Tag: Reino Unido

Young businesswoman sitting at workplace and looking at camera in office

Saiba como trazer os seus familiares para morar no Reino Unido

Muitos imigrantes que moram no Reino Unido tem dúvidas com relação a trazer familiares para morar na Inglaterra. Nesses casos é necessário aplicar para o Family Visa. Confira a seguir quem está habilitado para trazer dependentes e como funciona o processo.

Quem pode trazer dependentes
Aqueles que desejam torna-se provedores de familiares no Reino Unido, devem ser portadores de cidadania britânica ou terem Residência Permanente no país.

“Também é necessário que o provedor em território britânico tenha uma renda anual mínima, além de uma renda extra para cada dependente”, explica Francine Mendonça.

Quem se enquadra como membro de família
Filhos e netos: com menos de 21 anos, não é necessário comprovar que filhos e netos sejam dependentes, basta apresentar os documentos. Já para maiores de 21 anos, é necessário a comprovação de que os mesmos dependem economicamente do provedor

– Pais e avós: é necessário comprovar que os mesmos necessitam da ajuda do provedor e que já viviam juntos anteriormente

– Adotados: membros de família adotados de forma regular e por leis que sejam reconhecidas no Reino Unido, tem os mesmos direitos de outros dependentes

Extensão de membros de família
Irmãos, tios, primos e sobrinhos também podem se enquadrar como dependentes. Porém, a comprovação da dependência realizada pelo governo britânico é mais rigorosa. É necessário mostrar que ambos os familiares já tinham um laço forte anteriormente, além da necessidade econômica.

Como aplicar
Se você deseja trazer algum familiar para morar com você no Reino Unido, entre em contato com a LondonHelp4U. Somos uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em processos de vistos e cidadanias.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone HelpLineUK 24h + 44 75 85668158 ou +44 0207 636 8500 ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas, marque uma consulta, torne processos burocráticos fáceis e rápidos com a ajuda da #LH4U. Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais e nosso website.

novo passaporte brasileiro 02

O Ano na Imigração: um balanço de 2016 e nossas dicas para o próximo ano

O ano de 2016 não foi fácil na questão imigratória. A votação a favor do Brexit, no Reino Unido, e a vitória de Trump, nos EUA, mostram uma retração na liberdade dos imigrantes, algo visível no mundo todo. Em tempos de crise imigratória como o que vivemos agora, é normal que os países queiram estreitar suas fronteiras. Mas, como ficam os imigrantes que estão dispostos a viver de forma legal e contribuir para o crescimento do país?

Nessa hora,  o seu bem mais valioso é a informação. O seu passaporte de entrada é justamente entender todos os seus direitos naquele país e saber o caminho certo a percorrer para garantir a sua estadia e da sua família.

As leis imigratórias estão em constante mudança. Novas regras surgem todos os meses. A Agência de Imigração Britânica, por exemplo, divulgou uma série de alterações que começaram a valer a partir de 24 de novembro para vistos de trabalho e estudo. Estar a parte dessas informações, significa perder chances e prazos, que podem ser valiosos ao longo da sua vida no exterior.

Nós, que há 15 anos trabalhamos com imigração, sabemos o quanto é importante estar atualizado para não perder uma oportunidade que pode mudar a sua vida. Se os governos tornam-se mais conservadores e contraídos com relação aos imigrantes, é necessário que os mesmos se informem para agir de maneira correta.

A seguir, confira algumas medidas que podem ser tomadas para assegurar a sua vida no Reino Unido, no próximo ano.

– Certificado de Residência: Portadores de passaporte europeu podem tirar esse certificado assim que mudarem para o Reino Unido. Ele poderá dar garantia do seu status imigratório no país após o Brexit

– Residência Permante: Cidadãos com passaporte europeu ou que viveram no Reino Unido por 5 anos como membro da família de um cidadão da Área Econômica Europeia (EEA) podem solicitar um cartão de residência permanente.

– Cidadania Britânica: todos aqueles que tiverem a Residência Permanente, após 1 ano com o documento, podem solicitar a naturalização britânica

Se você deseja mais informações ou precisa de auxílio para realizar os seus processos, entre em contato conosco. Nossos profissionais terão prazer em ajudá-lo.

slider_1_backwhite.jpg

Petição pede anistia para imigrantes ilegais no Reino Unido

Uma petição online solicita que o governo britânico conceda anistia para todos os imigrantes ilegais residentes no Reino Unido antes de 23 de junho de 2016, data da votação do Brexit.

O autor da petição, Steven Jefferson, entende que após o Brexit, possa haver um aumento do número de imigrantes que sofram preconceito e violência.

A petição já conta com mais de 10 mil assinaturas, o que já garante uma resposta do governo. Caso atinja 100 mil a petição será considerada para ser discutida no congresso. As assinaturas serão colhidas até 7 de janeiro. Confira o texto da petição:

“Depois da decisão da Grã-Bretanha de deixar a UE, muitas pessoas temem uma mudança significativa para a direita e o aumento da violência contra os estrangeiros que vivem na Grã-Bretanha. Para evitar a vitimização de imigrantes ilegais por radicais de direita, eles precisam ter a plena proteção da lei como cidadãos britânicos.

Os imigrantes ilegais já são vitimados de muitas maneiras, através do tráfico de pessoas, escravizados como operários de fábricas e explorados como profissionais do sexo. Esta situação só pode piorar se a saída da Grã-Bretanha da UE for entendida como uma vitória para xenófobos e racistas. Conceder amnistia aos imigrantes ilegais lhes proporcionaria uma saída de sua atual servidão e salvá-los da agressão de bandidos de direita”.

Para assinar a petição, basta clicar aqui.

UK Border control is seen in Terminal 2 at Heathrow Airport in London June 4, 2014. Heathrow's rebuilt Terminal 2 welcomed its first passengers on Wednesday, as it began its gradual re-opening.   REUTERS/Neil Hall (BRITAIN - Tags: TRANSPORT BUSINESS TRAVEL) - RTR3S6U6

Brasileiros poderão fazer registro para ter entrada facilitada no Reino Unido

O governo britânico anunciou uma expansão do programa “Registered Traveller Service”, um registro para viajantes que visitam o Reino Unido com frequência.

Os brasileiros agora também podem se tornar membros do programa. A nova lista de países aceitos inclui Argentina, Belize, Brunei, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Israel, Malásia, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai e Uruguai.

Para poder se candidatar é necessário ter mais de 18 anos, ter um visto do Reino Unido ou então ter visitado o país pelo menos 4 vezes nos últimos 2 anos.  O custo da candidatura é de £70 para poder utilizar o serviço por um ano. Caso a aplicação seja negada, será reembolsado o valor de £50.

Aqueles que tiverem sua candidatura aprovada pelo UK Border Force, poderão utilizar os eGates nos aeroportos cadastrados, caso tenham o passaporte com chip. Os mesmos também poderão passar pelos portões de entrada reservados para cidadãos britânicos e europeus. Além de não ter que esperar na fila dos não-europeus, também não será necessário passar pela entrevista com o agente de imigração.

As regras valem para os aeroportos de Heathrow, Gatwick, Manchester, Stansted, Luton, Edinburgh, Birmingham, Glasgow, East Midlands e London City.

Deirdre Wells, presidente da associação de turismo UKinbound, comentou a expansão do programa. “É bom dar as boas-vindas para mais 16 países, incluindo importantes mercados na América do Sul. O turismo nesses países cresceu exponencialmente nos últimos anos e esse anúncio é um sinal claro de que Reino Unido continuará sendo um grande destino na era pós-Brexit”, declarou Deirdre.

Aqueles que desejarem continuar com o serviço após um ano, deverão pagar uma taxa de renovação de £50. Para atualizar as informações do seu passaporte, caso tenha renovado, o custo é de £20.

A aplicação pode ser feita online através do site do Gov UK.

.

picture of serious businessman on meeting in office

Como trabalhar no Reino Unido sem cidadania europeia

Muitos imigrantes brasileiros que não possuem cidadania europeia, ficam em dúvida quando vão procurar trabalho no Reino Unido. Não sabem ao certo para qual trabalho podem se candidatar e qual o visto que tem que ser solicitado. A seguir confira os tipos de visto concedidos para trabalho na Inglaterra.

Tier 2
O visto Tier 2 é um dos mais abrangentes. Podem se candidatar profissionais que tenham recebido proposta de emprego de qualquer empresa do Reino Unido. Essa empresa emitirá um certificado de patrocínio (certificate of sponsorship), que confirma ao governo a vaga e o salário oferecidos ao candidato. Também é necessário ter um salário mínimo anual. O visto tem duração de 5 anos. É necessário comprovar um nível de inglês mínimo B1. O portador do Tier 2 tem o direito de trazer membros da sua família para morar na Inglaterra como seus dependentes.

Tier 5
Estão nessa categoria artistas, desportistas, autoridades religiosas, funcionários que trabalham para governos estrangeiros, trabalhadores voluntários, dentre outros. É necessário ter um “patrocinador” que se responsabilize pelos custos de sua estadia e/ou pagamento de salário, através da emissão de um certificado de patrocínio (certificate of sponsorship), que confirma ao governo a vaga oferecida e as condições. Ao contrátio do Tier 2, não é necessário comprovar nível de inglês. O visto tem validade de 1 ano e pode se renovar por mais 1 ano em algumas hipoteses. Da mesma maneira que o Tier 2, o portador tem o direito de trazer sua família para morar no Reino Unido.

Tier 4
Esse tipo de visto é aplicável para estudantes universitários. Para estudantes de cursos de inglês ou de cursos de curta duração ele não é válido. Os estudantes de Graduação tem a permissão de trabalhar até 20 horas por semana durante o período letivo. Já nas férias, é possível trabalhar em período integral, até 40 horas por semana.

Aplicação para Vistos de Trabalho

Se você tem dúvidas com relação aos seus direitos de trabalhar no Reino Unido ou deseja fazer seu visto o mais rápido possível, entre em contato com a gente. A LondonHelp4U é uma empresa de imigração com 15 anos de experiência em processos de vistos para o Reino Unido. Nossa missão é ajudar os imigrantes brasileiros e tornar seus processos burocráticos mais fáceis e rápidos.

Quer falar com a gente? Nos contate por telefone  HelpLineUK 24h + 44 75 85668158  ou +44 0207 636 8500 (Reino Unido) ou por e-mail info@londonhelp4u.co.uk .Tire suas dúvidas e marque uma consulta. Para mais dicas e informações sobre imigração, acompanhe nossas redes sociais e nosso website.