Tag: intercambio na inglaterra

Ganhe 50 libras ao adquirir um pacote de intercâmbio para Londres


LondonHelp4U é a única agência de intercâmbio que oferece aos seus estudantes na compra de qualquer pacote do website para Londres um ticket para atrações londrinas imperdíveis, e ainda cinquenta libras em dinheiro para gastar.

Termos e condições:
*Válido apenas para pacotes oferecidos no website da LondonHelp4U
*Para retirar o prêmio, basta apresentar o voucher na agência de Londres, solicitado à consultora de intercâmbio após o pagamento do pacote
*O prêmio será pago em dinheiro.

Se você vem estudar no Reino Unido por mais de 6 meses espere ser entrevistado pelo oficial de imigração

Giselle Ribeiro

Após aprovação unânima, o ministro da imigração britânica, Damian Green, anunciou que um sistema de entrevista direcionada para estudantes internacionais foi introduzido neste verão e irá concentrar-se nos candidatos de “alto-risco”, ou seja, naqueles que desejam ingressar em cursos acima de 6 meses. Se este é o seu caso, espere ser entrevistado na chegada pelo oficial de imigração e responder à uma série de perguntas pessoais, sobre educação, circunstâncias financeiras e planos de estudo. O Governo britânico espera entrevistar até 14.000 alunos nos próximos 12 meses. Além disso, estudantes podem ter seus vistos recusados caso o oficial de imigração se sentir insatisfeito com relação às respostas fornecidas pelo estudante. O ministro da imigração britânica fez as seguintes afirmações: “Com mais entrevistas e maiores poderes para recusar alunos fictícios, vamos eliminar abusos e proteger o Reino Unido contra aqueles que tentarem burlar nosso sistema imigratório. Sob o sistema atual, oficiais da Agência de Fronteiras do Reino Unido são incapazes de recusar algumas aplicações, mesmo se tiverem sérias preocupações sobre a credibilidade do aluno. Entretanto, a partir de agora, apenas estudantes genuínos se beneficiarão de nosso setor educacional. A Grã-Bretanha está aberta para receber imigrantes mas a mensagem é clara – se em seu formulário de candidatura, e durante a entrevista, houver a tentativa de esconder suas verdadeiras motivações para entrar no Reino Unido seu visto será recusado”.

O projeto piloto de entrevistas foi realizado pelo ministério de fronteiras britânico no ano passado, para resolver preocupações sobre a legitimidade de alguns candidatos. Mais de 2.300 requerentes de vistos de estudante foram entrevistados em 13 postos de imigração, com o objetivo de testar a eficácia de entrevistas face a face. Segundo o ministério, cerca de um quinto dos candidatos tiveram a entrada recusada para o Reino Unido com base em suas entrevistas. Uma das questões principais das recusas foi a incapacidade dos entrevistados em exibir o nível exigido de inglês. Alguns eram incapazes de responder à perguntas básicas em inglês sem a ajuda de um intérprete, apesar de afirmar em seus formulários de inscrição que possuíam as habilitações linguísticas necessárias para ingressarem no ensino superior britânico. Por isso, a LondonHelp4U ferozmente orienta aos candidatos que querem vir estudar no Reino Unido, em programas acima de 6 meses, que se preparem com antecedência e adquiram um certificado de inglês antes da viagem. Os mais conhecidos são: Cambridge, IELTS, ESOL, TOEFL e ESOL. Mas lembre-se que o IELTS só é válido por 2 anos, por isso recomendamos que você adquira um certificado para a vida, como por exemplo o ESOL. O nível de Inglês exigido pelo governo para continuar seus estudos em Londres é B1 (intermediário – nota 4.0 IELTS) para cursos de inglês e B2 (intermediário e acima – nota 5.0 IELTS) para cursos de graduação, pós-graduação, mestrado, MBA e doutorado. Por outro lado, se você está vindo para o Reino Unido para os programas com duração abaixo de 6 meses você não precisa mostrar o seu nível de Inglês para o oficial de imigração. Entre em contato conosco, nós podemos te ajudar!

A educação britânica continua na liderança

Giselle Ribeiro

Estudar o desenvolvimento internacional está cada vez mais popular entre as pessoas interessadas em lidar com questões vitais para uma sociedade mais justa para todos. O Reino Unido é líder em cursos de desenvolvimento internacional. Tais cursos foram criados para atender ao crescente interesse na abordagem de questões globais como a pobreza e gestão ambiental. Há Universidades em todo o Reino Unido com programas de mestrado em Desenvolvimento Global, que podem ser estudados com um único assunto em foco ou com combinações modulares, tais como estudos de educação, estudos da cultura africana e gênero, entre dezenas de outros assuntos. Graduados neste tipo de programa geralmente são contratados para grandes organizações como a Oxfam, Nações Unidas, Greenpeace, etc. Se o seu sonho é ser uma dessas pessoas e trabalhar para uma organização internacional não perca tempo, estude no Reino Unido. Da mesma forma, se o seu desejo é se especializar em Negócios e Finanças; instituições como a LSBF – London School of Business and Finance tem mais de 20.000 estudantes de mais de 150 países. A instituição oferece cursos exclusivos que refletem as tendências de mercado atuais e futuras demandas dos empregadores; sua network de contatos nunca mais será a mesma! Londres é uma cidade verdadeiramente única, tem uma história vibrante combinada com uma cultura que torna a experiência ainda mais especial para o estudante e profissional.

“A educação britânica é um dos seguimentos de mercado mais bem sucedidos do Reino Unido. Os números de exportação do estilo educacional  mostram que está de vento em popa”, diz Paul Marshall chefe-executivo da Associação de Escolas de Negócios do Reino Unido. O que acontece é que os sistemas de ensino superior em todo o mundo também estão sendo globalizados, e uma compreensão das implicações desse fenômeno é essencial para os políticos, dirigentes de ensino superior e pesquisadores acadêmicos para manterem a qualidade. O British Council, órgão regulador das instituições educacionais britânicas, constantemente fornece uma análise e conselhos sobre as tendências internacionais de ensino superior, em aproveitamento da presença global do Reino Unido na liderança educacional. Em outras palavras, a educação britânica divide suas tendências de ensino com o mundo. Além de Londres, há outras cidades onde o ensino é de extrema qualidade. Birmingham, por exemplo,  é também um ótimo lugar para estudar. Tem mais de 65.000 estudantes e oferece grandes oportunidades. Ulster University, em Birmingham, entende muito bem o que é diversidade. Possui alunos de mais de 80 países, o que significa um networking valioso para os estudantes. Tem mais de 160 anos de tradição, alcançou os melhores índices de qualidade da agência do Reino Unido de educação e segurança. Ademais, tem posição estabelecida na Grã-Bretanha e Irlanda como um centro líder de qualidade aferido para a educação empresarial.

Agora, se seu interesse é ciência familiarize-se com o Centro de Ciências de 30 milhões da Universidade Metropolitana de Londres, que contém um dos maiores laboratórios de plano aberto da Europa. A combinação rigorosa de competências de investigação e trabalho em equipe fazem os graduados deste corpo docente altamente empregável. Mas se o seu interesse permanece apenas em especializar o seu Inglês falado e escrito, mas você quer uma instituição de alta qualidade o South Thames College (STC) é para você. Para começar, o mínimo que você pode estudar é um período de 3 meses, o STC entende que 3 meses é o tempo mínimo necessário para melhorar suas habilidades linguísticas, quando sua primeira língua não é o Inglês. O STC é um college patrocinado pelo Governo, o que significa que os alunos matriculados em programas acima de 6 meses podem trabalhar  por 10 horas semanais em Londres e em tempo integral durante as férias. O college também oferece grandes oportunidades para estudos preparatórios para cursos de graduação. Portanto, se seu sonho é construir um currículo competitivo e uma network para a vida, o Reino Unido é o lugar certo para você. A LondonHelp4U pode  te ajudar, independentemente da área que deseja estudar.

Se você estuda em Londres, ou pretende estudar, fique atento quanto ao status de qualidade da instituição educacional escolhida

Giselle Ribeiro

Querido leitor, em julho de 2011 o Ministério de Fronteiras Britânico confirmou a fiscalização das instituições educacionais privadas, que patrocinam (recebem) estudantes internacionais para cursos de línguas e programas de estudo a nível superior. As medidas tomadas pelo governo britânico são parte do plano de melhoria  dos padrões de qualidade do ensino privado e cumprimento das leis de imigração, cerne das reformas para o visto de estudante  – Tier 4. E para informar você, o texto a seguir discorre sobre as consequências das medidas de inspeção às instituições de ensino privadas, já em vigor desde 2011:

• Os patrocinadores (escolas e universidades) estarão sujeitos a uma completa avaliação quanto a qualidade de ensino a cada 4 anos, ocasionando avaliações frequentes dependendo do resultado da inspeção anterior. Caso o resultado não seja satisfatório os patrocinadores não poderão recrutar estudantes de outros países.

O governo ratificou que sob os acordos de supervisão de ensino todas as escolas e universidades privadas são obrigadas a passar de forma satisfatória por uma avaliação, de um dos 8 corpos auditores de educação no Reino Unido. Por isso, não é à toa que o Reino Unido lidera na qualidade da educação mundial. A  avaliação feita pelo governo a cada 4 anos, conduzida por órgãos de supervisão de ensino, são para garantir que os padrões de ensino e de qualidade estejam sendo mantidos para estudantes internacionais. Se o patrocinador privado já não atende aos padrões aceitáveis ​​ pelo governo será impedido de fornecer o (CAS), número de matrícula que aparece na carta de aceitação da escola, que dá ao estudante o direito de requerer o visto.

Devido à todas essas e outras alterações nas leis de imigração muitos estudantes, até mesmo alunos que viajaram com outras agências brasileiras, têm nos procurado em busca de auxílio. Infelizmente, algumas escolas perderam a licença para emissão de nº de matrícula (CAS) devido ao rebaixamento pelo governo após auditoria, o que tem causado transtorno para estudantes em processo de renovação de visto.  Sendo a única saída, nesse caso, a busca por outra escola que esteja dentro dos padrões de qualidade exigidos pelo Ministério de Fronteiras do Reino Unido. Por isso, antes mesmo de sair do país de origem, é muito importante que o aluno se certifique quanto a qualidade da instituição escolhida. Pesquise na internet e procure pelo selo do governo britânico de Highly Trusted Sponsor e na dúvida melhor não arriscar.

Há casos em que o estudante completou apenas parte do programa de estudo, mas deverá deixar a escola e buscar outra, devido à perda da licença da instituição do qual o estudante veio matriculado previamente. Nesses casos, a escola deverá reembolsar o aluno com o valor  restante do programa. O estudante, infelizmente, deverá buscar outra escola e requerer um visto novo. Se essa é a sua situação, por favor, entre em contato com a LondonHelp4U que nós podemos te ajudar. Essa é a diferença de fazer um intercâmbio com a LondonHelp4U; conosco o estudante terá todo apoio antes e durante o intercâmbio. Por termos sede em Londres fica muito mais fácil ajudar o aluno durante o curso.

Estudantes internacionais cada vez mais afetados por restritas leis de imigração

Giselle Ribeiro

No final do ano passado, grandes mudanças foram implementadas a fim de restringir os critérios dos quais estudantes teriam de enfrentar para estudar e viver no Reino Unido. Isto significa que se uma pessoa deseja estudar em Londres, ou qualquer instituição situada no Reino Unido – se o programa é superior a 11 meses – o estudante terá que demonstrar conhecimento prévio de Inglês e evidências de que sua família, ou ele próprio, é capaz de cobrir os custos de sua estadia enquanto o mesmo estiver no Reino Unido, visto que o trabalho não é mais permitido para os cursos onde a qualificação é inferior a graduação. Além disso, os critérios reguladores da qualidade do ensino das escolas privadas também ficaram mais restritos. Hoje, as instituições de ensino, juntamente com os alunos, estão enfrentando as conseqüências rigorosas de tais mudanças.

Os principais problemas estão surgindo com um número crescente de fechamento de escolas e faculdades privadas, em grande parte como resultado das mudanças recentes nas leis de imigração, deixando os estudantes internacionais encalhados, e sem direito a reembolso. Pelo menos um mínimo de 20 colégios já foram fechados, em todo Reino Unido, nos últimos meses, afetando mais de 2000 estudantes internacionais; e há receio de que muitas outras escolas possam ser fechadas, e muitos outros estudantes serão afetados até o início de 2013.

As mudanças recentes nas regras de imigração têm tornado difícil para os colégios privados operar com êxito devido a retirada do direito ao trabalho, antes permitido ao estudante internacional, tanto quanto no limite imposto pelo governo na emissão de Certificados de Aceitação de Estudos (CAS) – para efeitos de visto. Juntamente com a falta de adaptação das escolas às novas leis, essas mudanças têm feito com que várias instituições educaionais fechem as portas, como a Universidade do País de Gales, por exemplo, que cancelou todos os seus acordos de validação de diplomas com outras faculdades de menor porte. Outro problema, é que os alunos já matriculados em escolas que fecharam suas portas não têm recebido de volta as taxas que pagaram pelos cursos, e às vezes até a acomodação.

Ademais, pagamentos feitos com antecedência também foram comprometidos, mas o mais importante para os alunos frente a tantas dificuldades é com relação a perda de seus vistos. A razão é que, sob as novas regras, os alunos teriam que solicitar um novo visto para permanecer e estudar em outra escola. Mas, tendo perdido os seus pagamentos iniciais, não são todos que podem pagar pelo prejuízo, e acabam desistindo do sonho e voltando para casa. Também, sob as novas regras, estudantes vivendo no Reino Unido antes das mudanças, caso decidam por pedir um novo visto, perderão seus direitos de trabalho. E sem esses direitos – em vigor desde quando os mesmos entraram no Reino Unido – não podem se dar ao luxo de continuar vivendo no país.

Por isso, estamos aconselhando estudantes e suas famílias que tenham cuidado redobrado ao comprar cursos no exterior: a um preço muito barato; quanto à qualidade das informações exibidas no website da agência ou escola; e principalmente quanto à acreditação. Uma coisa que se pode observar, a fim de dar um passo seguro, é o selo de qualidade EnglishUK (que inclusive a LondonHelp4U possui). O EnglishUK trabalha em estreita colaboração com o Consulado Britânico no gerenciamento e acreditação das escolas. O esquema, que monitora e melhora os padrões de prestadores do ensino da língua inglesa no Reino Unido, possui um procedimento de recurso consistente, a fim de minimizar os efeitos do encerramento de contratos entre as escolas que fecharam suas portas e o estudante. O EnglishUK garante ao aluno completar sua aprendizagem com segurança, e também o ressarcimento de taxas pagas por acomodação. Caso a escola feche suas portas estudantes de escolas membras do esquema EnglishUK serão relocados para outras instituições de ensino sem qualquer custo adicional. Na LondonHelp4U estamos preparados para cuidar de você, não coloque seu tempo, dinheiro e futuro em risco!

Veja o selo EnglishUK: