabalho voluntário. Segundo o “The Guardian”, os detidos, de países como Nigéria, Jamaica e Polônia recebem £ 1 por hora para o trabalho realizado dentro dos Centros de Imigração. O Home Office diz que o trabalho é fornecido de forma voluntária para atender às necessidades “recreativas e intelectuais” e proporcionar “alívio do tédio” aos detentos.  O trabalho realizado pelos detidos inclui tarefas de cozinha, limpeza de sanitários e coleta de lixo. Eles são pagos £ 1 por hora. Os advogados dos detidos apresentaram processos legais contra o governo. O Ministério do Interior declarou que o trabalho é opcional e rejeitou os pontos levantados, mas disse que vai analisar as taxas de remuneração.

Lei de Trump que bane imigrantes muçulmanos entra em vigor no EUA
A lei que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump criou no início do ano para barrar a entrada de imigrantes de 6 países de maioria muçulmana entrou em vigor na última quinta (29). Visitantes da Síria, Sudão, Irã, Iemen, Libia e Somália, estão proibidos de entrar no EUA. A admissão de refugiados desses países também está suspensa. Aqueles que já tinham vistos emitidos, não terão os mesmos revogados. O presidente Donald Trump declarou que proibiria a entrada de muçulmanos no país como forma de prevenção do terrorismo. A lei foi barrada pela Suprema Corte americana, mas foi aprovada essa semana.

Eleições Gerais no Reino Unido: como funcionam e quem pode votar

No próximo dia 8 de junho o Reino Unido vai realizar mais uma de suas Eleições Gerais. A votação foi antecipada pela primeira-ministra Theresa May em 3 anos antes da data prevista. Confira como funciona o sistema eleitoral britânico.

Como  funcionam as eleições gerais no Reino Unido
Uma eleição geral é como os cidadãos britânicos decidem quem querem para representá-los no Parlamento. Os cidadãos podem votar a favor de um candidato para representar a sua área local, que é conhecida no Parlamento como um círculo eleitoral.

O candidato com mais votos em um círculo eleitoral é eleito como seu MP, ou deputado, para representar essa área na Câmara dos Comuns.

Após as eleições, o líder do partido que tiver mais MPs eleitos deverá ser chamado pelo Rainha para assumir o posto de primeiro-ministro e governar o país.  O líder do partido político com o segundo maior número de deputados normalmente se torna líder da oposição.

Nas eleições desse 8 de junho, caso o Partido Conservador tenha mais votos, Theresa May continua no posto de primeira-ministra. Mas se o Partido Trabalhista ocupar mais postos no Parlamento, seu líder Jeremy Corbyn ficará no comando do país.

Após eleitosm os MPs trabalham tanto na área do seu círculo eleitoral, resolvendo problemas locais, quanto no Parlamento, onde votam e ajudam a aprovar e modificar leis.

Quem pode votar nas Eleições Gerais
Para votar é necessário ter mais de 18 anos, ser cidadão britânico e ser registrado para votar.

Como posso me registrar
Para quem ainda não se registrou,não é mais possível registrar-se para as próximas eleições, somente para as futuras. Você pode fazer o registro online ou imprimir os formulários e se registrar nos correios.

A LondonHelp4U é uma empresa voltada para serviços de imigração e educação, que há 15 anos ajuda milhares de imigrantes no Reino Unido e Europa. Entre em contato  conosco através do telefones + 55 11 3283 0906 , Whatsapp + 44 0789176 4830 ou pelo email info@londonhelpu.co.uk.

* foto City of London Gov

Minuto legal: Theresa May acusa Europa de influenciar eleições no Reino Unido

Estamos de volta com o Minuto Legal da LondonHelp4U com um resumo das principais notícias da semana. Confira.

Theresa May acusa União Europeia de tentar influenciar eleições no Reino Unido
Theresa May acusou os políticos europeus de fazer “ameaças” contra a Grã-Bretanha para tentar influenciar o resultado das eleições gerais. Após um encontro com a Rainha, May fez um discurso dizendo que os eventos dos últimos dias mostraram “o quão duro” as conversas de Brexit provavelmente serão. “A posição de negociação da Comissão Européia endureceu e as ameaças contra a Grã-Bretanha foram emitidas por políticos e funcionários europeus. Todos esses atos foram deliberadamente programados para afetar o resultado da eleição geral que ocorrerá em 8 de junho”, declarou May. Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia, disse que era irresponsável da parte de May “envenenar” a atmosfera com a União Europeia.

Brexit já prejudica mercado de trabalho no Reino Unido
De acordo com um relatório do Markit / REC feito com recrutadores, a disponibilidade de candaditos para trabalhos temporários ou permanentes caiu no ritmo mais rápido em 16 meses no último mês de abril. A escassez de mão-de-obra de imigrantes europeus já são evidentes em setores como enfermagem, limpeza, TI e contabilidade. Os recrutadores relataram que tiveram um número menor de candidatos para mais de 60 funções diferentes, enquanto que o número de vagas continuaram a subir. “Este estudo deixa bem claro o grave impacto que a incerteza relacionada ao Brexit tem sobre a nossa economia”, disse Jame McGrory, do grupo Open Britain.

Líder do Partido Trabalhista diz que seu objetivo será manter o Reino Unido seguro
Em discurso em Londres, Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista, declarou que se seu partido chegar ao poder nas próximas eleições gerais, vai “reformular” os relacionamentos com os EUA e outros aliados, prometendo atenção com Donald Trump.  Em um discurso no Centro de Estudos sobre Assuntos Internacionais, Corbyn disse que ele havia feito campanha por um mundo mais pacífico durante toda a vida e ainda acreditava que os interesses do Reino Unido eram melhor servidos por buscando a paz.

Brasil está aberto para négocios com o Reino Unido no pós-Brexit
Em artigo no The Telegraph, o embaixador do Brasil no Reino Unido, disse que os brasileiros prestam muita atenção ao fato de o Reino Unido revigorar seu comércio e investimentos com parceiros além das fronteiras da Europa. “Nós certamente queremos que as empresas britânicas se inspirem em seus antepassados vitorianos e se tornem parceiras em grandes projetos voltados para a modernização de nossa infra-estrutura. Para que a economia britânica se torne ainda mais orientada para o mundo, a formação de laços comerciais mais estreitos com o Brasil deve ser uma parte natural desse processo”, declarou.

Texas aprova lei dura contra os imigrantes no Estados Unidos
O governador do Texas, o Republicano Greg Abbott, assinou uma lei no domingo (07) para apertar o cerco contra o imigrantes ilegais. A lei punirá as autoridades locais que não cumprirem os pedidos de cooperação com agentes federais de imigração. Os policiais que violarem estas leis podem enfrentar uma remoção do cargo, multas e até um ano de prisão, se for condenado. A medida também determina e permite que os policiais perguntem para as pessoas sobres o status de imigração durante uma detenção, mesmo que seja por pequenas infrações, como atravessar a pé  uma rua onde não é permitido o cruzamento para pedestres. O Texas  tem um número estimado de 1,5 milhões de imigrantes sem documento e é o estado com a maior fronteira com o México.

* foto Daily Express

Na próxima segunda, Francine Mendonça, CEO da LondonHelp4U, fará um live em nossa página no Facebook sobre as Eleições Gerais do Reino Unido e os Direitos dos Cidadãos Europeus. Envie suas dúvidas através da nossa página e não perca, será às 19h (horário de Londres) e às 15h (horário de Brasília).