Tag: estudantes

Imigração: o que muda para pessoas com intenção de estudos no Reino Unido

O Home Office está sempre anunciando novas medidas para imigrantes no Reino Unido. Se você vem para o Reino Unido com intenção de estudo, vale a pena ficar atento e se informar!

 

ANTIGAS/ATUAIS LEIS MUDANÇAS DAS LEIS A PARTIR DE
Dinheiro para se manter no país

 

 

O dinheiro que você precisa em meses

 

Em Londres – £ 1020

Fora de Londres – £820

 

–          Até 11/11/2015

Primeiro curso – Até 9 meses

Extensão do curso no Reino Unido se você frequentou corretamente as aulas (curso anterior deve ter sido com duração superior a 6 meses)

Você precisa apenas de 2 meses de despesas para viver

 

A partir de 12/11/2015

Em Londres – £1265

Fora de Londres – £1015

A partir de 12/11/2015

–          Montante não reduzido

–          Precisa mostrar 9 meses

 

Limite do tempo no Reino Unido como estudante com Tier 4 Até 3 anos em cursos abaixo do nível de graduação

 

Até 5 anos em cursos de nível de graduação ou acima

A partir de 03/08/2015

Até 2 anos quando em cursos abaixo do nível de graduação

 

Até 5 anos quando em cursos acima do nível de graduação

Direito de trabalho Abaixo do nível de graduação

– Sem direito a trabalho

A menos que esteja estudando com instituição definida pelo Home Office que permite trabalho nessas condições

Nível de graduação ou acima – Permitido trabalhar 20 horas por semana
Extensão do visto Tier 4 no Reino Unido Possível estender o visto Tier 4 dentro do Reino Unido antes de 10/08/2015

 

A partir de 10/08/2015

–          Pode estender seu curso dentro do Reino Unido se o novo curso representa progressão acadêmica do curso anterior

 

–          Se você não completou o primeiro curso, você precisa solicitar o visto for a do Reino Unido para iniciar um novo curso

 

Estender o visto para uma nova categoria com o Tier 4

Ex.: Tier 4 para Tier 1 Empreendedor

Poderia mudar de categoria dentro do Reino Unido Precisa deixar o Reino Unido e solicitar do exterior para o Tier 2 e o Tier 1 Empreendedor

 

Estudantes universitários que querem estender seus estudos no mesmo nível acadêmico

 

Antes de 03/08/2015

Era possível estender

Apenas se o curso está relacionado com o curso anterior e a universidade confirma que o curso apoia as aspirações genuínas do estudante para estender o visto
Período que o visto é concecido Duração do curso + 4 meses se o curso for de 12 meses ou acima

Duração do curso + 2 meses entre 6 a 12 meses

Duração do curso mais 1 semana para cursos com duração inferior a 6 meses

Vistos baseado na duração do curso + intenção de viajar ao país de origem depois do curso

 

 

 

 

United Kingdom Flag waving on wind.

Please see all series in my portfolio.

Estudantes como alvo das limitações na imigração corre o risco de denegrir a reputação do Reino Unido

David Cameron foi avisado por seu próprio secretário de Relações Exteriores que a inclusão de estudantes estrangeiros no alvo da migração líquida do governo corre o risco de comprometer a reputação da Grã-Bretanha no exterior.

Em uma carta ao primeiro-ministro, Philip Hammond escreve: “De um ponto de vista político externo, o papel da Grã-Bretanha como um destino de classe mundial para estudantes internacionais é um elemento altamente significativo do nosso sutil poder de oferta. É uma questão que cresce consistentemente comigo por nossos conterrâneos estrangeiros.”

Sr. Hammond junta-se o chanceler e ao secretário de negócios na chamada para os números de estudantes a serem retirados da meta de reduzir a migração líquida dos atuais 330 mil para menos de 100 mil pela próxima eleição geral. “É hora de tomar a decisão de contar alunos separadamente internacionais que vêm estudar aqui no Reino Unido, desde que eles estejam aqui para o estudo legítimo”, afirma na carta.

Sua intervenção deixa Theresa May cada vez mais isolada em continuar a insistir para que os estudantes estrangeiros fazem parte das medidas. Os dados mais recentes mostram que no ano até o final de março o número de estudantes estrangeiros que vêm para o Reino Unido por mais de um ano aumentou de 176.000 para 188.000. Cerca de três quartos deles eram cidadãos não europeus.

Como resultado, uma fonte do governo afirmou que algumas matérias como Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática estavam em risco de ser retirados por algumas universidades, porque confiaram em estudantes estrangeiros para fazer com que esses cursos fossem economicamente viáveis. Isso seria altamente embaraçoso para o governo, que fez campanha para impulsionar a participação em disciplinas STEM.

A fonte do governo também observou que os estudantes estrangeiros poderiam valer £12 bilhões por ano em taxas de ensino superior até 2020. “Não temos muitas indústrias de exportação globalmente competitivas. Devemos celebrar ao invés em vez de considerá-la como uma praga de imigração”, a fonte disse.

O primeiro-ministro enfrenta agora uma decisão difícil entre apoiar sua secretária ou se aliar com o chanceler, secretário de Relações Exteriores e secretário de negócios.

Fonte: Channel4.com

Reino Unido: o lugar mais seguro para se fazer um curso, dizem estudantes

Na hora de escolher em que país estudar, a qualidade de ensino oferecido por uma instituição é geralmente algo levado em conta. Mas ultimamente um outro aspecto tem sido apontado com uma das prioridades entre os estudantes: a segurança. Em um ranking de 19 fatores que influenciam a decisão do aluno, ela aparece na quinta posição.  Seis anos atrás, ela estava lá embaixo na lista, em décimo sétimo lugar, de acordo com um estudo anual do British Council, uma instituição que difunde a língua inglesa. Números que sugerem que para um estudante estrangeiro longe de casa, sentir-se confortável diante de novos companheiros de classe e de moradia e tranquilo para andar nas ruas que passam a fazer parte de sua nova rotina são elementos bastante importantes.

Mas então onde estudar bem e com segurança? Alunos de 80 países participaram de uma pesquisa online feita pelo British Council. A conclusão é que mais de 25% deles apontam o Reino Unido como lugar mais seguro para se estudar no mundo. O Canadá ficou em segunda posição. Os Estados Unidos aparecem logo atrás. O baixo índice de criminalidade contra estudantes e a melhoria na forma como a polícia e outras autoridades britânicas têm reagido a incidentes foram as razões apontadas pela entidade para o bom posicionamento do país no estudo. A integração entre estudantes internacionais e domésticos também pode influenciar na percepção de segurança que os alunos têm.

Para Elizabeth Shepherd, diretora de pesquisa do time de Inteligência Educacional do British Council, ‘oferecer um ambiente seguro para estudantes internacionais requer que as instituições e organizações nacionais sejam proativas em relação à segurança, e não que elas só reajam depois do problema. O Reino Unido não está imune às ameaças contra estudantes, mas a sua reputação de ser um destino seguro para se estudar não foi manchada, graças às ações imediatas diante de incidentes. Ele é visto como um país onde a prioridade máxima é garantir a segurança pessoal. ‘

Se você já estava pensando em vir para o Reino Unido para melhorar seu currículo fazendo um curso de graduação ou aprimorar o inglês no país berço da língua, agora tem mais esse motivo para levar em consideração no momento de fazer a sua escolha. E o destino é bastante popular. Estimativas apontam que cerca de 370 mil estudantes estrangeiros estão fazendo algum curso no Reino Unido. E as opções para eles não se restringem à capital inglesa. Em Birmingham, por exemplo, existem mais de 65 mil alunos estrangeiros. Uma forma de interagir com diferentes culturas e ainda aumentar sua rede de contatos.

Se você quiser fazer parte desse grupo, a LondonHelp4U pode ajudar. Nós oferecemos programas de intercâmbio que se adequam a sua necessidade. Eles vão desde cursos de idiomas até doutoradas, com longa ou curta duração. Nossos parceiros são instituições oficialmente reconhecidas pelo governo britânico. Entre em contato com a gente.

Nova opção de registro na polícia é oferecida a estudantes estrangeiros

Está na lei britânica. Alunos brasileiros que vêm estudar no Reino Unido precisam se registrar em um posto policial local, no máximo 7 dias depois do desembarque. A regra, além de valer para o Brasil, é mandatória para estrangeiros de 42 países. O estudante deve ir até à Repartição de Registro dos Visitantes Estrangeiros – Overseas Visitors’ Record Office – , em Londres, para fazer o procedimento. O problema é que, com o crescente número de pessoas vindo fazer cursos na terra da rainha, o local tem ficado lotado. O movimento na repartição tem sido tão grande que há reclamações de que estudantes estão demorando para ser atendidos e acabam ficando horas na fila, que muitas vezes começa a se formar antes mesmo do lugar abrir as portas para o atendimento do público.

Para tentar controlar a situação, a polícia da capital inglesa colocou em ação este mês um plano temporário. Agora, candidatos que não quiserem ficar esperando para completar o processo de registro têm a opção de só receber um documento carimbado pela polícia e retornar à repartição em uma outra data para completar o processo. Setembro e outubro são os meses de muito movimento. Os estudantes que escolherem essa possibilidade também vão receber uma carta de apresentação, que seria a prova de que eles tentaram se registrar na polícia, como está previsto na legislação. A Polícia Metropolitana de Londres fica com uma cópia do formulário do estudante, que terá até o dia 31 de dezembro deste ano para retornar à repartição e finalizar o registro. Mas quem preferir fazer apenas uma viagem ao local vai precisar aguardar na fila.

Procurando facilitar a vida do estudante, algumas instituições de ensino firmaram um acordo que permite que o aluno preencha o formulário online da Repartição de Registro dos Visitantes Estrangeiros e a própria escola fica encarregada de submeter o documento à polícia. Mesmo assim, o estudante ainda vai precisar ir pessoalmente até o final do ano ao departamento policial para terminar o processo. Cheque se a instituição educacional de sua escolha oferece essa possibilidade.

Depois de completar o processo, será emitido um Certificado de Registro da Polícia, o Police Registration Certificate (PRC). Entretanto, toda vez que você mudar de endereço ou de escola, é necessário ir até a delegacia mais próxima de sua casa para atualizaçãp de dados.

Caso  você precise se registrar na polícia, fique atento às dicas:

 • leve o passaporte

• uma taxa de £34 será cobrada

• a Repartição de Registro dos Visitantes Estrangeiros fica na Brandon House, Ground Floor,180, Borough High Street, Londres, SE1 1LH

• o horário de funcionamento é das 9h às 16h 

Se você pensa em estudar no Reino Unido, a LondonHelp4U oferece várias possibilidades de programas de estudos, que vão desde cursos de idiomas até doutorados. Nós trabalhamos com uma equipe de profissionais qualificados que estão prontos para lhe atender e discutir qual opção se encaixa a sua necessidade. Temos mais de 10 anos de experiência no mercado, sempre oferecendo os melhores serviços aos nossos clientes.

Home Office intensifica fiscalização sobre vistos de estudantes

A Agência de Fronteiras do Reino Unido implementou o sistema no visto de estudante e pretende, com isso, acabar com as falhas existentes. Ou seja, a ação que garante que aqueles que não têm direito de permanecer no Reino Unido são identificados e obrigados a deixar o país deve agora ser levada em caráter mais vigoroso. Até então, a agência considerava os alunos em não conformidade com as condições do seu visto como uma prioridade baixa em comparação aos casos dos imigrantes ilegais, e por isso não estava atenta ao caso dos estudantes.

O Escritório Nacional de Auditoria publicou em abril um relatório sobre a aplicação do Tier 4, pelo qual os estudantes de países fora do Espaço Econômico Europeu podem estudar no Reino Unido. O relatório constatou que a Agência de Fronteiras executou a aplicação do visto de estudante com falhas,  e que estas falhas eram previsíveis e poderiam ter sido evitadas. Sob o sistema anterior de imigração de estudantes, não havia limite para o número de alunos que uma instituição de ensino pode se inscrever e os alunos eram livres para trocar  de faculdade e curso que quisessem sem notificar o Home Office. Sob o novo sistema, cada aluno deve ser patrocinado por instituições de ensino autorizadas pelo órgão e não pode mudar de faculdade sem comunicar ao mesmo. Faculdades patrocinadoras são responsáveis ​​por julgar as intenções dos alunos para estudar.

Segundo a Agência de Fronteiras, com base em taxas de matrícula da faculdade e mudanças nos padrões de aplicação no seu primeiro ano de operação, entre 40.000 e 50.000 pessoas podem ter entrado no Reino Unido através do Tier 4 para trabalhar ao invés de estudar. Deste total, 2.700 alunos já foram identificados desde 1 de Abril de 2009, mas o órgão tem sido lento para retirar a licença dos alunos de permanecerem no Reino Unido, onde tem motivos para fazê-lo. Isto significa que, em muitos casos, equipes de fiscalização têm sido incapazes de prender os alunos que estão trabalhando em vez de frequentar uma faculdade.

A Agência de Fronteiras também tem tido problemas para garantir que as pessoas deixem o Reino Unido quando os seus pedidos de prorrogação de visto foram recusados. Diante de tudo isso, o novo sistema de fiscalização vai contar com uma empresa especializada para tentar localizar os imigrantes ilegais sob o visto do Tier 4. Segundo a agência, atualmente, 812 pessoas estão na lista. Em uma semana a empresa especializada já encontrou endereços de um quarto destes casos.

Se você tem visto de estudante e tem alguma dúvida, a LondonHelp4U pode ajudar.  Com uma equipe de consultores em imigração devidamente registrados e reconhecidos pelo governo britânico, obtivemos 100% de sucesso em nossos pedidos de visto em 2011. Confie o seu futuro em quem sabe o que faz!

 Visto de família também sofrerá mudanças

A Agência de Fronteiras publicou recentemente uma cláusula delegando a remoção do pleno direito de recurso para quem aplica para entrar no Reino Unido como um visitante família. Sujeito ainda à aprovação parlamentar, esta mudança está prevista para entrar em vigor em 2014. Candidatos não poderão continuar a apelar por motivos limitados aos direitos humanos ou discriminação racial.

Em junho de 2012, também vai ser introduzida a legislação que limitará as definições de família e de patrocinador em apelos da família ao visto de visita. Essas mudanças afetarão somente os candidatos que tenham tido o visto recusado. Os demais vistos de visitantes continuarão inalterados. Qualquer dúvida, entre em contato com a LondonHelp4U. Nossa equipe de consultores está totalmente preparada para ajudar.