UK rejeita proposta da Escócia de visto pós-estudos

O Reino Unido recusou uma proposta solicitada pela Escócia para introduzir novamente um sitema de visto pós-estudos para estudantes universitários  internacionais.

Em 2012, o Reino Unido baniu o visto que permitia que estudantes não pertencentes a União Europeia trabalhassem por dois anos  em território britânico depois que terminassem seus estudos.

Uma pesquisa feita pela Scottish Affairs Committee concluiu que a remoção do visto, feita no Reino Unido em 2012, tornou a Escócia um destino menos atrativo para estudantes de outros países.

O relatório do Scottish Affairs Committee citou uma queda de 80% nos estudantes que não pertencem à UE que permaneceram no Reino Unido após a graduação desde que o visto foi desfeito.

Segundo orgão, a volta do visto pós-estudos é necessária para solucinar desafios demográficos na Escócia e preencher lacunas de profissionais em áreas como saúde e finanças.

A Universidade de Edimburgo também alertou para uma “fuga de talentos globais” causada por estudantes que deixam a Escócia após a formatura.

Negado
Porém, o governo do Reino Unido rejeitou a proposta, dizendo que outras opções de visto estão disponíveis para estudantes que já se formaram.

Em uma resposta publicada pelo ministro da Imigração, Robert Goodwill, o governo britânico disse que as quatro categorias de visto atuais disponíveis para os graduados não-europeus das universidades britânicas “compõem uma excelente oferta de trabalho pós-estudo”.

O governo também disse que o abuso do sistema anterior “prejudicou a reputação de nosso sistema educacional”.

“Isto foi corroborado por evidências de que a disponibilidade da categoria Tier  1 (trabalho pós-estudo) deu origem a imigrantes que estavam desempregados ou envolvidos em trabalho não qualificado e provavelmente procuravam abusar do sistema de imigração, a fim de prolongar a sua estadia”, acrescentou o ministro.

O governo ainda declarou que criar regras específicas para determinadas partes do Reino Unido, no caso, para a Escócia, complicaria o sistema de imigração.

A Câmara de Comércio da Escócia disse que a decisão do governo britânico é “ruim para os négocios” e um “desserviço para a Escócia”.

Visto para Mestrado
Recentemente o Home Office britânico lançou um projeto-piloto em quatro das mais prestigiadas universidades do Reino Unido para facilitar o processo de pedido de visto de estudante para os alunos de mestrado que não pertencem à União Europeia, incluindo os brasileiros, e aumentar a sua licença pós-estudos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *