Category: Uncategorized

The best dog friendly places in London

For who love to have dogs company during fun moments, there are several places in London with dog-friendly attractions. The Standard website has elected a list of various incredible places to do with your four-legged friend.

Paddle boarding 

The three-hour Dog & Human SUP group sessions run during the spring and in the summer and start by Kew Bridge with a stop at the pub half way in. If you’ve missed the sun, the club also run Canoe sessions in the autumn that depart from the Royal Canoe Club in Teddington. Helped by an instructor every paw of the way, up to one or two humans can squeeze in with their four-legged friends per canoe or kayak.Life jackets are recommended and basic obedience training is required.

More information:  https://citypawsclub.co.uk/event/dog-human-paddle-boarding/2018-09-02/

GoBoat  London  

 The self-drive electric (and eclectic) Go Boat experience sails through Regents Canal around Paddington, Little Venice and all the way up to Camden Locks. Up to seven human passengers can choose between a two or three hour trip zigzagging through tunnels and will have the chance to ‘gram everything from London Zoo to Camden Market. Picnics are welcome onboard at no extra cost, and blankets and umbrellas are provided on those rainy days.  

Maore information: https://goboat.co.uk/

Tower Bridge Experience 

Tower Bridge Exhibition features two 42m-high bridge walkways with stunning city views and a glass floor, as well as a Victorian steam engine room buzzing with history. Dogs are welcome on leads on the walkways, as well as in the engine rooms. Advice: go early in the morning to avoid the crowds. Lifts are also available so you won’t have to pick your pup up for the climb.

More information: https://www.towerbridge.org.uk/

Peckham Rye Rooftop Film Club  

Open from late Spring until early Autumn, the Peckham Rye Rooftop Film club sits atop the Bussey Building and is one of the three dog-friendly cinema clubs in the capital. It screens cult classics and new releases with stunning views over the London skyline. And if you’re lucky, you’ll be treated to a stunning sunset, too. Wireless headphones and comfortable deckchairs reign supreme up here, as well as blankets for those unwelcome chilly days. Aside from the movies, expect a load of fancy drinks and snacks at the snazzy bar.

More information: https://rooftopfilmclub.com/london/venue/bussey-building/

The Murder Express  

If your dog does not mind loud noises, how about boarding on a train that will take you on an unforgettable journey? You will enjoy drinks and a selection of courses from a delicious menu.

More information: https://www.funicularproductions.com/the-murder-express

A Puppy Social & Doga Session  

Created in 2012, by London-based yoga teacher Mahny Djahanguiri, Doga (dog yoga) hopes to achieve positive attachment, greater harmony and a sense of calm between humans and their dogs. The session combines yoga, meditation, gentle massage, and stretching, and can be practised with small or large dogs. The sessions also can be booked all year around, indoors or outdoors depending on the season. 

More information: http://dogamahny.com/where-to-find-a-doga-class/

Smith & Whistle – Cocktails for Dogs

The limited-edition dogtail menu (a cocktail menu for dogs basically) was so popular when it launched back in the spring that it’s now become a permanent fixture at Smith & Whistle. Dog beer (chicken stock) and Pawsecco (a herbal infusion) are served in glam shiny bowls at the bar only. Other refreshments include a coconut water based concoction prepared by a canine mixologist.

More information: https://www.smithandwhistle.com/

Attend a Pet Charity Event 

Meet other pups and make loads of new human friends throughout the doggy calendar year.  From a rally to end puppy farming on Primrose Hill to a march to stop tests on dogs in the UK (or Brexit), several charities helps raise funds to help re-home puppies and promote animal welfare all over London. 

Source: https://www.standard.co.uk/go/london/attractions/the-best-dogfriendly-attractions-in-london-a3932186.html

10 best cities for work in the UK

Thinking of migrating to the UK to work, but are you in doubt in which city to go? The Startups platform launched a study into the country’s best places for all the things that make the daily grind that bit easier. The analysis ranks cities is not only the number of available jobs but also the quality of life and the balance between personal and professional life, considering the transport in the city, the presence of cafes, bars, supermarkets, and co-working spaces.

1# – Newcastle 

Besides the cost of living being much cheaper than in London, transport was a key factor to win the race. Newcastle is one of the few English cities to have a tube, with monthly travel cards costing an average of only 50 pounds.

After a hard day’s work, the city is the ideal place for workers to relax, with plenty of leisure options.

# 2 Birmingham

The second greatest city in Britain, with a population of almost 2.5 million, is also the second best city to work for and is also considered a great place to start a business with many co-working spaces.

# 3 Manchester

Manchester comes in third place, following the top three ranking for most factors: number of cafes, bars, and supermarkets, especially transport.

# 4 Sheffield

Manchester comes in a very respectable third place, following its top three ranking for most factors: number of coffee shops, bars and supermarkets, but especially when it comes to transport.

# 5 Glasgow

Glasgow is the only Scottish city to elbow its way into the top five places to work. There are a thousand bars (third place, behind London and Manchester), it’s still possible to get some work done.

# 6 Londres

London is a buzzing capital by any measure, and attracts workers from all corners of the world. All that action comes at a cost, and that’s where London falls down. Just getting to work sets most people back over £130 a month, more than double other popular work hubs like Newcastle, Birmingham and Manchester, which all made the top three.

#7 Edimburgo

Scotland’s capital has the second highest number of coffee shops (nearly 500), and almost twice as many bars for when it’s past coffee-hour. But it’s also home to some of the UK’s fastest-growing businesses – plus 14 co-working spaces, so you can rub shoulders with them.

# 8 Nottingham

Solidly in the top ten is Nottingham, former home of Robin Hood, and now a whole series of well-looked-after workers. This urban centre has a good mix of transport links that go easy on the purse strings, along with 11 co-working spaces to choose from.

# 9 Southampton

Southampton is the go-to work city for those who aren’t bringing in the mega bucks, but still want a decent quality of life. It has one of the cheapest monthly travel costs (around just £40 on average), and plenty of food and drink places to spend your extra change on.

# 10 LiverpoolMuch more than the place where the Beatles came, the city of Liverpool is a great place to work, start your business and still have a good quality of life.

Source: https://startups.co.uk/best-cities-for-work-uk/

Os mercados de Londres que você não pode deixar de conhecer

Em uma cidade grande como Londres, o que não falta são mercados espalhados por diversas regiões da cidade e de diferentes estilos, sem dúvida eles são uma ótima opção para você passar o dia e encontrar uma grande variedade de produtos, desde souvenir, flores, roupas de designers locais, antiguidades e deliciosas comidas de toda a parte do mundo. A seguir listamos alguns dos melhores mercados de Londres, com localização e informações de horário para você visitas. Enjoy!

1. Old Spitalfields Market

Aberto 7 dias por semana, o Old Spitalfields Market é um mercado coberto e histórico que reune inúmeros pequenos produtores com criadores e artesãos locais, varejistas independentes originais e algumas marcas bem conhecidas, alem de diversas opções de ótimos restaurantes.

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: 

Segunda, Terça, Quarta e Sexta-Feira: 10AM — 8PM

Quinta-feira e Sábado : 7AM – 6PM

Domingo: 10AM — 5PM.

Estação mais próxima: Liverpool Street Station

2. Brick Lane Market

Localizado na mesma região da sugestão anterior, o Brick Lane Market é um centro artístico e movimentado, com diversos mini mercados, restaurantes e cafés de diferentes regiões do mundo. Apesar de abrir todos os dias, o melhor dia para visitar o mercado é aos domingos, quando as ruas estão cheias de pessoas vendendo produtos usados, antiguidades, vinis, itens de couro e móveis de segunda mão. Há ainda vários artistas de rua para tornar a atmosfera do lugar ainda mais vibrante e animada.

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: 

Brick Lane Market

Apenas Domingo: 10AM — 5PM

Shops, Galerias, Restaurantes & Mercados menores

Todos os dias da semana, com horários variados.

Estação mais próxima: Shoreditch High Street

3.Portobello Road, Nothing Hill

O Portobello Road são vários mercados localizados na rua de mesmo nome, ao longo você vai encontrar mercados de antiguidades, roupas, comidas, verduras e frutas frescas. As lojas de antiguidade funcionam praticamente todos os dias, porém os outros mercados só funcionam aos sábados, sendo este o melhor dia para você visitar. Aproveite ainda para conhecer o famoso bairro de Nothing Hill!

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: 

Sábado

Estação mais próxima: Nothing Hill Gate

4. Camden Market 

Situado bem no centro de Londres, ao lado do Regent’s Canal, o Camden Market é um dos mercados favoritos da maioria dos turistas, é uma comunidade diversa de vendedores criativos, comerciantes de rua e lojas independentes extravagantes e coloridas. Aberto todos os dias, a partir das 10 am, o mercado possui mais de 1.000 lugares para comprar, comer, beber e dançar.

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: Todos os dias a partir das 10 am

Estação mais próxima: Camden Town 

5.Columbia Road Flower Market

Aberto aos domingos, você vai encontrar inúmeros vendedores expondo suas flores e plantas importadas de todo o mundo. Ao longo da rua você ainda encontra várias lojas de antiguidades, jardins, roupas vintage e delicatessens inglesas e italianas.

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: 

Domingo – 08am – 03pm

Estação mais próxima: Old Street

6.Covent Garden

Um dos lugares que não pode deixar de visitar durante sua viagem, é  Covent Garden, uma praça localizada no centro de Londres, onde encontramos o famoso Apple Market e o Jubilee Market, além de inúmeras lojas e restaurantes.

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: 

Segunda a Sexta-feira – 10am – 08pm

Sábado –  9am – 08pm

Domingo – 12am – 06pm

Estação mais próxima: Covent Garden Station

Afinal o que eu posso e não posso levar para o Reino Unido?

Este é um explicativo sobre o que você pode e o que não pode trazer para o Reino Unido, também sobre o que você deve declarar e pagar imposto.

O que você pode trazer irá depender do país do qual a viagem originou-se. O ministério de fronteiras tem o dever de proteger o Reino Unido contra a entrada de drogas, armas e outros malefícios como a sonegação de impostos. Caso você  seja convidado a mostrar o conteúdo de sua bagagem para o Oficial de imigração é seu dever cooperar. Se você for pego contrabandeando mercadorias das quais não foram declaradas você pode ser processado e até preso. Se o Oficial de imigração estiver convencido de que as mercadorias transportadas são para fins comerciais, poderá confiscá-las. Se você está inseguro sobre os bens que você está carregando, por favor fale com um oficial da alfândega. A maioria dos portos e aeroportos do Reino Unido têm três saídas ou ‘canais’: o vermelho, o canal verde e azul. Alguns portos e aeroportos só tem uma saída e um telefone vermelho, onde você poderá declarar seus bens.

Canal Azul
Use o canal azul se você estiver viajando de um país da União Europeia (UE) sem bens proibidos ou restritos.

Canal Verde
Use o canal verde se você estiver viajando de um país fora da União Europeia (UE) com os bens que:
• Não excedem os limites permitidos (no caso de líquidos e tabaco)
• Não são proibidos ou restringidos

Canal Vermelho
Você deve usar o canal vermelho ou o telefone vermelho se:
• Possui bens ou dinheiro para declarar, ou não tem certeza sobre o que você precisa para declarar

►Sempre que possível você deve embalar líquidos na sua bagagem que será despachada, devido ás restrições sobre a quantidade que você pode levar em sua bagagem de mão. Os líquidos incluem:

  • todas as bebidas, incluindo sopa de água, e xaropes, cosméticos e produtos de higiene pessoal incluindo cremes, loções, óleos, perfumes, ríml, batons, sprays, incluindo espuma de barbear, spray de cabelo e desodorantes spray de pastas, incluindo pasta de dentes, gel, incluindo gel de banho e de cabelo, solução de lente e quaisquer outras soluções e itens de consistência similar.

Se você precisa de certos líquidos durante o vôo, você pode levá-los para dentro da cabine em quantidades limitadas, como não mais que 100ml. Os recipientes devem ser transportados em um único, transparente, saco plástico re-selável, que não detém mais de um litro e mede aproximadamente 20cm x 20cm. O conteúdo deve se ajustar-se confortavelmente no interior do saco de modo que pode ser selado, o mesmo não deve ser atado ou amarrado no topo e
cada passageiro pode levar apenas um destes sacos. Os sacos devem ser apresentados para exame no ponto de segurança do aeroporto (Raio X). Recipientes maiores do que 100 ml (excluindo medicamentos essenciais) não serão permitidos através do ponto de segurança.

Viajando dentro da União Européia (UE)
Não há restrição quanto à quantidade de produtos que você pode transportar, contanto que sejam para seu próprio uso ou consumo. Se você pretende vender qualquer tipo de bebida alcólica ou tabaco então estes são classificados como ‘uso comercial’.

Veja a lista de países parte da UE:
Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre*, República Checa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha (mas não Ilhas Canárias), Suécia, Reino Unido (mas não as Ilhas do Canal).

Apesar de Gibraltar ser parte da UE, é fora do território da Comunidade. Portanto os subsídios alfandegários, para fora da União Europeia, são aplicáveis.

*Apesar de todo o Chipre ser parte da UE, os bens de qualquer área do Chipre são tratados como não pertencentes à UE.

Álcool e tabaco
Não há limites sobre a quantidade que você pode trazer para o Reino Unido, desde que sejam para uso ou consumo próprio, e presentes. Se você está portando grandes quantidades de álcool ou tabaco poderá haver suspeitas de que é para fins comerciais. Havendo suspeita, o Oficial poderá lhe fazer perguntas e verificações.

Quantidades suspeitas:

  • 800 cigarros
  • 200 charutos
  • 400 cigarrilhas
  • 1 kg de tabaco
  • 110 litros de cerveja
  • 90 litros de vinho
  • 10 litros de destilados
  • 20 litros de vinho

Note que, por razões de segurança companhias de ferry e trem possuem limites rígidos sobre a quantidade de combustível transportado fora do tanque de combustível do veículo.

Alimentos e plantas
Para viagens dentro da UE não há restrições sobre alimentos e produtos vegetais, tais como carne, peixe, produtos lácteos, frutas e legumes, desde que estejam livres de pragas e doenças, sejam para consumo próprio, e tenham sido cultivados dentro da UE. Para produtos de origem animal, os países da UE também incluem: Andorra, Ilhas Canárias, as Ilhas do Canal, Ilha de Man, Liechtenstein, Noruega, San Marino e Suíça. Para fins de vegetais, frutas e plantas, os países da UE também incluem: Andorra, Ilhas do Canal, Ilha de Man, Suíça e San Marino.

Viajando para o Reino Unido, de fora da União Européia (UE)
Se você vem de fora da União Européia (incluindo Ilhas Canárias, Ilhas do Canal e Gibraltar), você pode trazer mercadorias até os limites especificados sem pagar impostos. Esses bens devem ser para seu próprio uso ou como presentes. Se você pretende vender qualquer tipo de produto dos quais porta então este é classificado como uso comercial.

Você está autorizado a trazer o seguinte sem pagar imposto no Reino Unido:

Álcool

  • 1 litro de cachaça ou bebidas fortes (mais de 22% em volume), ou
  • 2 litros de vinho ou qualquer outra bebida alcoólica com menos de 22%
  • Você pode combinar esses subsídios, desde que não excedam o subsídio total de álcool. Por exemplo, se você trouxer 1 litro de vinho fortificado (50% da sua cota total de 2 litros), você também pode trazer a metade de um litro de aguardente (50% do subsídio total) completando assim o seu limite de álcool em 100%.
  • 16 litros de cerveja, e
  • 4 litros de vinho

Tabaco

  • 200 cigarros ou
  • 100 cigarrilhas ou
  • 50 charutos ou
  • 250g de tabaco

Você também pode combinar estes subsídios. Por exemplo, se você trouxer 100 cigarros (50% da sua cota total de 200), você também pode trazer de volta 25 charutos (50% do subsídio total) para fazer a sua provisão 100%.

Por favor, note que você não pode combinar o seu subsídio de álcool com o de tabaco.

Se você é menor de 17 anos de idade, você não portar álcool ou tabaco.

Comprou álcool e tabaco num país da UE?
Se você comprou álcool ou tabaco para seu próprio consumo em um país da UE, estes não contam como parte do seu subsídio, e você não terá que pagar mais imposto. Apenas certifique-se que você pode comprovar a origem do produto.

Outros bens (incluindo presentes)
Viajantes também podem trazer outros bens para o Reino Unido no valor de até £390,00,  como perfumes e produtos elétricos, sem pagar impostos no Reino Unido. No entanto, os passageiros que viajam de avião ou de barco privado têm direito a um subsídio de £ 270,00.

Alimentos e plantas
Da maioria dos países fora do UE, você não tem permissão para trazer carne ou produtos lácteos. Isso é porque eles podem estar contaminados por doenças, que podem afetar o meio ambiente. Outros produtos animais também podem ser banidos, embora você possa trazer uma pequena quantidade de alguns produtos de determinados países. A maioria das frutas, vegetais e sementes também estão sujeitos a restrições de peso ou quantidade. Algumas plantas e produtos vegetais (incluindo batatas) não podem ser levados para o Reino Unido a menos que você tenha obtido a respectiva licença oficial.

Dinheiro à declarar
Se você estiver portando uma quantia em dinheiro equivalente a 10.000 euros ou mais, você deve declará-lo quando entrar no Reino Unido, a partir de um país fora da UE. Você deve preencher um formulário de declaração de caixa no porto ou aeroporto do Reino Unido. Por favor, note que, para fins de declaração de dinheiro a Ilha de Man Ilhas e do Canal não contam como sendo parte do Reino Unido.

Mercadorias proibidas
Há certos bens que são proibidos ou restringidos no Reino Unido, independentemente de que país você está vindo. Por favor note que este não é uma lista completa, mas inclui os exemplos mais importantes.

Os seguintes produtos são banidos por completo: Drogas como a heroína, morfina, cocaína, anfetaminas, barbitúricos, LSD e maconha. Armas ofensivas, como facas, punhais de pressão, cinto de fivela, estrelas de morte, swordsticks, (não metálicos) facas disfarçadas em objetos cotidianos e zarabatanas, cassetetes e alguns equipamentos de artes marciais.

Material de orgiem obsceno tais como livros, revistas, filmes, vídeos, DVDs e softwares.
Isto inclui:

  • Materiais com imagens infantis;
  • Material contendo violência extrema, e
  • Qualquer outro material pornográfico que não pode ser comprado legalmente no Reino Unido.

Os bens seguintes, se portados, podem ser confiscados, e o portador poderá ser processado pelo titular por falsificação, pirataria e violação de patente de mercadorias, tais como: CDs, DVDs, roupas, calçados e produtos de designer de países não comunitários. Animais de estimação só podem ser importados se estiverem licenciados pelo Ministério da Saúde Animal e colocados em quarentena na chegada. Aves de companhia, proveniente de países terceiros só podem ser importados se forem licenciados pelo Ministério da Saúde Animal. Os animais de criação e aves de capoeira não podem ser importados como “animais”. Animais ou plantas ameaçadas de extinção, incluindo animais vivos, aves e plantas, ou produtos feitos com eles, como jóias, sapatos, bolsas e cintos, mesmo se os mesmos foram adquiridos abertamente nos países onde você o comprou, a menos que tenha uma licença CITES válido, também serão confiscados. Isto também inclui caviar, marfim, coral, conchas e crocodilo, peles colhidas de animais ameaçadas de extinção.

Para mais informações consulte https://www.gov.uk/bringing-food-animals-plants-into-uk/food ou ligue para o serviço global de licenciamento do Wildlife no +44 (0) 020 8026 1089. As linhas estão abertas de segunda a sexta, das 8 da manhã às 5 da tarde.

Alguns transmissores de rádio, tais como rádios CB e telefones sem fio que não são aprovados para uso no Reino Unido. Para mais informações e aconselhamento, ligue para Ofcom em 020 7981 3000.

Diamantes – se você está trazendo em bruto (ou seja, sem cortes ou polido) diamantes de fora da UE, você deve ter um Certificado do Processo de Kimberley válido. Para mais informação e aconselhamento, ligue para a Secretaria Governo para Foreign and Commonwealth Office no 020 7008 1500.

Trazendo mercadorias ilegais no Reino Unido:
Transporte de mercadorias que são proibidos ou para a qual você não tem a licença ou a autorização é ilegal – se você for pego contrabandeando há penalidades severas, incluindo prisão.

Fonte UKBA

Preencha o formulário abaixo, marque sua consulta e tire suas dúvidas.

Nome

E-mail

Telefone:

O que você precisa?

Data pretendida:

Hora pretendida:

Mensagem:

Como ouviu falar da LondonHelp4u?

Por favor, digite o que você vê na imagem:
captcha

 Li e concordo com os Termos e Condições Gerais da LondonHelp4U

Legal minute: British citizens may have to pay for mandatory visa to travel to EU countries

British citizens may have to pay for mandatory visa to travel to EU countries

A project in the European Comission proposes that the United Kingdom is included in a list of countries that are exempt of not from visas. Martin Selmayr, official of the European Comission, stated last week that the UE must decide whether or not if British citizenships will need visas after Brexit. If Great Britain is included in the mandatory visa list, travellers may be charged £ 52 for a 90-day short-stay visa or for the period of 180 days. Alternatively, if Great Britain is included in the “exempt from visa” list, United Kingdom’s citizens will not need visas. The informations are from the Standard.

United Kingdom demands that doctors and nurses apply for visas

After increasing the pressure, United Kingdom’s government has announced plans to exempt doctors and nurses from a limitation in the number of visas available for qualified workers from non-UE countries to enter the United Kingdom.

Immigrant children: the global protest on separations in USA borders

Theresa May has described Donald Trump’s politics of separating immigrant children from their families as deeply disturbing and wrong, but has justified her decision to receive the president of the USA in Great Britain next month.

Pope Francis said he supports USA’s catholic bishops, who stated this was “immoral”. The congress, controlled by republicans, is under pressure for Donald Trump to change his politics. The information is from the BBC.

Americans believe immigration is good for the USA

Most Americans support immigration and do not believe it should be reduced, even with Donald Trump promulgating harsh politics alongside the USA-Mexico border. More Americans see immigration as a positive aspect in society, with almost 75% of the people who were interviewed claiming “it’s a good impact on this country nowadays”. This is the highest number since the year of 2001. The information is from the Independent.