Minuto Legal: Não há registros da saída de 600 mil pessoas na fronteira do Reino Unido, diz Home Office

Não há registros da saída de 600 mil pessoas na fronteira do Reino Unido, diz Home Office

O sistema prometido pela Theresa May de “100% de checagem de saída” nas fronteiras da Reino Unido não contém registros de saída para mais de 600 mil pessoas que deveriam ter deixado o país nos últimos dois anos, revelou uma fonte do orgão ao jornal britânico The Guardian. Um relatório de David Bolt, o inspetor chefe de fronteiras e imigração, apontou que o sistema também contém um crescente inigualável de mais de 201.000 registros de saídas de pessoas do Reino Unido para as quais não há registro do Home Office de como eles entraram no país.

O Reino Unido emite mais de 30 mil licenças de vistos para imigrantes

O Home Office, depois de receber mais críticas de público e parlamentares emitiu e renovou licenças em três categorias, Tier 4, Tier 2 e Tier 5. Essas categorias é referente aos vistos de estudante, família, trabalhadores e família. Fontes no Home Office confirmaram que 1236 licenças para patrocinar foram emitidas sob o Tier 4 e 28974 licenças para patrocinadores nos Tier 2 e 5 foram emitidas para diferentes instituições localizadas no Reino Unido, incluindo informações sobre a categoria de estudantes que estão licenciados para patrocinar e seu índice de patrocínio. As informações são do site de notícias de The News.

Alterações da imigração não deve significa fronteira rígida

O Migration Advisory Committee (MAC) está analisando o papel dos trabalhadores da UE no Reino Unido.  O estudo alerta que as novas restrições serão aplicadas no local de trabalho e não na fronteira. “É o fluxo de bens e serviços, não pessoas, que torna a questão da fronteira desafiadora”, segundo o relatório. Os locais de trabalho verificarão se um cidadão da UE tem o direito de ser empregado no Reino Unido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *