Minuto Legal: Ministro fica irritado e rasga relatório sobre o Brexit

O ministro do Meio Ambiente britânico, Michael Gove, supostamente roubou documentos sobre as opções pós-Brexit depois que suas preocupações sobre as propostas foram ignoradas. Os jornais The Sun e The Guardian informaram que o Gove estava tão irritado com o desprezo que rasgou um relatório sobre o plano de Theresa May para uma nova parceria alfandegária com a UE em reunião do gabinete do governo. May divide um comitê do Brexit em dois grupos para permitir que o trabalho seja realizado em cada opção do Brexit.

May pede união do gabinete pelo Brexit

Ministros do gabinete se reuniram em Chequers em uma tentativa de discutir um acordo sobre o futuro relacionamento do Reino Unido com a UE, segundo a BBC. Theresa May disse que eles têm o dever de chegar a um acordo, em meio a uma discussão sobre quão estreitamente o Reino Unido deve seguir as regras da UE depois do Brexit. Espera-se que ela proponha manter o Reino Unido alinhado com a UE nas regras de comércio de bens, mas não de serviços. Se os ministros chegarem a um acordo, a UE pode optar por aceitar ou rejeitar as suas propostas.

Imigração do Reino Unido é acusada de racismo

De acordo com o The Guardian, pelo menos uma dúzia de vistos de turistas foram recusados ​​por razões aparentemente frívolas ou imprecisas. A imigração britânica negou as alegações, chamando-as de “incorretas e enganosas”. Os solicitantes eram de países africanos, o subcontinente indiano, Cuba, Vietnã, Fiji e Tailândia.

Jeremy Corbyn pede que a visita do Trump seja adiada por suas políticas de imigração

Jeremy Corbyn pediu que a visita de Donald Trump ao Reino Unido no próximo mês seja adiada em meio à revolta com as políticas de imigração do presidente dos EUA, de crianças separadas de suas famílias e mantidas em gaiolas. O líder trabalhista atacou Theresa May por não se levantar adequadamente contra o presidente, alegando que ela teria “muitas razões para recusar a visita”. May disse na Câmara dos Comuns esta semana que imagens de crianças em gaiolas nos EUA são angustiantes e os efeitos das políticas de Trump estão errados, mas ela se absteve de atacar explicitamente o próprio presidente. As informações são do Independent.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *